Saulo em meio à crise contrata e concede gratificações a servidores.

Em momento de grave crise por que atravessa Ribeirão Pires, o prefeito Saulo Benevides (PMDB) vem concedendo uma série de portarias onde concede gratificações a servidores que chegam até a 100% de suas remunerações.

Foram encontradas desde 28 de junho de 2015 até o dia 01 de julho de 2016 exatos 111 nomes de servidores que foram agraciados por Saulo Benevides.

Desses, quase 23% ou 25 cargos de confiança receberam generosos acréscimos nas remunerações às vésperas do prazo legal que proíbe gestor público a avalizar tais atos. A maioria se concentra na Secretaria de Educação.

As informações são oficiais em constam no Diário Oficial de Ribeirão Pires.

 13615191_837374119740308_1386575992315889340_n

Recentemente, professores municipais organizaram grande mobilização e paralisação de suas atividades – onde após insistentes tentativas de negociação com o executivo – reivindicando o cumprindo de legislação federal e municipal que reconhece o direito de reposição anual das perdas inflacionárias.

O prefeito Saulo (PMDB) sob a alegação de queda na arrecadação e falta de caixa e com afirmação de temer a possibilidade de cumprir com futuros pagamento de salários em dia, negou o direito e negociou entre quatro paredes com entidade sindical sem representatividade legal sobre os profissionais da Educação.

Ainda em diversas publicações no Diário Oficial do Município, há significativo número de nomeações, bem como convocação de aprovados em concurso público.

Para a presidente do Sindicato dos Professores das Escolas Públicas Municipais (SINEDUC), Perla Freitas, é lamentável o desrespeito com os trabalhadores.

13615015_837374066406980_2886890166004104764_n“O prefeito novamente demonstra a sua postura de falta de compromisso com a educação e os professores. Ele vive alegando falta de dinheiro ao mesmo tempo em que dá gratificação a seus protegidos e nomeia novos comissionados inflando ainda mais a folha de pagamento. Isso é no mínimo um absurdo! O executivo está sendo injusto e desleal, não está respeitando o diálogo e se omitindo aos fatos se aproveitando para se beneficiar uma minoria em detrimento daqueles que constroem um ensino reconhecidamente de qualidade. Não a hombridade para tratar de questões sérias como o assédio moral tão comum nessa administração, plano de carreira, dentre outros pontos”, disse Perla.

Por outro lado o prefeito Saulo Benevides já atrasou o pagamento integral dos 50% a que fazem jus o quadro de servidores e a tempo vem postergando o repasse do duodécimo a que tem direito a Câmara de vereadores levando o órgão legislativo municipal a pagar juros em compromissos financeiros e estar em atraso inclusive com o pagamento do 13º dos seus funcionários.

Abaixo publicação feita no Diário Oficial de Ribeirão Pires data de 01 de julho.

13626560_837374263073627_108726251242748235_n

Deixe uma resposta