Ribeirão Pires: Exame de macaco morto dá negativo para febre amarela.

Além da vacina, é recomendável aos moradores quanto aos riscos da doença e as medidas para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Foi divulgado oficialmente no final desta tarde (quinta-feira, 14) o resultado do exame feito em um macaco encontrado morto numa região conhecida como Sete Cruzes – área de mata na divisa de Mauá e Ribeirão Pires.

Através de material coletado do primata, o Instituto Adolfo Lutz, através de seu Centro de Patologia constatou que o motivo da morte do animal não foi em função do vírus da Febre amarela.

Com a negativação do exame, Ribeirão Pires não possui nenhum caso de Febre Amarela em macacos e nem em humanos.

Independentemente do resultado, a secretaria de Saúde de Ribeirão Pires continua com a vacinação contra a febre amarela. Segundo orientações técnicas, apenas duas doses são necessárias para a pessoa estar imunizada. De acordo com o calendário vacinal, a primeira dose é aplicada aos nove meses e o reforço aos quatro anos. Quem não tiver as duas doses precisa procurar uma UBS para atualizar.

Além da vacina, é recomendável aos moradores quanto aos riscos da doença e as medidas para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.