Arquivos de Tag: Edmar da Aerocar

Vereador Edmar fala sobre grave situação na saúde de Ribeirão Pires.

“Eu batalho muito pela Saúde. Estamos desde o ano passado para arrumar as ambulâncias com consertos e de conseguir algumas novas”.

Segundo o parlamentar Edmar Oldani (PV), “existem seis ambulâncias na cidade, mas não temos motorista e enfermeiros hoje”.

“Estamos atrás de deputado para solicitar emendas. Fui na UPA atendendo ao chamado de uma pessoa para conferir a situação. Eu não sei o que houve, tinha uma empresa destinada a isto e é isto o que está acontecendo. Batalhamos, batalhamos, batalhamos para que tivéssemos ambulância e hoje temos, mas a coisa não está funcionando”.

Segundo ainda o vereador: “Tenho algumas denúncias, tenho algumas fotos que está o motorista dirigindo e a pessoa enferma atrás sem se quer um enfermeiro. Então estou fazendo um requerimento de informações dirigido a secretária de Saúde para ela nos dizer que pode ser feito o mais rápido possível, muito obrigado”.

O pronunciamento do vereador Edmar Oldani aconteceu na última sessão da Câmara de vereadores de Ribeirão Pires ocorrida na quinta-feira, 12 de abril.

Vereador Edmar solicita à Sabesp manutenção e desobstrução da rede coletora de esgoto em Ouro Fino.

Atendendo solicitação de moradores do bairro de Ouro Fino Paulista, o vereador Edmar Oldani (PV), teve requerimento aprovado em sessão realizada nesta quinta-feira (01) solicitando expedição de ofício à direção da Sabesp solicitando para que seja feita manutenção e desobstrução da rede coletora de esgoto, da Rua Japira altura do número 30, Bairro Pouso Alegre, Ouro Fino Paulista.

Conforme justificou o parlamentar “a solicitação deve-se ao fato que no local há um vazamento na rede de esgoto que está causando transtornos as residências e moradores próximos, tendo em vista que todos que os dejetos transbordados invadem essas moradias, em principal a de número 30”.

Após a aprovação do documento, a empresa será comunicada e deverá cumprir o pleito com a maior brevidade possível, é o que espera o vereador e os moradores das imediações.

Está tudo correndo certinho na cidade? Questiona presidente da Comissão de Finanças, Edmar Oldani.

De forma objetiva, o presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, Edmar Oldani (PV), popular Edmar da Aerocar, durante sessão extraordinária ocorrida nesta segunda-feira (05) esclareceu os motivos do adiamento de projetos apresentados pelo governo Kiko Teixeira (PSB) ao legislativo municipal. Ainda na oportunidade, Edmar falou sobre a maneira em que a Comissão que preside irá atuar.

Segundo Edmar entre as motivações da não votação do projeto do repasse financeiro para as entidades assistências está:

“O principal, 70 milhões para a saúde, tá tudo certo com a saúde do município?… Nós assinamos LDO, a LOA, está tudo correndo direitinho na cidade? A educação, saúde? Então pessoal o que é o direito, o que é o dever que estamos aqui? Se eu assumi essa presidência é para conferir… eu tenho que conferi! Porque tudo o que eu assinei até hoje não está de acordo com o que nós queremos! Onde será que estão os 70 milhões que estão indo para a saúde? Se eu como presidente, o vice-presidente assinarmos e não conferir acredito que não é certo, porque as coisas não estão do jeito que nós queremos”.

Sobre o projeto dos repasses “foi dado entrada na Casa no dia 31 de janeiro quarta-feira para ser votado, nada mais que justo analisar para ver se vocês estão recebendo o dinheiro”.

“Peço desculpas nessa parte, mas a nossa comissão vai ser dessa forma. Regime de urgência tem um prazo para ser lido, para ser analisado e para ver se realmente está certo”. Para saber mais clique aqui.

Veja abaixo o vídeo

Governo Kiko sofre nova derrota na Câmara ao tentar impor urgência.

A base aliada do prefeito Kiko Teixeira (PSB) na Câmara de Ribeirão Pires, que já vinha balançando há tempos, e pode rachar de vez!

Em uma sessão marcada pela apresentação de 177 indicações (em sua maioria solicitando execução de serviços públicos) e 106 requerimentos solicitando informações sobre a não realização de serviços e outros atos do governo, o incêndio só não atingiu maiores proporções porque, ao final o vereador Edmar da Aerocar (PV) flexibilizou a sua postura e através de acordo com os demais vereadores e com o próprio presidente da Câmara Rubão Fernandes (PSD) decidiu pela realização de sessão extraordinária para a próxima segunda-feira (05) para votar 02 de seis projetos de Lei apresentados de última hora.

Da Tribuna assistiu-se vereadores em intensos debates, com contrários e favoráveis, denotando um grande racha.

O presidente da Comissão de Finanças, vereador Edmar da Aerocar que se posicionou contrário a aprovação dos projetos sem os detalhamentos, disse em sua justificativa que:

“Não é forçado, não é debatendo ou com pressão que resolveremos isso. Esse projeto chegou no dia 26 de janeiro. Eu acredito que tem que ser estudado e existe uma comissão para ser transparente nas coisas. Não estou aqui só para assinar e sair na rua e mostrar a minha qualidade de vida. Uma coisa eu aprendi, a gente tem que ter caráter e para isso eu estou aqui. Então estamos aqui com os demais membros da comissão avaliando para que possamos ter uma certeza do que fazemos e para isso temos uma lei que diz que caráter de urgência somente será considerado sob regime de urgência especial, a matéria que examinar evidente necessidade premente a atual situação. Então não é qualquer coisa que vamos assinar. Se tem uma pessoa na UTI, se tem um desastre se tem um acidente, isso sim é caráter de urgência”.

João Mancuso, ex-secretário de Comunicação e promovido para a secretaria de Assuntos Estratégicos foi escalado para articular as aprovações. Vereadores nos relataram que o emissário do prefeito atuou com o objetivo de esmagar, demonstrando total desrespeito com os vereadores, a Casa de Leis e os munícipes. “Nos bastidores, ele veio com tudo para cima da gente, mas não obteve sucesso”, disseram.

Em tentativa vã, o líder do governo Silvino de Castro (PRB) disse que “entre os projetos está PL nº 007/2018 que autoriza o poder executivo a leiloar veículos inservíveis e sucateados. É conversando que se entende”, disse Silvino sugerindo uma conversa de Edmar em área reservada com o secretário Mancuso.

“Tem caráter de urgência se desfazer de carro que está parado a 20 anos. Me respondam! Isso é urgência? Urgência é Saúde, Educação, transporte, morador de rua, mato. As crianças vão começa e como é que está? Agora me coloca caráter de urgência, para limpar carro na rua ou quer ver o filho na escola, é isso que não estou entendendo. Eu sei que é difícil, a Apraespi é um ponto chave, mas é preciso que se estude”, rebateu Edmar, convicto da importância da sua atribuição de Presidente da Comissão de Finanças da Câmara.

Segundo ainda disse Edmar da Aerocar, “os valores de repasse são altos, chegando a mais de R$ 2, 5 milhões. A Apraespi é uma entidade muito importante, mas estamos lidando com dinheiro público e eu defendo a transparência. Eu perdi a minha avó na UPA e continua a mesma coisa”.

Alguns vereadores articulavam pela votação imediata dos temas, mas foram alertados por Anselmo Martins (PR), que “os tempos mudaram”.

“Os vereadores antigos não querem que mudem o sistema, mas vai mudar. De terça-feira para cá, despejaram sete projetos em cima de nós”, disse Anselmo Martins.

A polêmica levou o presidente da Casa, Rubens Fernandes, o Rubão (PSD), a suspender a sessão, no retorno, a confirmação da derrota política do prefeito Kiko: Os projetos sem pareceres foram adiados.

Sessão extraordinária foi marcada para próxima segunda-feira (5), quando serão analisados os Projetos de Lei ligados a repasses para entidades. Os demais itens ficam para sessão do dia 8 de fevereiro.

Entre os temas de interesse do Executivo (todos assinados pelo prefeito em exercício Gabriel Roncon), constam: Plano de Prevenção do Patrimônio, venda de sucatas e controle de emissão de ruídos.

Vereadores receberam deputado para um café e conversa sobre Ribeirão Pires nesta sexta-feira (26).

Os vereadores de Ribeirão Pires, Rubão Fernandes, Paulo Cesar, Edmar da Aerocar e Danilo da Sopa receberam nesta sexta-feira (26), o deputado Federal Walter Ihoshi para um café da manhã no restaurante Canoa Quebrada, centro de Ribeirão Pires.

Segundo informou o presidente da Câmara de vereadores da Estância, vereador Rubão Fernandes no encontro que contará com diversas lideranças, o encontro tratará de assuntos diversos sobre a cidade e a conjuntura nacional.

“Com a visita do deputado Walter Ihoshi será possível passar as necessidades do município em busca de soluções. Debater Ribeirão Pires é uma iniciativa importante, uma vez que é através do diálogo em busca de soluções é que surgem as iniciativas,” pontuou Rubão.

Amigão D’orto faz requerimento sobre segurança e com outros vereadores participa de reunião política com deputado Federal.

O vereador Amigão D’orto requereu junto ao executivo municipal informações sobre situações relativas à segurança pública municipal.

No documento, o edil pergunta: “Como está sendo aplicada a lei da GCM, posto que a mesma está em vigor desde o dia 17 de junho de 206? Qual o resultado do último processo seletivo interno realizado para inspetor, subinspetor e Classe Distinta e quais os critérios para as nomeações das funções citadas”.

No domingo (29), Amigão acompanhado pelos vereadores Rubão, Edmar, Paulo Cezar e Danilo, participaram a convite do deputado Federal Walter Ihoshi de um almoço político na capital paulista, São Paulo.

Na oportunidade, além de relatarem a realidade porque passa Ribeirão Pires, os edis discorreram sobre projetos diversos e importantes para a cidade e solicitaram apoio e envio de emendas para o setor da segurança pública municipal e para a saúde.

Vereadores de Ribeirão solicitam vistas e documentação referente ao projeto da CEI da Saúde.

Os vereadores, Rato Teixeira, Danilo da Sopa, Rogério do Açougue, Edmar da Aerocar e Anselmo Martins, protocolaram na manhã desta terça-feira (07), solicitação de vistas e cópias do projeto da CEI da Saúde. Segundo os edis “o objetivo é tomar conhecimento sobre a fase a qual se encontra o processo de criação da Comissão de Investigação.

O requerimento dos parlamentares acontece no mesmo dia em que a prefeitura Municipal de Ribeirão Pires publica um “Ato Oficial” com dois aditamentos a contratos de gestão com a Santa Casa de Ribeirão Pires que somados chegam a cifra de R$ 528.483,46. Ver “print” do documento abaixo.

Aditamento de contrato, tem como objetivo acrescentar informações ou valores superiores a um determinado contrato, quando é necessário corrigir ou esclarecer alguma cláusula específica, ou ainda, complementar com novos dados em falta no contrato original.