Arquivos de Tag: hepatite

Mais da metade da população mundial não tem acesso a saneamento básico, diz ONU.

Cerca de 4,5 bilhões de pessoas no mundo – bem mais da metade da população global atual de 7,6 bilhões de habitantes – não têm acesso a saneamento básico seguro, segundo relatório recente divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Já a quantidade de moradores do planeta com algum saneamento básico é de 2,3 bilhões. A informação é da ONU News.

O documento das Nações Unidas indica ainda que o número de pessoas sem acesso à água potável em casa é de 2,1 bilhões em todo o mundo. Esta é a primeira vez que a OMS e o Unicef fazem um levantamento global sobre água, saneamento básico e higiene.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus afirmou que água potável encanada, saneamento e higiene não deveriam ser privilégios apenas daqueles que vivem em centros urbanos e em áreas ricas. Para ele, os governos são responsáveis por assegurar que todos tenham acesso a esses serviços.

Esgoto tratado

Desde 2000, quando foi lançada a agenda dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, bilhões de pessoas ganharam acesso à água potável e saneamento, mas esses serviços não garantem necessariamente o saneamento seguro, aquele que é ligado a uma rede de esgoto tratado.

Esse quadro gera doenças que podem ser mortais para crianças com menos de cinco anos de idade.
Todos os anos, mais de 360 mil menores morrem de diarreia, uma doença evitável. Já o saneamento mal feito pode causar cólera, disenteria, hepatite A e febre tifóide, entre outros problemas.

O diretor-executivo do Unicef, Anthony Lake, disse que ao melhorar esses serviços para todos, o mundo dará às crianças a chance de um futuro melhor.

Em 90 países, o avanço na área de saneamento básico é muito lento, o que leva a crer que a cobertura universal não será alcançada até 2030, quando se encerra o prazo para cumprimento da Agenda 2030, que estabelece os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, que devem ser implementados por todos os países até aquele ano.

Latrinas compartilhadas

Dos 4,5 bilhões de pessoas sem acesso a esgoto tratado, 600 milhões têm que compartilhar um toalete ou uma latrina com moradores de outros lares. Já o número de pessoas que defecam a céu aberto é de 892 milhões. Devido ao aumento da população, essa situação tem crescido na África Subsaariana e na Oceania.

O relatório indica ainda que, em países que passam por conflitos, as crianças têm quatro vezes menos chance de usar serviços de abastecimento de água e duas vezes menos de ter o saneamento básico que crianças em outros países.

Os serviços de água potável, saneamento básico e higiene são essenciais para que o mundo alcance o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 3: assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar de todos, em todas as faixas etárias.

Ribeirão Pires intensifica ações contra hepatites no “Julho Amarelo”.

Secretaria de Saúde e Higiene promoverá palestras na rede municipal reforçará divulgação dos serviços gratuitos de orientação e testagem

A Secretaria de Saúde e Higiene da Prefeitura de Ribeirão Pires intensificará no próximo mês as ações de prevenção às hepatites A, B, C, D e E, na campanha “Julho Amarelo”. Durante o período, as equipes da rede municipal irão reforçar as orientações sobre as doenças, formas de evitar a contaminação do vírus e sobre os serviços gratuitos disponibilizados no Centro de Atendimento e Aconselhamento (Avenida Francisco Monteiro, 205 – Centro).

A campanha celebra o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais (28 de julho). Entre os dias 21 e 28 do próximo mês, a equipe do Serviço de Atenção Especializada da Prefeitura realizará palestras sobre prevenção da doença nas Unidades Básicas de Saúde, no Centro Odontológico e nos Centros de Atenção Psicossociais.

As hepatites são inflamações no fígado. As mais comuns do tipo virais no Brasil são as A, B e C, porém existem, ainda, os vírus D e E. É possível evitar a contaminação pelas hepatites A e E utilizando água tratada e lavando bem os alimentos. Lavar as mãos com água e sabão antes de comer e depois de ir ao banheiro, beber água filtrada ou fervida e cozinhar bem mariscos e frutos do mar também são medidas importantes.

As hepatites B, C e D podem ser evitadas com os seguintes cuidados: não compartilhar agulhas e seringas e outros para uso de droga; não usar laminas de barbear ou de depilar de outras pessoas; usar os próprios instrumentos de manicure e pedicure; exigir materiais descartáveis para tatuagem e em serviços de saúde; e usar sempre preservativo.

A Prefeitura disponibiliza doses da vacina contra hepatite B nas unidades de saúde da Atenção Básica. Exames de hepatites B e C podem ser realizados no Centro de Atendimento e Aconselhamento, local onde também estão disponíveis preservativos feminino e masculino, bem como gel e folhetos educativos.

Centro de Atendimento e Aconselhamento – Serviço:

Local: Avenida Francisco Monteiro, 205 – Centro

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 15h

Contatos: 4828-4441 ou 4823-4977

Campanha “Fique Sabendo” contra DST começa dia 25 em Ribeirão Pires.

12112015_fique_sabendo

Na próxima sexta-feira, 25 de novembro até o dia 1º de dezembro, Ribeirão Pires promove a 9ª edição da Campanha Fique Sabendo com o objetivo de ampliar o diagnóstico precoce e prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) como HIV, Sífilis, Hepatites B e C.

Durante a campanha, serão entregues materiais publicitários como preservativos e folhetos, além de entrevistas com orientações, e a realização de testes com resultado emitido no mesmo dia.

É importante ressaltar que os testes são gratuitos e sigilosos. Diante de um diagnóstico positivo, o portador terá acesso à assistência adequada que garanta melhoria na qualidade de vida e os direitos humanos.

Vale ressaltar que o Ambulatório de Infectologia de Ribeirão Pires realiza os testes para diagnósticos de DST’s diariamente, porém a Campanha é uma ação estratégica que mobiliza todo o Estado, incentivando a população a conhecer o serviço. A campanha será realizada das 07h às 17h no Ambulatório de Infectologia, localizado na Av. Francisco Monteiro, 205 – Centro.