Arquivos de Tag: cartão servidor

Prefeitura quer repassar R$ 500.000,00 para Sindserv comprar Kit Natalino para servidores.

Conforme ata de reunião ocorrida no último dia 22 de novembro, entre o executivo municipal e o Sindserv, o executivo municipal se colocou favorável a repasse de aproximadamente R$ 500.000,00 para o Sindserv comprar Kit Natalino para distribuição aos trabalhadores do município.

Segundo o documento impresso com timbre oficial da Prefeitura de Ribeirão Pires e assinado pelo prefeito Kiko Teixeira, pelo secretário de Administração Adriano Dias Campos e pela presidente do Sindserv, Dalva Aparecida da Silva Rodrigues, quanto ao kit Natalino “foi dito pelo senhor prefeito que será possível atender a reivindicação, autorizando o sindicato a apresentar o que for necessário para celebração para que todos servidores sejam agraciados.

Presidente da Câmara é contra repasse para o Sindserv, “o melhor seria dar credito no Cartão Servidor e deixar o trabalhador escolher o que comprar”

Em consulta feita ao presidente da Câmara de vereadores, Rubão Fernandes, o mesmo disse que a atitude do prefeito em conceder este benefício aos servidores merece todo o respeito mas rechaçou a possibilidade de repasses de verba pública ao Sindserv.

“Este projeto será votado na próxima segunda-feira (04) na Câmara em sessão extraordinária e caso venha com repasses para o sindicato será reprovado.”

Segundo ainda o Presidente Rubão uma emenda alternativa será apresentada na Casa de Leis. “Vamos apresentar alteração indicando para que os valores sejam creditados no Cartão Servidor para que os servidores tenham a opção de escolha quais os itens desejam comprar. O projeto conforme deseja o executivo não passa uma vez que a maioria dos vereadores já se posicionaram contrários”, justificou.

O Sindserv trás consigo uma série de antecedentes negativos no tocante aos convênios assinados com o executivo municipal. A entidade em 20 de junho de 2017 foi condenada pela 3ª vara do Foro de Ribeirão Pires  e decretou penhora de um veículo para o pagamento de uma dívida no valor de R$ 18.617,18 em favor da Comercial João Afonso Ltda, empresa esta que fornecia cestas básicas. (ver aqui)

Pesa ainda sobre o Sindserv, onde através de convênio assinado com a prefeitura, o fornecimento de cesta básica com produtos de baixa qualidade e mais recentemente repasses feitos pela prefeitura para pagamento dos convênios com farmácias e assistência odontológica foram desviados o que levou a expulsão de Simone Beatriz, aliada de primeira hora da atual presidente Dalva Aparecida. (ver aqui)

O crédito dos valores no Cartão Servidor é defendido pelo Sindicato dos Professores – SINEDUC.

Prefeitura de Ribeirão Pires concede auxilio alimentação para conselheiros tutelares e estagiários.

Na imagem, o prefeito Kiko ladeado pelo deputado Vicentinho entregando aos conselheiros tutelares

Com informações da Ascom de Ribeirão Pires,editado por Caso de Política

Na última quinta-feira, dia 19, a Câmara Municipal aprovou proposta do Executivo de atualizar a Lei Municipal nº 5.965/2015, que dispõe sobre o benefício.

Com a mudança, Conselheiros Tutelares passam a receber o auxílio alimentação por meio do Cartão Servidor. A atualização incluiu na redação da Lei o pagamento do benefício, também por meio do Cartão Servidor, aos cem estagiários da Prefeitura. Esses profissionais já recebiam o auxílio alimentação, porém de acordo com legislação anterior (Lei 4.934/2006).

“Apesar de muitos desafios a serem superados, estamos aos poucos avançando em todos os setores. A Prefeitura está realizando ações pelo fortalecimento da rede de proteção social às crianças e adolescentes da cidade, seja por meio de apoio e do trabalho conjunto com entidades assistenciais ou com o Conselho Tutelar, que cumprem papel vital em nossa cidade”, declarou o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko.

Em junho deste ano, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, entregou viatura ao Conselho Tutelar – um veículo modelo Citröen Aircross 1.6 – 2017. Foram entregues, ainda, cinco computadores, uma impressora multifuncional, um bebedouro e um refrigerador. Os itens fazem parte do programa de Equipagem dos Conselhos Tutelares da Secretaria de Direitos Humanos da Previdência da República, adquiridos por meio de emenda parlamentar do deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho.

A Prefeitura disponibilizou, ainda, 250 exemplares do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ao Conselho Tutelar da cidade. A medida atendeu solicitação dos próprios conselheiros. Os exemplares foram enviados à Prefeitura pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O Conselho Tutelar de Ribeirão Pires é formado por cinco conselheiros. A sede está localizada à Rua Domingos Benvenuto, 35, no Centro. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e, aos sábados e domingos, plantão 24 horas feito pela Guarda Civil Municipal. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4824-8273.

Berê do Posto quer abertura da CEI da saúde.

berê do posto

Na próxima segunda-feira (01), com o término do recesso parlamentar a câmara de vereadores volta a sua rotina de sessões às terças-feiras.

Segundo a vereadora Berê do Posto (PMN), a câmara retorna suas atividades com uma série de temas importantes para Ribeirão Pires.

“Estaremos retornando a nossas atividades na próxima terça-feira, dia 03 de agosto. E já nessa sessão temos a responsabilidade de analisar o Projeto de Lei n° 023/16, de autoria do executivo que autoriza o Poder Executivo a celebrar convênio com o Sindicato dos Servidores para administrar o benefício Cartão Servidor”, disse.

Outro tema elencado pela vereadora refere-se à instalação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Saúde.

“Ribeirão Pires passa por graves dificuldades no setor da saúde, com constante falta de medicamentos, médicos e insumos. Como defensora de investigação no setor da saúde, não temos muito o que comemorar para os próximos dias. Ainda que a justiça tenha se pronunciado favorável as investigações, a mesma ainda não notificou oficialmente o legislativo municipal. Estamos cobrando para que o processo se adiante e enfim possamos passar a limpo essa situação penosa porque passa a população”, argumentou.

Foi através de pedido liminar movido pelos vereadores Eduardo Nogueira, Berê do Posto, Rubão Fernandes e Gabriel Roncon que o poder judiciário expediu a ordem judicial.