Arquivos de Tag: Febre amarela

Rio Grande: Dia 07 tem vacinação contra Febre Amarela na Estação a partir das 04 da manhã.

A Prefeitura de Rio Grande da Serra tem investido na ampliação da cobertura vacinal como forma de proteger a população da Febre Amarela. E, com essa proposta, mais uma ação será realizada nesta próxima quarta-feira, 07 de fevereiro, quando munícipes poderão se vacinar na estação de trem da cidade no horário da 04:00 às 10:00 hora da manhã.

Segundo o prefeito Gabriel Maranhão “esse horário de atendimento especial tem como objetivo imunizar todas as pessoas que saem de sua casa muito cedo e retornam para a cidade no horário em que os postos de saúde já estão fechados”.

A vacina contra a febre amarela é disponibilizada também de segunda a sexta-feira, em todas as unidades de saúde de Rio Grande da Serra.

Contraindicações

A aplicação da vacina não é indicada às gestantes. Também não é aconselhado às pessoas com alergia grave a ovo; imunodeprimidos; em tratamento à base de corticoides ou contra o câncer e até mesmo aquelas portadoras do vírus do HIV e que fizeram transplante. Idosos com mais de 60 anos e mulheres que estão amamentando devem ser avaliados nas unidades de saúde em relação à necessidade da administração da dose.

Luta contra o Aedes aegypti

A limpeza de lotes e quintais é fundamental para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. A recomendação é não deixar água limpa parada em recipientes como latas, garrafas, bebedouro de animais, pneus e vasos de planta.

A população também pode fazer uso de repelentes de insetos para se proteger do Aedes aegypti e outros mosquitos transmissores da Febre Amarela.

Rio Grande da Serra: 10% da população é vacinada no 1º dia da Campanha Contra a Febre Amarela.

O Departamento de Vigilância à Saúde da Prefeitura de Rio Grande da Serra divulgou que 4.901 pessoas foram vacinadas, ontem (25), durante o primeiro dia da Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela no município.

A ação contou com esquema de plantão, em que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) funcionaram em horário especial, até as 20 horas. Do total de imunizações, pelo menos 1.000 delas ocorreu entre 17h e 20h. Em um único dia da campanha, 10% da população da cidade foi imunizada.

1.000 pessoas puderam ser atendidas graças à ampliação no horário de atendimento nas unidades de saúde

De acordo com a Secretária de Saúde, Suzenete Carlis, o primeiro dia da campanha aconteceu de forma tranquila.

“Não houve intercorrência relevante algum nos postos, a equipe da Secretaria da Saúde trabalhou de maneira bem coordenada. Agora o que é importante é a população entender que estamos em campanha até o dia 17 de fevereiro, e que todos devem se vacinar”.

A Vacinação Contra a Febre Amarela está disponível em todas as UBS´s da cidade, no horário das 8h às 17h. A Campanha vai até o dia 17 de fevereiro e neste período acontecerão três dias especiais, chamados de ‘Dias D’, em que as unidades abrirão nos sábados, dias 03 e 17 e no domingo dia 04, também das 8h às 17h.

Rio Grande da Serra: 1º dia da vacinação fracionada contra a febre amarela é tranquilo.

O primeiro dia de campanha de vacinação com dose fracionada da febre amarela imunizou diversas pessoas na cidade de Rio Grande da Serra.

As oito Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) da cidade funcionaram em esquema de plantão e, em muitos locais, nem filas foram formadas. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde, as vacinas foram acondicionadas em locais apropriados e mantidas em temperaturas adequadas conforme determina o Ministério da Saúde e a Anvisa.

Em Rio Grande da Serra, até o dia 17 de fevereiro, todas as UBS´s estarão aplicando a vacina, das 8h às 17h. Também haverá vacinação especial, nos chamados ‘Dia D’ que acontecerão nos dias 03 e 17 (sábados) e dia 04 (domingo).

Saiba mais sobre a Febre amarela

Rio Grande da Serra: Começa amanhã (25) a campanha antecipada de vacinação contra a febre amarela.

A Prefeitura de Rio Grande da Serra informa que, de acordo com o cronograma da Secretaria Estadual de Saúde do Governo de São Paulo, a Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela foi antecipada para o dia 25 de janeiro no município. O Estado encaminhará 50 mil doses para cidade, com a meta de vacinar toda a população.

No dia 25, todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) estarão abertas, aplicando a vacina, no período das 7h às 20h. Além disso, no sábado (03) e no domingo (04), todas às unidades também funcionarão, devido à vacinação, no horário das 8h às 17h. Nos demais dias, até dia 24 de fevereiro, a campanha de vacinação acontece também em todas as UBS da cidade, mas no horário normal de funcionamento, que é das 8h às 17h.

A Secretária Municipal de Saúde, Suzenete Carlis, considera importante esclarecer que se trata de uma ação preventiva, já que no município, até agora, não foi registrado nenhum caso. “Estamos apenas nos precavendo, temos que ter cuidado com o mosquito, já que o mesmo que transmite Dengue, transmite a Febre Amarela, por isso, não deixar água parada em pratinhos de vasos de plantas, pneus, garrafas ou outros recipientes e nem lixo acumulado é fundamental para afastar a Febre Amarela daqui”, afirmou.

Desde o dia 05 de janeiro, de acordo com o Departamento de Vigilância Sanitária, a Prefeitura de Rio Grande da Serra vacinou 2.060 pessoas, sendo 1.145 somente nesta última sexta-feira (19).

Gabriel Roncon, prefeito em exercício presta esclarecimentos sobre campanha da febre amarela que se incia no dia 25.

Em vídeo o prefeito em exercício de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon (PTB), esclarece alguns aspectos sobre o início da campanha de vacinação contra a febre amarela. Roncon ressalta que não há motivos para alardes uma vez que a cidade não é área de risco e a prefeitura está organizando uma força tarefa e que a população deve evitar filas e que a campanha terá um mês para a imunização com doses garantidas para toda a população.

Segue abaixo o vídeo

Ribeirão Pires: Vereadores garantem vacinação contra febre amarela em escolas do município.

Segundo informaram os vereadores de Ribeirão Pires, Edmar Oldani (PV) e Edson Banha Savieto (PPS), as crianças matriculas nas escolas de Ribeirão Pires serão vacinadas contra a febre amarela em regime especial.

Segundo o vereador Banha “a ideia aconteceu após uma conversa com o prefeito em exercício Gabriel Roncon na tarde desta segunda-feira.

“Tivemos uma conversa positiva com o prefeito em exercício onde na ideia de ampliação da vacinação contra a febre amarela nas escolas municipais, estaduais e particulares situados em Ribeirão Pires e com isso diminuir as filas nos postos de saúde e evitando que nossas crianças não fiquem de madrugada nas filas”, disse Banha.

Para o vereador Edmar Oldani, “a população está muito preocupada com a doença. Então com um atendimento nas escolas as crianças serão vacinadas sem fila e recebendo um atendimento tranquilo e humanizado”, argumentos Edmar.

Segundo ainda disseram os edis “a data será divulgada em breve pela secretaria de Saúde em conjunto com a educação”.

Uma iniciativa que merece desta, foi solicitação em caráter de urgência feita pelo vereador Banha. Na quinta-feira (18), o parlamentar requereu no calendário de vacinação contra febre amarela a UBS da Vila Sueli. Na justificativa, Banha que “a inclusão visa atender os moradores dos Bairros da Vila Sueli, Jardim Santa Inês e Jardim Celso”. O pleito foi atendido e a unidade de saúde foi incluída na campanha.

Veja abaixo o vídeo

Campanha de vacinação em ribeirão Pires

Em nota, a prefeitura de Ribeirão comunica que a partir de quinta-feira, dia 25 de janeiro, até o dia 24 de fevereiro, promoverá a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela. No período, todas as Unidades Básicas de Saúde aplicarão doses da vacina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. 

Dias “D” – nos sábados, 3 e 24 de fevereiro, as UBS’s também estarão abertas aos moradores, das 8h às 17h, para aplicar a vacina contra a doença.

Moradores que irão viajar para o exterior, e precisam receber a dose integral da vacina, devem apresentar comprovante de viagem na UBS, conforme orientação da Saúde do Estado.

A campanha é aberta para toda a população, respeitando-se as indicações e contraindicações das autoridades de saúde. 

É muito importante reforçar que em Ribeirão Pires não há casos confirmados de febre amarela. Nem mesmo a incidência de casos entre macacos (não maltrate os animais, eles não transmitem a doença). 

Força tarefa está sendo preparada pela Prefeitura para a campanha. Os funcionários estão sendo treinados para melhor atender a população e esclarecer dúvidas.

Rio Grande da Serra antecipa campanha de vacinação contra febre amarela para o dia 25.

A Prefeitura de Rio Grande da Serra informa que, de acordo com o cronograma da Secretaria Estadual de Saúde do Governo de São Paulo, a Campanha de Vacinação Contra a Febre Amarela foi antecipada para o dia 25 de janeiro no município. O Estado encaminhará 50 mil doses para cidade, com a meta de vacinar toda a população.

No dia 25, todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) estarão abertas, aplicando a vacina, no período das 7h às 20h. Além disso, no sábado (03) e no domingo (04), todas às unidades também funcionarão, devido à vacinação, no horário das 8h às 17h. Nos demais dias, até dia 24 de fevereiro, a campanha de vacinação acontece também em todas as UBS da cidade, mas no horário normal de funcionamento, que é das 8h às 17h.

A Secretária Municipal de Saúde, Suzenete Carlis, considera importante esclarecer que se trata de uma ação preventiva, já que no município, até agora, não foi registrado nenhum caso. “Estamos apenas nos precavendo, temos que ter cuidado com o mosquito, já que o mesmo que transmite Dengue, transmite a Febre Amarela, por isso, não deixar água parada em pratinhos de vasos de plantas, pneus, garrafas ou outros recipientes e nem lixo acumulado é fundamental para afastar a Febre Amarela daqui”, afirmou.

Desde o dia 05 de janeiro, de acordo com o Departamento de Vigilância Sanitária, a Prefeitura de Rio Grande da Serra vacinou 2.060 pessoas, sendo 1.145 somente nesta última sexta-feira (19).

Vacinação contra a febre amarela em Ribeirão Pires. Fique por dentro!

A cidade inteira será vacinada contra a doença nesta campanha!

Nos últimos dias, foi intensa a procura pela vacina da febre amarela nas UBSs da cidade.

Fique ligado nas orientações e evite filas: o Estado garantiu doses da vacina para toda a população, mesmo Ribeirão Pires não sendo uma área de risco para a doença.

Compartilhe a informação com seus familiares e conhecidos.

A partir de quinta-feira, dia 25 de janeiro, até o dia 24 de fevereiro, a Prefeitura promoverá a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela. No período, todas as Unidades Básicas de Saúde aplicarão doses da vacina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Dias “D” – nos sábados, 3 e 24 de fevereiro, as UBSs também estarão abertas aos moradores, das 8h às 17h, para aplicar a vacina contra a doença.

Moradores que irão viajar para o exterior, e precisam receber a dose integral da vacina, devem apresentar comprovante de viagem na UBS, conforme orientação da Saúde do Estado.

A campanha é aberta para toda a população, respeitando-se as indicações e contraindicações das autoridades de saúde (confira abaixo).

É muito importante reforçar que em Ribeirão Pires não há casos confirmados de febre amarela. Nem mesmo a incidência de casos entre macacos (não maltrate os animais, eles não transmitem a doença). 

Força tarefa está sendo preparada pela Prefeitura para a campanha. Os funcionários estão sendo treinados para melhor atender a população e esclarecer dúvidas.

Nas escolas da rede municipal, haverá a vacinação dos estudantes, em período previamente informado pela Secretaria de Educação aos pais e responsáveis pelas crianças.

A Prefeitura também pede aos moradores que sigam contribuindo com ações de prevenção à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre amarela, dengue, zik e chikungunya.

Indicações da vacina – recomendações para casos específicos:

Gestantes – podem tomar se forem para área de risco, onde há casos confirmados da doença.

Crianças de 9 meses até dois anos (incompletos) – deverão tomar a dose integral.

Mães amamentando – se forem para área de risco, deverão tomar a vacina e suspender o aleitamento pelo período de 10 dias após receber a dose.

Idosos – Poderão tomar a vacina sem apresentar relatório médico, desde que estejam em bom estado de saúde. Se apresentarem problemas como diabetes, hipertensão arterial ou outra doença, deverão consultar médico e apresentar o relatório na UBS.

Contraindicações – NÃO DEVEM TOMAR A VACINA:

Gestantes que não forem para áreas de risco;

Crianças menores de 9 meses;

Mães que estiverem amamentando bebês de até seis meses de vida e não forem para áreas de risco;

Idosos com problemas de saúde;

Moradores que usam corticóides (mais de 2 mg/dia), imunossuprimidos, com alergia à proteína do ovo ou em tratamento quimeoterápico também não devem tomar a vacina.

Grande ABC tem “Dia D” contra febre amarela em 3 de fevereiro.

Campanha inédita se estenderá até o dia 24 do próximo mês com dose fracionada da vacina em seis cidades da região

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza, a partir do próximo mês, uma campanha inédita de imunização contra a febre amarela no território paulista, incluindo o Grande ABC.

Entre os dias 3 e 24 de fevereiro, o governo do Estado pretende vacinar 6,3 milhões de pessoas que residem em áreas ainda não alcançados pelo vírus, mas que estão receptivas, pois integram os corredores ecológicos. Somente na Baixada, cerca de 870 mil de pessoas deverão ser imunizadas.

A finalidade é proteger a população preventivamente. A campanha começa em um sábado, “Dia D”, quando os postos de saúde dos municípios envolvidos estarão abertos em regime especial para atender a população.

Das 53 cidades paulistas alcançadas no Estado, estão inclusas seis do Grande ABC (confira abaixo a lista de municípios). As outras 47 estão nas regiões da Baixada Santista, do Vale do Paraíba e Litoral Norte.

Em duas cidades da região – e outros 38 municípios de SP –, a vacina será ofertada para a população total, devido à alta concentração de mata. Os outros quatro municípios do Grande ABC – e mais nove do Estado – terão vacinação parcial para moradores de bairros com maior vulnerabilidade. Todos os recortes foram definidos por critérios epidemiológicos após análises técnicas e de campo feitas pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica/Divisão de Zoonoses) e Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) em locais de concentração de mata.

A campanha será realizada com dose fracionada da vacina, conforme diretriz do Ministério da Saúde. O frasco convencionalmente utilizado na rede pública poderá ser subdividido em até cinco partes, sendo aplicado assim 0,1 mL da vacina. Estudos evidenciam que a vacina fracionada tem eficácia comprovada de pelo menos oito anos. Estudos em andamento continuarão a avaliar a proteção posterior a esse período. As carteiras de vacinação terão um selo especial para informar que a dose aplicada foi a fracionada.

Em todo o Estado, mais de 4,8 milhões de doses da vacina fracionada serão disponibilizadas para as pessoas ainda não imunizadas que residirem nos locais definidos pela campanha.

Quem já tomou uma dose da vacina, mesmo se fizer parte destes municípios incluídos na campanha, não precisará se vacinar novamente.  A vacina aplicada até o momento (dose padrão) tem validade para a vida toda, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

“Vamos reforçar nossas estratégias para proteger a população contra a febre amarela, antecipando a imunização ao levar as vacinas para locais onde ainda não há circulação do vírus. A campanha complementa um trabalho incessante de monitoramento e prevenção que temos desenvolvido nos dois últimos anos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, David Uip.

A campanha também prevê a oferta de 1,5 milhão de doses convencionais, que serão disponibilizadas para crianças com idade entre nove meses e dois anos incompletos, pessoas que viajarão para países com exigência da vacina, grávidas residentes em áreas de riscoe portadores de doenças crônicas – como diabéticos, cardiopatas e renais crônicos, por exemplo.

Deverão consultar o médico sobre a necessidade da vacina os portadores de HIV positivo, pacientes com tratamento quimioterápico concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e de doença falciforme.

Não há indicação de imunização para grávidas que morem em locais sem recomendação para vacina, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (como por exemplo Lúpus e Artrite Reumatoide). Em caso de dúvida, é fundamental consultar o médico.

Nas demais áreas do Estado de São Paulo onde já há vacinação em razão da circulação do vírus a imunização seguirá com a vacina plena.

Municípios com vacinação total do território

Município População-alvo
RIBEIRÃO PIRES 114.312
RIO GRANDE DA SERRA 44.959

Municípios com vacinação parcial do território

Município População-alvo
DIADEMA 120.000
MAUÁ 127.000
SANTO ANDRÉ 204.000
SÃO BERNARDO DO CAMPO 259.000

Ribeirão Pires: Exame de macaco morto dá negativo para febre amarela.

Além da vacina, é recomendável aos moradores quanto aos riscos da doença e as medidas para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Foi divulgado oficialmente no final desta tarde (quinta-feira, 14) o resultado do exame feito em um macaco encontrado morto numa região conhecida como Sete Cruzes – área de mata na divisa de Mauá e Ribeirão Pires.

Através de material coletado do primata, o Instituto Adolfo Lutz, através de seu Centro de Patologia constatou que o motivo da morte do animal não foi em função do vírus da Febre amarela.

Com a negativação do exame, Ribeirão Pires não possui nenhum caso de Febre Amarela em macacos e nem em humanos.

Independentemente do resultado, a secretaria de Saúde de Ribeirão Pires continua com a vacinação contra a febre amarela. Segundo orientações técnicas, apenas duas doses são necessárias para a pessoa estar imunizada. De acordo com o calendário vacinal, a primeira dose é aplicada aos nove meses e o reforço aos quatro anos. Quem não tiver as duas doses precisa procurar uma UBS para atualizar.

Além da vacina, é recomendável aos moradores quanto aos riscos da doença e as medidas para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que também é responsável pela transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Ribeirão Pires: Morte de macaco provoca corrida por vacina contra febre amarela em postos de saúde da cidade.

A morte de um macaco da espécie sagui-de-tufos-pretos em uma área de mata na divisa entre Mauá e Ribeirão Pires provocou em ribeirão Pires uma verdadeira corrida aos postos de saúde da cidade em busca da vacina conta a febre amarela. Nesta quinta-feira (14), uma enorme fila se formava na UBS do centro de Ribeirão Pires.

Segundo a gestora da Unidade, Diva Bartolo, o centro de saúde vem vacinando com regularidade a todos aqueles que se dirigem ao local mas que após o aparecimento do mico morto com suspeita da causa da morte ser por febre amarela a demanda aumentou significativamente.

“Nosso atendimento para esta vacina acontece sempre as quintas-feiras nos horários das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. Não a razões para preocupações uma vez que o ocorrido trata-se ainda de uma suspeita. Estamos abastecidos, mas peço a todos que mantenham a tranquilidade”, disse a gestora Diva.

De acordo com a Defesa Civil de Ribeirão Pires, a análise do material coletado do primata, e encaminhado ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, indicará se o animal estava infectado pelo vírus.

material coletado do primata encontrado está sendo  examinado para se saber se estava infectado

Apesar da preocupação em relação à possibilidade do avanço da doença, a Secretaria Estadual da Saúde alerta para que a população não maltrate macacos encontrados, já que os animais não são transmissores do vírus. Apenas mosquitos contaminados são capazes de propagar a febre amarela, por meio da picada.

A Secretaria Estadual da Saúde, até novembro deste ano, contabilizou 2.147 epizootias (morte ou adoecimento de primatas não humanos, como macacos, bugios e outros). Deste total, 501 animais ficaram doentes ou morreram em razão da febre amarela. Por precaução, pelo menos 15 parques foram fechados em São Paulo.

Saúde de Ribeirão Pires orienta sobre vacina contra febre amarela.

A Secretaria de Saúde e Higiene da Prefeitura de Ribeirão Pires está reforçando a orientação aos moradores da cidade sobre o esquema de vacinação contra a febre amarela. A Estância não é considerada área de risco da doença, entretanto, as doses da vacina estão disponíveis aos munícipes que irão viajar para regiões que estão em situação de atenção, em data específica e seguindo os critérios de vacinação do Ministério da Saúde.

Moradores de Ribeirão Pires que forem viajar a alguma das áreas de risco da doença devem receber a vacina com dez dias de antecedência à viagem, para que a mesma funcione eficazmente. A vacinação está sendo realizada às quintas-feiras, das 8h às 17h, na Unidade Básica de Saúde Central – sem agendamento, mas com distribuição de senhas às 8h e às 13h.

Seguindo os critérios do Ministério da Saúde, as pessoas não devem tomar doses de outras vacinas 30 dias antes e 30 dias depois da aplicação da vacinação contra a febre amarela. Gestantes e idosos somente receberão a dose com a indicação médica, para evitar riscos de agravos. O esquema atual da vacina se encerra em duas doses, sendo que há intervalo de 10 anos entre as doses (com exceção de crianças menores de cinco anos e em caso de pessoas com o vírus HIV – para estes casos, deve ser observado calendário vacinal específico). Os profissionais da UBS Central estão à disposição da população para esclarecer dúvidas sobre a vacinação e sobre a doença.

“É importante que os moradores estejam atentos aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde e também às recomendações, para garantir segurança na aplicação da dose. Nossas equipes estão mobilizadas para disseminar informações sobre a vacinação e prestar bom atendimento àqueles que irão viajar para as áreas de risco da doença”, explicou a secretária de Saúde e Higiene da cidade, Patrícia Freitas.

Em Ribeirão Pires, de janeiro até a presente data (22/03) foram aplicadas 1.200 doses da vacina contra a febre amarela. A Secretaria de Saúde e Higiene registrou um caso suspeito da doença, que teve resultado de exame negativo – referente a moradores que viajou para áreas de risco da doença.

Campanha de Multivacinação para as crianças vai até sexta-feira (30/09).

campanha-nacional-de-vacinacao-1

A campanha nacional de “multivacinação” está incluindo pela primeira vez, todas as vacinas disponíveis pelo SUS para crianças de 0 até 4 anos e 11 meses e ainda para crianças e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos, incluindo a imunização contra HPV para meninas. O esforço de vacinação vai até o dia 30 de setembro.

Para realizar as imunizações, o Ministério da Saúde enviou 19,2 milhões de doses extras das 14 vacinas para os postos de saúde de todo o país. Em Ribeirão Pires, as 10 Unidades Básicas de Saúde estarão abertas nos 12 dias de mobilização.

Lembrando de que é fundamental a apresentação da caderneta de vacinação para atualização do esquema vacinal,já que o Calendário de Vacinação é complexo e é necessário a avaliação de um profissional da saúde. O objetivo principal da campanha é estimular que os pais levem os filhos para pôr em dia a carteira de vacinação.

Confira os endereços das Unidades Básicas de Saúde mais próxima de sua residência

Unidades de saúde (de segunda a sexta-feira):

UBS CENTRAL (8h às 17h)
R. Dr. Virgilio Gola, 24 – Centro
Telefone: 4828-1458

UBS OURO FINO (7h às 16h)
Rodovia Índio Tibiriçá s/n ao lado nº 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista
Telefone: 4827-0476

UBS SANTA LUZIA (7h às 16h)
R. Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia
Telefone: 4825-5109

USF QUARTA DIVISÃO (7h às 16h)
Estrada do Sapopemba nº 5000 – IV Divisão
Telefone: 4827-9085

USF JARDIM LUSO (7h às 16h)
R. Julio Prestes, 22 – Jardim Luso
Telefone: 4828-4503

USF JD. VALENTINA (7h às 16h)
R. Francisco Tometich, 274 – Jd Valentina
Telefone: 4828-4794

USF JD. CAÇULA (7h às 16h)
R. Fagundes Varela, 08 – Jd Caçula
Telefone: 4828-1874

UBS VILA SUELI (7h às 16h)
R. Antonio Zampol, 221 – Vila Sueli
Telefone: 4828-3732

UBS GUANABARA (7h às 16h)
R. Fermino G. Pereira, 398 – Vila Gomes
Telefone: 4828-1466

UBS CENTRO ALTO (7h às 16h)
Rua Aurora, 61 – Centro Alto

Veja as 14 vacinas da campanha:
– Hepatite A
– VIP
– Meningocócica C
– Rotavírus
– HPV
– Pneumo 10
– Febre amarela
– Varicela
– Pentavalente
– Tetraviral
– Dupla adulto
– DTP
– Tríplice viral
– VOP (poliomielite)