Saulo diz que vereador que votou contra doação de terreno é burro.

2016325101224

Após ver um de seus principais projetos rejeitados pela câmara de vereadores, o prefeito de Ribeirão Pires chamou seus opositores de burros.

“A grande maioria dos vereadores não entende o projeto. São Burros. Não está escrito que vamos derrubar a fábrica. Além disso, de graça (a construção) não vai ser, tem que pagar. Tem uma contrapartida de quem ganhar a licitação. Vai ser uma construção onerosa, paga, então, pode ser feita antes da eleição”, disse ao jornal regional do ABC.

Significado de Burro

s.m. Pej. Indivíduo ignorante, estúpido, sem inteligência: o burro já chegou?
Jumento; designação comum do mamífero que, pertencente ao gênero Equus asinus, se assemelha ao cavalo, possuindo um tamanho menor e orelhas bem mais longas.
P.ext. Animal infértil fruto do cruzamento entre um cavalo e uma jumenta ou entre uma égua e um jumento.
adj. Que é ignorante, sem inteligência: chefe burro.
(Etm. Forma Regre. do diminutivo do latim: burrichus)

No projeto de Lei nº 04/2016 apresentado para análise dos vereadores diz: “conceder direito real de uso gratuito de área para construção de Shopping Center” por período de 99 anos, caracterizando-se como concessão não onerosa.

Saulo que atualmente realiza levantamento de viabilidade econômica para o empreendimento custeado pelos cofres públicos, por orientação de seu corpo jurídico afirma que ainda antes das eleições de outubro apresentará novo projeto ao legislativo municipal.

No momento há liminar judicial que proíbe alteração da edificação da antiga Fábrica e junto ao Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico), do Estado, existe processo de estudo para tombamento da estrutura como patrimônio histórico.

A bem da verdade não existe Fábrica de Sal em Ribeirão Pires, quem produz Sal é o mar. No máxima a antiga Fábrica era uma refinaria de sal. Por outro lado nosso “obsessivo” prefeito, saudoso dos tempos áureos de seu rolo compressor turbinado está colhendo os frutos de sua inabilidade política. Saulo enfrenta forte resistência para tocar projetos avaliados amplamente pela opinião pública como não prioritários. A culpa não é dos vereadores, muito pelo contrário, seu maior adversário sempre foi a falta de planejamento e organização. Teleférico, Cidade Encantada, Fordland, Casa do Papai, Noel, Toca do Coelho, obras inacabadas, insegurança, saúde na UTI são marcas de seu governo inábil, precipitado e equivocado. Luís Carlos Nunes

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply