Arquivos de Tag: Bira Lisboa

Vereadora Manuela e Zé de Zuza entregam trator agrícola para Associação do Pavão.

A vereadora Manuela da Saúde, ladeada pelo prefeito de Formosa do rio Preto, Termosires Neto e com a presença de vereadores, Secretários Municipais e lideranças políticas entregou nesta sexta-feira (19) um trator agrícola para os Trabalhadores Rurais da Associação Nova Terra da comunidade do Pavão e Região, representada pelo presidente Antônio Alves de Barros popularmente conhecido como “Meleta”.

A conquista deste importante equipamento de trabalho junto a Codevasf, só foi possível graças a união, é o que afirmou a vereadora Manuela da Saúde durante sua fala.

“Quando a gente quer ir mais rápido, a gente vai só, quando a gente quer ir mais longe a gente vai junto. Estamos hoje num fato inédito! É o primeiro trator doado a uma associação de Formosa do Rio Preto. Isso prova para vocês que vereador não é para sentar uma vez por semana cadeira da câmara, vereador deve correr atrás de benefícios para o município. Conforme eu disse ao senhor Meleta, esse trator não é exclusivo da comunidade do Pavão. Ele é para atender as comunidades da Canabrava, do Couro, Pajeú e Gameleira. Fui a segunda vereadora mais bem votada na base do prefeito na região e esta é uma forma de demonstrar a vocês a minha gratidão ”, argumentou a vereadora Manuel.

A vereadora Manuela que menciona a importante participação do vereador Zé de Zuza e também a intervenção feita pelo advogado Bira Lisboa, em vídeo esclarece como foram as negociações e dificuldades enfrentadas para a obtenção do equipamento agrário.

Segundo nos informou Bira Lisboa, “são iniciativas como estas que fortalecem a pequena agricultura do município, e desta forma o poder público tem feito a sua parte, que é oportunizar condições para que o produtor possa ampliar e diversificar a sua produção. Essa é mais uma prova da importância do trabalho em parceria com todos aqueles que têm vontade em fazer algo para nosso município. Quero parabenizar o prefeito Termosires e todo seu secretariado, a vereadora Manuela pela iniciativa e o empenho do vereador Zé de Zuza por apoiar o projeto e a associação e comunidade por participar desde o início colaborando sempre conosco”, disse Bira.

Assista abaixo o pronunciamento da vereadora Manuela da Saúde

Vereadores Manuela e Zé de Zuza conquistam trator para a Associação Nova Terra do Pavão.

Os vereadores de Formosa do Rio Preto, Manuela da Saúde e Zé de Zuza participaram de ato nesta quinta-feira (28), na cidade de Bom Jesus da Lapa onde acompanhados pelo senhor Antônio Alves de Barros, presidente da Associação Nova Terra da comunidade do Pavão e região, onde receberam um trator da Codevasf.

“A comunidade ficará muito grata e animará a trabalhar com a agricultura porque a mão de obra braçal é muito pesada. Eu sou acostumado com o trabalho braçal, mas a juventude de hoje não quer mais, não”. As palavras são de Antônio Alves de Barros, presidente da Associação Nova Terra da comunidade do Pavão e região, do município de Formosa do Rio Preto.

Segundo informou a vereadora Manuela, este é o primeiro trator doado para uma associação por intermédio da articulação de vereadores. A emenda partiu do deputado federal Arthur Maia.

“Com certeza, um equipamento agrícola como esse ajudará muito no desenvolvimento da agricultura em nossa comunidade. Porque, como chove pouco em nossa comunidade, a produção está ficando mais focada na pecuária. Não estamos tendo muito êxito na lavoura. E o trator vai ajudar muito para arar a terra, semear, limpar as moitas”, disse a vereadora Manuela.

Manuela informou ainda que o advogado Bira Lisboa teve papel de grande relevância para a garantia do trator para a associação do Pavão.

O blog Caso de Política entrou em contato por telefone com o líder Bira Lisboa que argumentou sobre as dificuldades que foram apresentadas. Segundo Bira Lisboa “o ambiente político muitas vezes necessita de posicionamentos e articulações e as boas relações podem trazer bons resultados”.

“Fico feliz porque as gestões que fiz, juntamente com a vereadora Manuela, foram decisivas para conseguir o trator para a comunidade do Pavão que há muito tempo reivindicava esse bem. Não posso deixar de agradecer à força e o apoio dado vereador de Bom Jesus da Lapa, Neto Magalhães e do gerente regional do INCRA Gedson Ramos”, argumentou Bira Lisboa.

Já o vereador Zé de Zuza, que também é o atual presidente da Câmara de vereadores de Formosa do Rio Preto, não escondeu a sua satisfação e alegria pela conquista.

“É com muita alegria que venho aqui hoje para essa ação, que é muito importante porque fortalece a agricultura familiar. A associação dá um apoio muito grande aos pequenos produtores rurais na colheita do feijão, do milho, também para arar a terra. E esse trator vai ajudar muito aos associados. O trator com a grade facilitará a vida desses produtores”, disse Zé de Zuza.

Formosa do Rio Preto: Justiça condena Neo, Jabes Júnior e Gerson e impõe inegibilidade por 8 anos.

Decisão proferida pelo Juiz eleitoral, Cesar Lemos de Carvalho em 29 de novembro de 2017 condenou o ex-prefeito Neo Afonso, Jabes Júnior e Gerson Bonfantti impondo inegibilidade de 08 anos e pagamento de multa de R$ 16.000,00.

No processo (AIJE nº 248-23.2012.6.05.0187) movido no ano de 2012 pela Coligação “Formosa de um Jeito Novo com a força do Povo”, encabeça por Bira Lisboa e Héder Cássio, derrotado no pleito pela diferença mínima de 251 votos, propuseram o processo em questão solicitando a justiça a cassação do registro de candidatura e ou os diplomas dos candidatos Jabes Júnior e Gerson Bonfantti.

Segundo a denúncia, “os investigados utilizaram a ‘máquina’ pública municipal (Prefeitura de formosa do Rio Preto), comandada no período por Manoel Afonso de Araújo (Neo), para doarem de forma ilícita materiais de construção – entre eles blocos – a diversos eleitores formosenses, com o objetivo de obter votos para eleger Jabes Júnior (JJ), sobrinho de Neo, afrontando, dessa forma, a legislação eleitoral, incorrendo, em especial, nas práticas vedadas de captação ilícita de sufrágio (voto) e abuso do poder econômico e político.

Na decisão o magistrado profere:

Com efeito, a juntada de documentos relativos a execução orçamentária do ano de 2011, possibilita o exame comparativo dos gastos de 2011 e 2012, quanto ao efetivo valor gasto com a contribuição de material de construção e cestas básicas ocorridos durante todo o ano de 2011 e em todo o ano de 2012.

O que se evidencia dos autos, é que os investigados, muito embora pautados na lei Municipal n. 26/2005, não demonstraram a existência de estado de emergência ou de calamidade pública a autorizar a prática da conduta vedada pelo art. 73, IV e §10 da referida lei.

Conclui-se que, das provas erigidas nos autos, resta configurada a prática de ilícito eleitoral pelos investigados, posto que captaram de forma ilícita votos nas eleições de 2012, subsumindo-se ao quanto disposto no art. 41-A da Lei 9.504/1997, que assim dispõe:  “constitui captação de sufrágio, prática vedada pela mencionada lei, a doação, oferta, promessa, ou entrega, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, de bens ou vantagens pessoais de quaisquer natureza, desde o registro da candidatura até o dia das eleições, cominando o dispositivo a pena de muita de mil a cinquenta mil UFIR, além da cassação do registro ou do diploma, devendo, para apuração judicial dessa prática, ser observado o procedimento previsto no art. 22, da LC n. 64/90”.

É fato que a sanção de cassação de diplomas a essa altura já não mais se aplica, porquanto os investigados não mais exercem mandatos políticos, todavia a perda de direitos eleitorais é medida que se impõe.

Do exposto, JULGO PROCEDENTE o pleito condenatório para reconhecer a prática de captação ilícita de sufrágio. Sanciono os réus com multa no valor de 05 (cinco) mil Ufir. Reconheço a prática de abuso de poder econômico, razão pela qual imponho a sanção de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes à eleição em que se verificou a conduta.

Transitada em julgado, registre-se no sistema para fins de inelegibilidade que trata o art. 1º, I, d, da Lei Complementar 64/90. Ciência às partes e ao Ministério Público Eleitoral.

Conversamos com Bira Lisboa, o segundo colocado nas eleições de 2012. Segundo ele, apesar do reconhecimento por parte da justiça da denúncia feita, a mesma veio tardia o que em muito prejudicou Formosa do Rio Preto.

“A decisão veio tardiamente. A população de Formosa do Rio Preto passou por momentos de grandes dificuldades diante um desgoverno e agora reconhecido como ilegítimo. Tanto eu como a população não temos muito o que comemorar! Continuamos aqui no município trabalhando e dialogando com a população para encontrarmos saídas para o atraso”, disse Bira.

Para acessar a íntegra de decisão, clique aqui

Formosa do Rio Preto: Em clima festivo, Termosires e Verônica tomam posse como prefeito e vice.

fotos: OExpresso

Em sessão solene conduzida pelo vereador reeleito Zé de Zuza, Termosires Dias Neto (PRB), tomou posse no último domingo (01), juntamente com sua vice, Verônica Lisboa, na quadra poliesportiva Aby Lisboa. O evento foi acompanhada por aproximadamente 2.000 pessoas.

Uma nova fase para Formosa do Rio Preto. Esse é o espírito de trabalho do novo prefeito da cidade.

“Agora que assumimos, vamos trabalhar enfrentando todas as dificuldades com sabedoria e criatividade. Quero agradecer a confiança depositada nas urnas nas últimas eleições. Não somente Formosa do Rio Preto passa por dificuldades, mas o país como um todo vive uma aguda crise. Peço paciência a todos, pois os problemas da cidade – agravados pela má gestão anterior – serão enfrentados”, argumentou.

“Com empenho, austeridade e maior rigor sobre as contas públicas daremos resposta para todas as demandas e buscaremos a geração de emprego e renda, uma das principais necessidades de Formosa do Rio Preto. Queremos entender o que aconteceu com a cidade que, ao longo de toda sua história, sempre foi saudável e passou por uma mudança muita negativa a qual queremos reverter”, declarou o chefe do executivo.

A vice-prefeita Verônica Lisboa ressaltou a importância de sentir e manifestar gratidão a todos os apoiadores da campanha que possibilitaram que a coligação fosse vencedora na eleição.

“Agradeço a cada eleitor pela confiança depositada em mim e em Termosires nas eleições de outubro de 2016. Vocês tiveram papel decisivo na nossa vitória e deram a grande oportunidade para que Formosa pudesse recomeçar a sua história. Um coração grato advém de se expressar gratidão às pessoas ao nosso redor por tudo o que elas nos proporcionam. Me sinto grata por todo carinho recebido. Retribuirei com trabalho, respeito e ações práticas para o desenvolvimento do nosso município”, declarou.

Participaram do evento, o prefeito Gerson Bonfantti que fez a transmissão do cargo, sua esposa Bertila Bonfantti, Romualdo Setúbal, prefeito eleito de Santa Rita de Cássia, Bira Lisboa e diversas autoridades e lideranças políticas do município.

Termosires Dias dos Santos Neto, tem 47 anos, é um médico Cirurgião, natural de Formosa do Rio Preto, nascido no povoado de Malhadinha. É casado com a advogada Ronúbia Setúbal Dias, e pai da Ana Beatriz e do Isaac. Filho de lavradores, residiu até os 20 anos nesta comunidade rural, indo estudar em Salvador, onde se dedicou ao seu grande projeto e sonho de vida: se formar em medicina. Ajudou a implantar o HO, respondendo como diretor médico do hospital por um período. Nas eleições de 2012, Dr. Termosires concorreu ao cargo de prefeito obtendo um percentual de 26% da preferência dos eleitores. Em 2016, se elegeu com 8897 votos, quase 60% do total dos votos válidos, resultado impulsionado pelo desejo de mudança da população e a soma de forças políticas voltadas para um trabalho em que o bem comum, a responsabilidade e o zelo com a coisa pública são alguns dos eixos estruturantes.

Verônica Lisboa, tem 42 anos, é advogada graduada pelo Centro Universitário Euroamericano (UNIEURO), foi gerente administrativa da Gazeta Mercantil e do Jornal do Brasil, Secretária Geral Instituto União Brasileira de Educação e Ensino, e da União Norte brasileira de Educação e Cultura – Entidade mantenedora dos Colégios Maristas nas regiões Norte, Nordeste, Centro-oeste e Sudeste do brasil, casada com Bira Lisboa, tem dois filhos.

Formosa do Rio Preto: Alunos fazem formatura no Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (PROERD).


Alunos do 5º ano das Escola Nossa Senhora Aparecida (diretor Kelcy Marciel) e da Escola Municipal Benedito Araújo (diretora Josilene Damaceno) participaram no salão da Escola Municipal Coração de Jesus da formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (PROERD), uma parceria entre a Polícia Militar e a Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Educação. .

O PROERD é o Programa Educacional de Resistência ás Drogas e à violência, é um projeto onde os policiais militares, fardados e devidamente treinados e com material próprio (livro do estudante, camiseta e diploma) que desenvolvem um curso de prevenção às drogas e a violência na sala de aula de sua escola.

Com caráter social preventivo, que tem como objetivo prevenir o uso de drogas, inserindo em nossas crianças a necessidade de desenvolver as suas potencialidades para que alcancem de maneira concreta e plenamente seus sonhos de uma sociedade mais justa e segura.

Este Programa consiste num esforço cooperativo da Polícia Militar, através dos Policiais Instrutores PROERD, Educadores, Pais e Comunidade para oferecer atividades educacionais em sala de aula, a fim de prevenir e reduzir o uso de drogas e a violência entre crianças e adolescentes.

Participaram do evento, o prefeito de Formosa do Rio Preto, Gerson Bonfantti, o secretário Municipal de Educação, Elias Santos, o prefeito eleito Dr. Termosires Neto – Futuro Prefeito, a vice-prefeita eleita Veronica e seu esposo Bira Lisboa, o Major PM Elpídio, o instrutor do PROERD, PM  Tárcio.