Arquivos de Tag: Apraespi

“Ribeirão precisa viver um novo tempo como diz o outro, mas com responsabilidade”, diz Rubão Fernandes.

Em pronunciamento nesta segunda-feira (05) durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Ribeirão Pires que aprovou os repasses para as entidades assistenciais do município, o Chefe da Casa de Leis, vereador Rubão Fernandes.

“Quero colocar para as entidades e população que na verdade é preciso entender a posição dos vereadores. Não sei falar como acontecia antigamente, mas hoje a Câmara Municipal tem uma bancada de vereadores comprometidos e que vieram para fazer a diferença. Me lembro do evento organizado pelo vereador Rogério em homenagem a Aprespi onde foi dito sobre a dificuldade que a entidade encontrava para pagar o décimo terceiro salário”, disse o presidente Rubão.

Segundo ainda o mandatário da Casa de Lei, “se tivemos que realizar no dia de hoje uma sessão extraordinária, foi porque os projetos chegaram de última hora e os integrantes da Comissão de Finanças e Orçamento não tiveram tempo de analisar. A Comissão tem todo o direito de analisar projetos. Todos os projetos que entrarem aqui serão analisados e não será de qualquer forma. Precisamos saber para que está sendo doado. Em respeito à população!”, disse.

Na continuidade de sua fala, Rubão disse: “No final do ano a Câmara municipal devolveu R$ 544 mil para a prefeitura e não sabemos como esta verba está sendo utilizada. Tenho informação de que um vereador já fez requerimento de informações.

E quero reforçar que aqui o grande respeito desta Casa com todas as entidades, mas é preciso saber. Hoje estaremos votando além do repasse a doação de um terreno e não é à toa que os vereadores estão visitando as entidades do município. Vamos votar favorável a tudo o que for bom para a cidade e o que for ruim não vamos aprovar.

Quero dar os parabéns a todas entidades, mas os vereadores têm todo o direito de analisar os projetos”, enfatizou o presidente da Câmara.

Ao final de sua fala, Rubão Fernandes recebeu um abraço fraterno do ex-vereador e professor Wheeler Sanches, que o antecedeu em fala representando as entidades sociais de Ribeirão Pires

“Ribeirão tem que viver um novo tempo, mas com responsabilidade” Rubão Fernandes.

Assista abaixo o vídeo

Ribeirão Pires: Entidades são eleitas para Conselho Deliberativo do Fundo Social.

APRAESPI, ARIS, Centro Ribeirão Pires de Desenvolvimento e Associação Viva Bem a Idade que Tem foram eleitas na última terça-feira (21)
Os novos integrantes do Conselho Deliberativo do Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires (2017-2020) foram eleitos nesta terça-feira (21). “A participação da sociedade civil no Conselho do Fundo Social de Solidariedade garante a efetividade das ações e a transparência necessária”, explicou a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires, Flávia Dotto.
Para representar a sociedade civil organizada no conselho deliberativo do Fundo Social de Solidariedade foram eleitos: Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência de Ribeirão Pires – APRAESPI, Centro Ribeirão Pires de Desenvolvimento, Associação Ribeirãopirense Integração Social – ARIS e Associação Viva Bem a Idade que Tem. As entidades devem indicar os nomes dos titulares e suplentes nos próximos 15 dias para publicação oficial, juntamente com as indicações do poder público municipal.
Vanessa Marchesini Moretti de Almeida, diretora da OSCIP Centro Ribeirão Pires de Desenvolvimento, localizada na Vila Sueli, que completou um ano recentemente, acredita que a formação do conselho é um facilitador para o diálogo das entidades sociais com o poder público. “Atuamos há pouco tempo com ações voltadas para a família. Uma vez que podemos contar com a Prefeitura, o nosso trabalho fica menos burocrático”.
Valdir Rigout, presidente da Associação Santana Crianças de Ribeirão Pires, existente há 16 anos, acredita ser um avanço a eleição do conselho deliberativo. “Unir o conhecimento das entidades com o poder público beneficia diretamente quem mais precisa: a população em situação de vulnerabilidade social”. Localizada no bairro Santana, a Associação promove o acolhimento de adolescentes encaminhados por questões judiciais.

Lair Moura aparece em lista de “fichas-sujas do Tribunal de Contas.

Lair

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) divulgou uma listagem, que será encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) uma lista com mais de 2.500 nomes de gestores públicos e ordenadores de despesas que tiveram suas contas julgadas irregulares pelo colegiado.

Na relação consta o nome de Lair Moura, candidata a vice-prefeita com sua irmã Leo Moura, ambas pelo PMB. (para acessar a lista clique aqui)

A decisão correu com Trânsito em Julgado em 28/03/2011. No processo nº: 11428/026/05, Lair Moura, presidente a época da Associação de Prevenção Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa Deficiente de Ribeirão Pires – APAEI de Ribeirão Pires, atual Apraespi, recebeu auxílio financeiro da Secretaria de Estado de Estado da Educação no valor de R$646.062,00.

Segundo auditoria do TCE apontou que “a comprovação dos gastos efetuados, verificou-se que os documentos apresentados pela beneficiária não estavam de acordo às cópias dos documentos comprobatórios, juntadas nos processos de prestação de contas não continham as informações referentes à subvenção a que se referiam.

Também, ainda quanto à comprovação dos gastos efetuados, não houve cumprimento e/ou a inobservância do § 8º da Cláusula Quarta e Cláusula Sexta do Convênio firmado em 15/03/2002 (fls. 752/759), visto que: Ocorrera aplicação de R$26.310,00 em desacordo com o plano de trabalho proposto pela entidade beneficiária.

Ainda na decisão do Tribunal de Contas, Lair representante da entidade, “não propôs alteração do plano de trabalho aprovado, conforme dispõe a Cláusula Sexta do Convênio, para, se aprovado pelo órgão concessor, ter efetuado as despesas que não se coadunavam com o plano original.”

O período considerado para o enquadramento são os 8 (oito) anos imediatamente anteriores a cada eleição, que, em 2016, terá o primeiro turno realizado no dia 2 de outubro. A divulgação da listagem é prevista pelo artigo 11, parágrafo 5º, da Lei nº 9.504/1997, c/c o artigo 1º, inciso I, alínea “g”, da Lei Complementar nº 64/1990, alterada pela Lei Complementar nº 135/2010 (“Lei da Ficha Limpa”). Trata-se da relação de pessoas físicas que tiveram contas julgadas irregulares por decisão contra a qual não cabe mais recurso.

A legislação prevê que a Justiça Eleitoral pode declarar inelegíveis aqueles que constarem da lista fornecida pelo Tribunal de Contas.

A sentença que enquadrou Lair Moura como “ficha suja” foi proferida pelo Conselheiro relator Antonio Roque Citadini.

Irmãs Leo e Lair são candidatas a prefeita e vice na mesma chapa.

selecionada

A atual vice-prefeita de Ribeirão Pires, Leonice Moura fará dobradinha com a sua irmã Lair na disputa ao Paço Municipal de Ribeirão Pires pelo PMB.

A homologação das candidaturas aconteceu na noite desta terça-feira (02) onde Leo confirmou o que esta reportagem vem noticiando em sua página na internet de o prefeito Saulo Benevides (PMDB) convidou sua irmã, Lair da Apraespi, a sair como prefeiturável da administração, mas que houve recusa por parte da dupla.

“O grupo do Saulo ofereceu apoio para a Lair seguir para o grupo para ser prefeita. Seria voltar atrás em tudo o que nós construímos. A gente saiu do grupo dele e queremos um novo caminho para Ribeirão Pires”, disse Leo, que pela primeira vez encabeçara uma chapa majoritária.

“Nossa coligação será ‘Ribeirão Pires do Lado Certo’ porque é o lado certo que a gente acredita, cabe agora à população escolher”, acrescentou Leo que comanda o PMB municipal.

Lair e Leo estavam no grupo político que elegeu Saulo em 2012. Lair foi escolhida pessoalmente pelo prefeito, mas ao se sentir traído após aparição em evento ao lado do ex-prefeito Clóvis Volpi, Lair foi excluída e substituída por Leo Moura.

Leo ficou como secretária de Educação, porém, a relação nunca foi boa. O rompimento foi anunciado no começo do ano, quando a vice divulgou que seria candidata à reeleição. Segundo Lair “as chances de vitória são grandes. Queremos ganhar a eleição e fazer muito pelo município como fizemos pela Apraespi. Temos muita chance de ganhar aqui porque são muitos candidatos. Tem os sérios e os aventureiros. E nós somos sérias. Temos a nossa candidatura e o Saulo tem a dele, queremos fazer algo diferente para Ribeirão”, disse Lair.

Além do PMB, compõem a coligação o PDT e o PHS com candidatos a vereadores.

Eduardo Nogueira é destaque na Revista Coop.

revista coop

A edição do mês de maio, com tiragem de 25 mil exemplares, trouxe matéria especial onde o vereador Eduardo Nogueira e citado por conceder Título de cidadão ribeirãopirense aos senhores Marcos Valle e Antônio José Monte, dirigentes da Coop.

Segundo o vereador Eduardo Nogueira a honraria é mais do que merecida, uma vez que os empresários vem prestando relevantes trabalhos sociais  para o município.

“Marcio Valle e Antonio José Monte são mais do que merecedores do título de cidadão. Eles tem muito colaborado com ações sociais que em muito vem colaborando com o desenvolvimento de Ribeirão Pires e em todos os municípios onde tem sede de suas empresas exercendo seu papel social, com doações e ações de grande importância”, disse o vereador.

Entre as ações relatadas por Eduardo Nogueira estão a venda da revista ao valor de R$ 2,30 (dois reais e trinta centavos) onde metade do valor apurado (descontados os impostos) é repassado para Federação das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais do Estado de São Paulo, mais conhecidas como APAEs, e no caso de Ribeirão Pires é repassado para a APRAESPI. Só em 2015, a Revista Coop doou mais de R$ 208.000,00 (duzentos e oito mil reais) às entidades.

“Acredito que todo entidade, seja pública ou privada deva cumprir funções sociais, e a Coop através de sua direção vem realizando palestras, programas e projetos que são realizados para multiplicar as práticas de cidadania, solidariedade e preservação ambiental, a exemplo da AMBIENTAL Coop onde os produtos da marca própria têm a rotulagem ambiental, que indica corretamente o material das embalagens para facilitar o trabalho de separação da coleta seletiva”, ressaltou o vereador Eduardo Nogueira.

Outro ponto destacado por Eduardo Nogueira sobre o mérito da condecoração é que além de ajudar entidades assistenciais, a Coop também desenvolve outras ações de responsabilidade social.

“A comunidade de Ribeirão Pires recebe mensalmente o programa ‘Blitz da Saúde’ que somente no ano de 2015 realizou 12 visitas beneficiando 1.452 pessoas”, concluiu o vereador Eduardo Nogueira.