Ribeirão Pires: Comando da Guarda Municipal é exonerado do posto.

Foram exonerados nesta quarta-feira (29), de seus postos, o comandante da Guarda de Ribeirão Pires, Adelson da Conceição de Lima e o sub-comandante Timóteo.

A retirada da chefia comando da GCM é pedido do secretário de Segurança, Coronel José Luís Navarro, e se dá após vídeo vazado na internet onde acusação é dirigida ao vereador José Nelson da Paixão por suposto financiamento de pichação. Ver aqui.

Em sessão de ordem realizada na Câmara de vereadores na última quinta-feira (23), o coronel Navarro, intimado a prestar esclarecimentos, respondeu a uma série de questionamento, entre elas, fatos referentes a escala de serviço de seus comandados.

Segundo argumentou o secretário “a guarda é composta por quadro preparado, mas que pode haver exceções.

O blog Caso de Política, obteve acesso a farto material onde é apresentado documentação comprobatória de ponto e efetivo cumprimento de horário de serviço de alguns guardas. É visivelmente, assinatura e carimbo do secretário abonando os pontos e horas extras, inclusive ficha de ponto do senhor José Luiz Chicarolli referente a 01 de outubro a 31 de outubro de 2017 que foi questionado pelo vereador Paixão.

Na documentação recebida, está registrado o dia e o lugar que os GCM’s trabalharam e o local com datas que comprovam que os mesmos não trabalharam.

Segundo uma de nossas fontes “a demissão do comandante e do sub pelo secretário é tão somente uma forma de tentar desviar o foco para o mar de lama ao qual empurraram a instituição de segurança municipal, e que a elite política atual da secretária é sabedora das irregularidades”

Até o presente momento, a prefeitura municipal não se pronunciou oficialmente através de publicação nos atos municipais sobre abertura de processo administrativo para apuração e medidas a serem tomadas. Se comprovado o pagamento de horas extras e abono de trabalho, o fato se configurará em ação grave e severo prejuízo moral e financeiro a municipalidade.

  1. tem que exonerar o secretário ele estava ciente de tudo faz parte da panela só veio para mamar na guarda salário de 10.000 reais p não fazer nada sem contar o alto salário da polícia como coronel

  2. Vera Maria disse:

    Vídeo de posse da polícia que acusa o vereador jamais poderia parar nas redes sociais, se isso não for injúria e difamação, é o que então ? E o que foi feito dos pichadores? Como podem querer dar crédito a palavra de alguém que infringiu a lei, pichando?

Deixe uma resposta