Ribeirão Pires: Rio Ribeirão começa a ser limpo nesta quinta-feira (09).

troncos caídos se misturam com galhos e lixo formando dique de contenção

“Um forte trabalho de limpeza no Rio Ribeirão se iniciará nesta quinta-feira”, é o que promete o secretário de Infraestrutura de Ribeirão Pires, Diogo Manera.

O vereador Edson Savieto, nas redes sociais agradeceu ao secretário Manera,  a acolhida de sua indicação de serviço.

O assoreamento é uma contante ao longo do rio Ribeirão. Esgoto doméstico é despejado

Ao longo da avenida Brasil, o Rio Ribeirão encontra-se em situação de grande assoreamento e muito mato. Em muito ponto é comum se ver troncos de arvores caídos que acumulam galhos e lixo tornando-se em verdadeiros diques de contenção impedindo a fluxo d’agua e favorecendo para enchentes.

Segundo levantamentos, os trabalhos vão ser executados em 3 etapas, sendo que a primeira compreende o trecho de terra da avenida Brasil que fica atrás do Atacadista Assaí e vai até as proximidades da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Santa Luzia.

Encontra-se no Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) solicitação de licenciamento ao município a bom tempo. Em função da demora, o vereador Amigão D’orto protocolou um documento onde é requerido agilidade no pleito realizado por Ribeirão Pires.

vereador Amigão D’orto e a diretora Vera do DAEE: conversa olho no olho

“Estive na Diretoria da Bacia do Alto Tietê e Baixada Santista, onde me reuni com a diretora de recursos hídricos, senhora Vera para verificar a situação da liberação das outorgas já solicitadas pela Prefeitura para a limpeza e desassoreamento dos rios e córregos de Ribeirão Pires que, com a chegada do período de chuvas, traz grande preocupação. Ela se comprometeu a agilizar o processo para que as licenças sejam emitidas o quanto antes e possibilitem assim o início das obras. Agradeço a Vera pela atenção com nossa cidade”, disse o vereador Amigão D’orto.

O Departamento de Águas e Energia Elétrica- DAEE é o órgão gestor dos recursos hídricos do Estado de São Paulo onde os serviços prestados aos municípios são gratuitos.

Entre os mais diversos serviços disponíveis mantém um parque de máquinas pesadas e veículos de apoio com mais de 200 unidades, composto por drag-lines, escavadeiras hidráulicas, pás carregadeiras, tratores de lâmina, retroescavadeiras, motoniveladoras, comboios, carretas e caminhões basculantes.

Esses equipamentos são utilizados, por meio de parcerias entre as municipalidades e o DAEE, na execução de serviços e obras relacionados a recursos hídricos, tais como:

Limpeza, desassoreamento, retificação e canalização de rios e córregos;

Conservação e proteção de margens de cursos d’água;

Desassoreamento de lagos e reservatórios;

Construção de diques e barragens;

Controle de erosão em zonas urbanas e estradas vicinais;

Implantação de galerias de águas pluviais;

Construção de adutoras, redes de água e esgoto, emissários e lagoas de tratamento de esgoto.

Através de suas 13 (treze) Unidades de Serviços e Obras, as Diretorias de Bacias do DAEE estabelecem suas programações de atendimento aos municípios com máquinas pesadas e caminhões basculantes. Esse serviço tem viabilizado a execução de obras, com a redução dos custos e uma distribuição dos dispêndios ao longo da realização, mais flexível e favorável às Prefeituras.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply