Renato Foresto cobra CEI da saúde e diz que desvio pode ser maior que os 45 milhões de Rio Grande da Serra da época de Kiko.

Na primeira sessão da câmara de vereadores, realizada nesta terça-feira, 02 de agosto, após o fim do recesso parlamentar, o vereador Renato Foresto fez um duro pronunciamento cobrando a instalação da CEI.

Segundo Foresto, autor do requerimento que pretende investigar possíveis desvios em verbas para a saúde, é preciso que se apure responsabilidades.

kiko

“Precisamos passar Ribeirão Pires a limpo e não podemos admitir esse descaso com a saúde! Em Rio Grande da Serra, o ex-prefeito Kiko e atual candidato a prefeito aqui na cidade está com seus bens indisponíveis por determinação da justiça. Se for condenado será obrigado a devolver R$ 45 milhões aos cofres públicos”.

Renato Foresto, em sua fala referiu-se ao processo movido pela justiça estadual que acusa Kiko Teixeira de dano aos cofres públicos e superfaturamento. Segundo a denúncia formulada pelo Ministério Público (MP), as fraudes cometidas por Kiko geraram prejuízo de R$ 45 milhões com consequente má qualidades de serviços em saúde para a população.

O processo encontra-se no Foro Distrital de Rio Grande da Serra desde 2010, época em que foi decretado indisponibilidade de bens dos envolvidos, mas, a partir de 2014, o caso retornou à pauta efetivamente com a chegada da juíza Juliana Moraes Corregiari Bei.

“Existem muitas similaridades dos problemas da saúde de Ribeirão Pires com o de Rio grande da Serra e isso precisa ser apurado. Defendo que cada centavo do dinheiro público seja aplicado, não abrimos mão disso”, concluiu o vereador.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply