Arquivos de Tag: dengue

Ribeirão Pires: Exame de macaco morto dá negativo para febre amarela.

Além da vacina, é recomendável aos moradores quanto aos riscos da doença e as medidas para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Foi divulgado oficialmente no final desta tarde (quinta-feira, 14) o resultado do exame feito em um macaco encontrado morto numa região conhecida como Sete Cruzes – área de mata na divisa de Mauá e Ribeirão Pires.

Através de material coletado do primata, o Instituto Adolfo Lutz, através de seu Centro de Patologia constatou que o motivo da morte do animal não foi em função do vírus da Febre amarela.

Com a negativação do exame, Ribeirão Pires não possui nenhum caso de Febre Amarela em macacos e nem em humanos.

Independentemente do resultado, a secretaria de Saúde de Ribeirão Pires continua com a vacinação contra a febre amarela. Segundo orientações técnicas, apenas duas doses são necessárias para a pessoa estar imunizada. De acordo com o calendário vacinal, a primeira dose é aplicada aos nove meses e o reforço aos quatro anos. Quem não tiver as duas doses precisa procurar uma UBS para atualizar.

Além da vacina, é recomendável aos moradores quanto aos riscos da doença e as medidas para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Ribeirão Pires promove mutirão contra o Aedes aegypt.

A Secretaria de Saúde e Higiene da Prefeitura de Ribeirão Pires está reforçando as ações de combate ao Aedes aegypt, vetor de doenças como a dengue, zika, febre amarela e chikungunya. Neste sábado, agentes comunitários de saúde da rede municipal e profissionais da Vigilância à Saúde participaram de mutirão contra o mosquito na cidade. Durante o dia, as equipes visitaram cerca de mil imóveis localizados na Vila Aurora, trecho do Centro Alto e Vila Marqueza.

A ação é realizada todos os sábados, casa a casa, com o objetivo de disseminar informação sobre combate ao Aedes aeypt e vetores de outras arboviroses (vírus transmitidos por mosquitos), sintomas das doenças transmitidas e serviços de saúde disponíveis na rede municipal para diagnóstico e tratamento. Desde janeiro deste ano até o final deste mês, a Prefeitura já visitou cerca de sete mil imóveis.

“Nossas equipes são sempre bem recebidas pela população, que recebe orientação sobre o Aedes aegypt. A melhor forma de combate às doenças como dengue, febre amarela, zika e chikungunya é a conscientização e a prevenção. Quando todos estão mobilizados, é possível vencer o problema”, afirmou a secretária de Saúde e Higiene de Ribeirão Pires, Patrícia Freitas.

Nas visitas casa a casa, além de orientar e entregar materiais informativos, as equipes da saúde verificam a existência de possíveis criadouros de lavas do mosquito. Esses locais – pneus, recipientes de vasos de planta – são indicados pelos profissionais. Para os casos de caixas d´água descobertas, a Prefeitura disponibiliza as chamadas toucas, que são redes de proteção, para evitar a proliferação no local.

O mutirão de combate ao Aedes aegypt, que segue calendário estadual, terá continuidade em abril. A ação de reforço no combate ao mosquito também foi realizada nos períodos de março a maio de 2016 e de setembro a outubro do último ano.

Eduardo Nogueira pede atenção especial para Idosos e crianças no combate ao H1N1.

Eduardo Nogueira IPTU

Através de requerimento o vereador Eduardo Nogueira indicou ou executivo municipal atendimento especial aos Idosos e crianças assistidos em abrigos do município.

“Ambas as faixas etárias são as mais vulneráveis e suscetíveis ao Influenza H1N1 (gripe Suína), para tanto indico que seja feito atendimento e vacinação dentro do cronograma nacional nas unidades de abrigos infantis e de idosos de Ribeirão Pires por motivos de dificuldade de acessibilidade e locomoção”, argumentou o vereador Eduardo Nogueira.

Eduardo Nogueira recomenda atenção com profissionais da saúde.

Eduardo Nogueira IPTU

Em função do aumento dos casos da gripe H1N1 (gripe suína), com a consequente antecipação do programa de vacinação em toda a grande São Paulo, o vereador Eduardo Nogueira (SD) requereu ao executivo estudo que vise à aplicação de ações, cuidados e de capacitação de profissionais para proteção aos trabalhadores da Saúde no município em combate ao surto de gripe H1N1.

Em sua justificativa, o vereador Eduardo Nogueira argumentou que “em vista ao risco a qual os profissionais da Saúde são expostos diariamente, através de contato com pacientes contaminados pela gripe H1N1”.

Ué, como assim faça a sua parte?

dengue

A assessoria de comunicação da cidade paulistana de Araras e seus marqueteiros pisaram feio na bola. No afã de tocar uma campanha contra o mosquito Aedes Aegypti e conscientizar a população produziram uma pérola das mais iluminadas. Na imagem capturada por Alaor Vieira lê-se:

ZICA CHIKUNGUNYA DENGUE CONTAMOS COM VOCÊ. FAÇA SUA PARTE!

É ler para crer!

“O que vem sendo feito para combater a dengue” questiona Diva do Posto.

DSC1116

Assessoria de Comunicação da Vereadora Diva do Posto

Dando continuidade a seu trabalho de fiscalização a vereadora Diva do Posto apresentou nessa segunda-feira (29), durante sessão na Câmara de vereadores, requerimentos de informações ao poder executivo.

A parlamentar que saber se o executivo aderiu através da Secretaria de Saúde ao Dia Nacional de Mobilização para o combate ao mosquito Aedes Aegypti.

“É preciso que se informe, para o conhecimento da população de Ribeirão Pires as ações promovidas quanto à prevenção contra o Aedes Aegypti, mosquito transmissor da Zica, Chicungunya e Dengue. Tivemos informação de que o governo do Estado anunciou o pagamento de R$ 120,00 por agente para cada sábado trabalhado no qual houver mutirão. Por essa razão solicito também que seja informado o número de agentes trabalhando no combate as endemias, bem como o salário pago a cada agente”, explicou a vereadora Diva do Posto.