Processo do metrô de Salvador também envolve a Siemens

O caso dos desvios praticados em obras do metrô pelo Siemens também está relacionado com o metrô de Salvador. É um processo de superfaturamento de R$ 166 milhões que aguarda julgamento no Tribunal de Contas da União (TCU), que atinge R$ 400 milhões em valores corrigidos. A ação envolve, além da Siemens, as construtoras Camargo Correia e Andrade Gutierrez, que fazem parte do consórcio. O TCU está na fase de análise da defesa das empresas envolvidas. O Metrosal, nome do consórcio que junta as três empresas, nega a acusação de superfaturamento e irregularidades na licitação. (ATarde)

Deixe uma resposta