Arquivos de Tag: câmara de vereadores

Câmara de Ribeirão Pires amplia para mais de R$ 500 mil reais a devolução para a prefeitura.

Conforme publicamos em 22 de dezembro com exclusividade, “a Câmara de vereadores de Ribeirão Pires devolveu ao executivo municipal a quantia de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) referente à economia feita pelo Legislativo sobre o repasse do município à Casa”, ver matéria aqui.

Hoje, foram devolvidos mais R$ 144.438,74 totalizando R$ 544.438,74 de reforço para o executivo.

O recurso, segundo explica o presidente, vereador Rubão Fernandes (PSD) é resultado da economia que a Câmara fez ao longo do ano, principalmente com a redução de gastos em diversos setores a exemplo de viagens, energia elétrica, telefone, combustível, serviços terceirizados, medidas de controles internos.

O presidente da Câmara lembra que a devolução da sobra do duodécimo é feita por meio de acordo firmado entre os vereadores e a Prefeitura e, “necessariamente, não se deve ‘carimbar’ a aplicação desse recurso, que é voluntária”.

Segundo o secretário Geral da Casa de Leis, Regis Dias, “este gesto é tomado em comum acordo por todos os vereadores”, disse reforçando que “a devolução só é possível com uma política de contenção de gastos severa e que em 2017 foi possível investir na uniformização dos servidores de asseio e conservação, foi instalado eficiente sistema de filmagem para as sessões com a troca por sistema computadorizado, foi feito a aquisição de link dedicado de internet exclusivo para câmara o que facilitou o trabalho de seus servidores, foi reformada a copa/cozinha dando maior qualidade aos usuários, foi feito pintura do prédio, troca do sistema elétrico do plenário, instalado novas portas de vidro, o pagamento dos servidores e fornecedores foram feitos rigorosamente em dia, novo sistema de ar condicionado foi instalado, foi cumprido exigência do TCE sobre implantação de sistema de folha de pagamento, dentre muitas outras ações que visam um melhor atendimento ao público e aos servidores da Casa”.

O duodécimo representa a décima segunda parte da arrecadação do município no ano anterior que é repassado em 12 parcelas. “O montante tem de ser gasto no processo legislativo e, no nosso caso, o que é possível economizar acrescido de receitas geradas pela Câmara, devolvemos ao município”, explica o presidente da Câmara. Que conclui dizendo: “Em momentos de crise temos a oportunidade de demonstrar como gerar novas oportunidades de economia e amenizar as dificuldades financeiras das instituições sem prejudicar o funcionamento do símbolo maior da representação democrática: O Poder Legislativo”.

MEC esvazia pseudo “Ideologia de Gênero” na base curricular e mistura tema com religião.

Documento que vai nortear currículo das escolas foi encaminhado ao Conselho Nacional de Educação para aprovação

O Ministério da Educação excluiu menções ao combate à discriminação de gênero na nova versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), encaminhada ao Conselho Nacional de Educação na semana passada. Segundo o ocorrido, o tema “gênero” aparece na parte de ensino religioso, para que se discuta nas escolas concepções de gênero e sexualidade seguindo as tradições religiosas.

A texto passa agora por uma análise do conselho, que deve votar na próxima quinta-feira (7) a versão final. A base define o que o estudante deve aprender a cada ano na Educação Infantil e no Ensino Fundamental. A parte do Ensino Médio ainda não foi concluída pelo governo.

A proposta que vai nortear os currículos das escolas tem recebido sugestões de emendas dos conselheiros em todas as áreas. Caso seja aprovada amanhã, a base vai ser homologada pelo MEC e terá um prazo de um ano para implementação nas escolas públicas e privadas.

A Folha de S.Paulo que teve acesso ao documento nem sua íntegra, identificou pelo menos dez trechos sobre gênero e orientação sexual suprimidos pela equipe do MEC. Na introdução, por exemplo, o texto que elencava as dez competências da base apontava que as escolas deveriam valorizar a diversidade “sem preconceitos de origem, etnia, gênero, idade, habilidade/necessidade, convicção religiosa”. Na versão apresentada ao CNE na semana passada, só se fala em “preconceitos de qualquer natureza”.

Em nota, o ministério disse apenas que “aguarda o término das discussões para comentar”.

Entre outras coisas, um vereador deve zelar pelo respeito e a paz social, independentemente de suas convicções pessoais. Deve agir para o bem comum

Em Ribeirão Pires, uma senhora convidada pelo vereador Pastor Silvino de Castro (PRB), no uso da tribuna desferiu dura fala desproposita mostrando desconhecimento sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) atribuindo a ideologia de gênero ora suprimida do documento como questão sexual. O vereador Edson Banha rebatendo as argumentações chamou a referida senhora de irresponsável e intolerante recebendo apoio de maior parte dos edis da Casa bem como da plateia que se fazia presente. (Ver matéria aqui).

Ao final do evento, o vereador Pastor Silvino de Castro, indagado pelo blog Caso de Política, na tentativa de justificar o convite, visivelmente constrangido pelo ocorrido, tentava abrir texto da internet onde possivelmente justificava o posicionamento apresentado pela mulher.

O vereador ao defender tal pensamento que se quer consta no documento – conforme noticiamos em reportagem – deveria ter um comportamento mais cauteloso e respeitoso com a população. O referido edil pelo posto a qual ocupa feriu a Declaração Universal dos Direitos Humanos, onde é previsto que não deve haver discriminação por raça, cor, gênero, idioma, nacionalidade, opinião ou outro motivo.

A diversidade e as diferenças existem e é uma das maiores riquezas do ser humano no planeta e a existência de indivíduos diferentes numa cidade, num país, com suas diferentes culturas, etnias e gerações fazem com que o mundo se torne mais completo.

Mas essa convivência só se torna possível se as diferenças forem respeitadas. O artigo 2º da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), aprovada na Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948, diz que não deve haver, em nenhum momento, discriminação por raça, cor, gênero, idioma, nacionalidade, opinião ou qualquer outro motivo.

Diferentemente de uma tese que é parte fundamental para a existência de um texto argumentativo, a ideologia (seja qual for) é tão somente uma ideia ou possibilidade, nunca uma afirmação palpável sobre determinado tema,

Enquete: Qual o vereador(a) mais atuante de Formosa do Rio Preto?

Querendo saber a opinião dos cidadãos de Formosa do Rio Preto sobre a atuação dos(as) vereadores(as) da cidade, questionamos qual deles(as) é mais atuante. Cada votante (através de IP de internet) poderá votar uma única vez. A votação se encerra às 18 horas do dia 15 de dezembro. Participe e dê a sua opinião. Para participar entre no blog e na BARRA LATERAL a direita escolha a sua opção e clique em VOTAR!

Ribeirão Pires: Novo presidente faz doação de veículos oficiais e corta custos da Câmara.

O novo presidente da Câmara de vereadores de Ribeirão Pires, Rubão Fernandes inicia o seu mandato com importantes ações a frente da casa de Leis.

Desde sua eleição que aconteceu no último domingo (01), o edil vem imprimindo o seu estilo de administrar.

“Estamos fazendo levantamento de todos os gastos da Câmara para melhor utilizar os recursos. Com a queda na arrecadação tenho como prioridade garantir o pagamento dos salários dos servidores em dia bem como manter o bom funcionamento da Casa e dos gabinetes abastecidos de materiais e serviços básicos, como internet, material de expediente, materiais de limpeza, higiene entre outros”, disse o presidente.

Na manhã desta terça-feira (03), após reunião e aprovação de todos os 17 vereadores, o presidente Rubão autorizou a doação dos 6 veículos que eram utilizados pelos vereadores para o poder executivo.

“Hoje estamos entregando para a prefeitura 6 veículos seminovos, todos revisados e em boas condições de uso. Esses veículos já tem destino certo sendo que as secretarias de Saúde, Infraestrutura, Esportes, Desenvolvimento Regional de Ouro Fino, Obras e Comunicação já podem contar com esse suporte”, argumentou.

Ainda na gestão do ex-presidente José Nelson, outros dois veículos foram repassados para o executivo, sendo um para a secretaria de Segurança e outro para a Defesa Civil.

Segundo o presidente Rubão, com essa doação os vereadores passaram a se utilizar de veículos próprios e também que esse ato gerará economia para os cofres da Câmara.

“Acredito que a decisão foi acertada uma vez que passamos por um grave crise econômica que reduziu substancialmente os repasses para a Câmara. Por outro lado teremos uma grande economia com combustível e manutenção dos veículos o que nos dará relativa tranquilidade para efetuar o pagamento do salário dos servidores no dia certo. Quero pautar a minha administração pela transparência e participação de meus pares e da população”, concluiu Rubão.