Rio Grande da Serra: Claudinho Monteiro dispara entre fogo amigo e chiadeiras.

Claudinho Monteiro, líder do Governo Maranhão tratou de apagar um incêndio ateado por seus colegas de base durante sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (07) na Câmara Municipal de Rio Grande da Serra.

O edil que em sessão anterior rebateu críticas do oposicionista Benedito Araújo (PT), cravando-lhe como “radinho que só chia”, na sessão de hoje, defendeu o governo municipal, após Benedito apontar problemas no velório Municipal.

“Essa oposição só ataca! O vereador Benedito fala do velório com alegria! Conheço os gestos dele! Ele (Benedito) morre de rir!”, disse o líder.

Ainda quando disse que o oposicionista só chiava, Claudinho, – no afã de defender e cumprir a sua missão pétrea e primária – causou certo constrangimento em alguns de seus pares.

O parlamento de Rio Grande com 13 membros, tem em seus quadros, 5 possíveis pré-candidatos ao Paço Municipal. Dado que se não tratado com a sutileza devida pode descambar em fagulha em palha seca (leia-se incêndio!)

Ao menos 7 parlamentares, que além de seus ofícios que solicitam serviços, ocuparam a Tribuna da Casa e no melhor estilo do “Fogo Amigo” apontaram deficiências do executivo.

Não faltou cemitério, carros abandonados em vias, mato, educação, corrimão … Benedito ecoou? Deu ressonância? Ou será apenas o DITO Fogo Amigo?

Hábil e sagaz, Claudinho, – puxado pelo discurso forte de Clauricio Bento (DEM) que fez duros ataques ao tucano Geraldo Alckmin referindo-se a questões da educação estadual na comuna – mirou sua rotatória cuspidora de balas, “não se pode esquecer do ladrão de merenda, o deputado Fernando Capez, que também é responsável por problemas na educação estadual”.

Dedicado à sua tarefa de líder do governo, há que se reconhecer: Claudinho é certeiro!

Único parlamentar a rejeitar a convocação do secretário de Cidadania e Inclusão Social, Israel Mendonça (titular de sua cadeira) para prestar esclarecimentos, obteve importante vitória! Israel foi “desconvocado”.

Receioso com uma tal “imprensa marrom”, o edil Claudinho – ainda com bala na agulha – disparou: “se tiver alguém gravando, por favor, me disponibilize depois, porque eu acho que vou ter problemas com distorção de falas, pois existe uma “imprensa marrom” que só sabe atacar os vereadores por aqui”, disse

Ser líder de governo é atribuição das mais inglória! Na seca, é preciso muitas vezes saber tirar leite de pedra. No final, o que importa, é o dever cumprido! Luís Carlos Nunes

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.