Posts tagged with "Kiko Teixeira"

Ribeirão Pires tem que devolver Taxa de Serviços de Bombeiros cobrada ilegalmente nos carnês de IPTU

Segundo a sentença proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), “A segurança pública, presentes a prevenção e o combate a incêndios, faz-se, no campo da atividade precípua, pela unidade da Federação, e, porque serviço essencial, tem como a viabilizá-la a arrecadação de impostos, não cabendo ao Município a criação de taxa para tal fim”

Com a decisão, a Lei Municipal em Ribeirão Pires que autorizava a cobrança da Taxa de Serviços de Bombeiros, passa a ser inconstitucional e os valores cobrados pelo município nos últimos 5 anos terão que ser devolvidos aos munícipes.

Conforme noticiado pelo portal Repórter ABC (ver matéria aqui) o prefeito Kiko Teixeira (PSB) lançou um decreto, em 3 de outubro, nomeando conselheiros para administrar o dinheiro recolhido com a cobrança da Taxa de Serviços de Bombeiros, através do FEBOM – Fundo Especial do Bombeiro, mas, um dos nomes causou polêmica, por se tratar da ex-presidente do Sindiserv, Simone Beatriz Miranda da Silva, acusada de graves irregularidades, quando comandou entidade sindical na cidade.

Dados do IBGE apontam que Ribeirão Pires tem aproximadamente 34 mil domicílios, o que poderá representar mais de R$ 4 milhões arrecadados ilegalmente a cada ano.

Para ter o seu direito garantido em ter a devolução dos valores o munícipe pode procurar um advogado de sua confiança.

Vereadores de Ribeirão aprovam pacote da dor apresentado por Kiko Teixeira

Vereadores que votaram em favor do apelidado “pacote de maldades” de Kiko

Pelo placar de 11 à 6, foi aprovado nesta quinta-feira (13), o Projeto  de lei 025/2019 de autoria do Poder Executivo que em suma, altera o valor limite para pagamento de precatórios.

Na prática, com a decisão da maioria dos parlamentares, ações judiciais com transito e julgado ficam estipulados ao valor máximo de R$ 10 mil.

A Proposta causou grande comoção na cidade, onde nesta quinta-feira, professores municipais lotaram o Plenário da Câmara Municipal para pressionar a rejeição da propositura.

Segundo os professores, a medida vai acarretar na cidade uma grande injustiça uma vez que os litígios judiciais são em sua maioria são frutos de ver verbas trabalhistas onde a administração municipal deixou de remunerar por horas extras, banco de horas, desvios de função dentre outras demandas.

Uma vez aprovado, o Projeto segue para a Sanção do prefeito Kiko Teixeira e após entrar em vigor as ações condenatórias terão valores limitados em R$ 10 mil, valendo para diversos casos, a exemplo de desapropriações de imóveis não documentados, ações de empresas e comerciantes, ações trabalhistas e a outras mais.

Votaram favoráveis ao projetos os vereadores: Archeson Rato Teixeira (PTB), Amaury Dias (PV), Arnaldo Sapateiro (PSB), Banha (PPS), Edmar da Aerocar (PV), Gê do Aliança (PSC), José Nelson (MDB), Paixão (PPS), João Lessa (PSDB), Silvino Castro (PRB) e Carlinhos Trindade (PPS).

Vereadores que votaram contra o “pacote de maldades” do prefeito Kiko

Os votos contrários ao Projeto foram dos vereadores: Amigão D’orto (PTC), Anselmo Martins (PL), Danilo da Casa de Sopa (PSB), Paulo César PC (MDB), Rogério Luiz (PSB) e Rubão Fernandes (PSD).

A manipulação e o autoritarismo

Com inscrição antecipada para o uso da Tribuna, era dado como certo que a presidente do Sindicato dos Professores Municipais, Perla de Freitas faria exposição sobre os motivos para que o referido projeto deveria ser rejeitado.

O presidente da Casa de Leis e sobrinho do prefeito,o vereador Rato Teixeira, oficialmente apresentou proposta ao colegiado para que houvesse a inversão da ordem do dia, o que foi acatado.

A polêmica foi instalada quando o presidente informou que a presidente do sindicato iria falar somente após a votação. Sob protestos dos vereadores contrários e dos cidadãos presentes, a presidente Rato argumentou que tal decisão atendia ao Regimento Interno da Casa. Rato foi nomeado como ditador, tirano, autoritário, caudilho…

Vereadores contrários argumentaram que o presidente Rato estava descumprindo convenção e que a sua atitude era ato de exceção e que a sua atitude era inédita naquela Casa.

Terminada a votação, Perla em seu pronunciamento disse estar estarrecida com a falta de democracia.

“Nunca antes neste plenário assistimos tamanho desrespeito! Todos os ex-presidentes desta Câmara de Vereadores garantiram voz ao contraditório. A atitude desta presidência é reprovável! Estão implantando nesta cidade a institucionalização da dor e do calote. Não é possível tamanha falta de sensibilidade, pois trouxe a pedido dos vereadores uma série de documentos que comprovam o absurdo que é a aprovação desta Lei. Só para exemplificar, tenho aqui em mãos um processo ganho na justiça por um munícipe que teve a sua casa danificada. A sua indenização seria de aproximadamente R$ 35 mil. Temos caso de desapropriação de imóveis não regularizados e em situação de risco. Nós do Sindicato não somos de ficar reclamando, somos de luta e vamos a luta”, concluiu.

Ao final da fala da presidente do sindicato, populares indignados que filmavam a votação, atiram moedas ao chão em sinal de protesto e contra os vereadores que apoiaram o Projeto de Lei.

Do lado dos vereadores governista, nenhum se utilizou da Tribuna para justificar o voto. Por outro lado, o vereador Anselmo Martins e Rogério Luiz argumentaram que após tomarem ciência da gravidade real do projeto optaram por votar contrário. O vereador Rubão Fernandes não pouparam o governo Kiko, e afirmaram que a Câmara protagonizou um grande vexame e falta de justiça ao aprovar a medida e que o vereador é eleito para defender os interesses da população e hoje os vereadores governistas baixaram a cabeça para o executivo.

O vereador Amigão D’orto, um dos mais ativos no plenário, disse que “o povo saberá responder a esta crueldade e que a a maioria venceu sem tomar conhecimento de que o povo é quem tem o poder não é o executivo” e dirigindo-se ao presidente da Câmara, disse: “Votei com a minha consciência pois sei que devo satisfação ao cidadão e não a um governo que não respeita o cidadão. O prefeito deveria cortar na sua própria carne reduzindo os altos salários de seus comissionados, revendo contratos com grande empresas e fornecedores. O que aconteceu aqui hoje é uma vergonha. Infelizmente os mais necessitados estão pagando a conta de uma má gestão”, concluiu.

Pacote de maldades de Kiko contra servidores será votada na próxima quinta-feira (13)

Os 13 vereadores que votaram favoráveis em 1ª votação ao Projeto de Kiko. Segunda votação acontece na próxima quinta-feira (13)

Após aprovação em 1ª votação do Projeto de Lei nº 025/2019 nesta quinta-feira (6) a iniciativa encaminhada pelo prefeito Kiko Teixeira (PSB).

Na proposta apresentada a nova Lei, serão consideradas de pequeno valor, os débitos ou as obrigações consignados em precatório judiciário que tenham valor igual ou inferior a R$ 10.000,00. Pela legislação atual o valor é próximo aos R$ 40 mil.

A nova legislação que precisará ser ratificada em segunda votação que está prevista para acontecer na próxima quinta-feira (13) e caso seja aprovada pela Câmara de Vereadores irá impactar servidores públicos, entre eles, professores e pequenos comerciantes, que entraram na Justiça para garantir o dissídio e insalubridade devida há anos.

O líder do Governo, Amaury Dias (PV) defendeu a medida.

“O projeto tem base Legal, não fere princípios, e não tem por objetivo prejudicar o servidor, segue a atual situação financeira da cidade”, disse Amaury.

Contrário a proposta, Amigão D’Orto (PTC) defende a rejeição da matéria.

“Essa proposta é perversa, pretende retirar direitos trabalhistas de natureza salarial. O governo Kiko deveria cortar os altos salários dos comissionados e cancelar alguns contratos de empresas terceirizadas”, pontuou Amigão.

Segundo afirma a presidente do Sineduc, Perla Freitas, a medida é absurda e totalmente descabida.

“Os servidores públicos são contrários a essa medida. O trabalhador não pode arcar com a irresponsabilidade do executivo municipal. Nada se justifica até mesmo porque o prefeito continua com a velha prática de por servidor em desvio de função e outras práticas que geram as demandas jurídicas. O Sineduc vai lutar contra essa proposta absurda mobilizando os trabalhadores para um corpo a corpo junto aos vereadores”, disse Perla.

Apenas quatro vereadores foram contrários a medida: Amigão D’Orto (PTC), Rubão (PSD), Danilo da Casa de Sopa (PSB) e Paulo Cesar, o PC (MDB).

Votaram favoráveis a proposta do prefeito Kiko, os vereadores, Amaury Dias (PV), Archeson Rato Teixeira (PTB), Anselmo Martins (PL), Arnaldo Sapateiro (PSB), Banha (PPS), Edmar da Aerocar (PV), Carlinhos Trindade (PPS), Gê do Aliança (PSC), João Lessa (PSDB), José Nelson, Paixão (PPS), Rogério do Açougue (PSB) e Silvino Castro (PRB).

A próximo sessão da Câmara de Vereadores de Ribeirão Pires acontece nesta próxima quinta-feira (13) às 14 horas.

Akira dá gelo em Claudinho da Geladeira após rejeitar convite para almoço

O pré-candidato a prefeito nas eleições de 2020 em Rio Grande da Serra, Claudinho da Geladeira teve convite rejeitado para um almoço feito ao vereador Akira Ono.

Momentos antes do início da sessão legislativa nesta quarta-feira (5), Akira questionado sobre o almoço ao qual Claudinho pretendia oferecer, o parlamentar respondeu: “Não houve almoço, não vou!”, sem informar se pretende abrir diálogo futuro.

Nos bastidores da política local, é dito que o que Geladeira tinha a oferecer como entrada e prato principal era “uma dobradinha” que em linguagem política significaria a composição de chapa majoritária com a Akira sendo seu vice.

Fontes próximas ao vereador do PSB, confirmam a aproximação de Geladeira e o convite recusado e que o distanciamento é aconselhado por hora.

Akira, vereador em seu primeiro mandato, tenta viabilizar a sua candidatura ao Paço de Rio Grande da Serra e busca no ex-prefeito da cidade e atual mandatário de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB), o seu apoio político.

Para observadores da política local, Akira ainda não se posicionou como legítimo opositor da atual gestão municipal e que sua “expectativa gira em torno de que seu nome faça-se consenso entre Gabriel e Kiko, mas que tal desejo se torna cada vez mais improvável.

Recentemente – conforme noticiou o Repórter ABC, ver matéria aqui – Geladeira, em encontro com Kiko Teixeira, pediu uma aliança para derrubar o grupo de Grupo de seu adversário, Gabriel Maranhão.

Ainda conforme o texto, o PT de Rio Grande da Serra busca aventa lançar candidatura própria em 2020 e iniciou tratativas com outros grupos. No seio do PT, Geladeira é tratado como traidor por parte de seus integrantes por ter se aliado e apoiado unilateralmente candidaturas sob suspeita judicial nas eleições nacionais de 2018 e por motivos de logo após o término do pleito ter abandonado a sigla partidária.

Geladeira, com o apoio da militância de seu ex-partido, ficou na segunda colocação nas eleições de 2016, obtendo 2.914 votos a menos que o seu principal concorrente Gabriel Maranhão que foi eleito prefeito. Atualmente, Maranhão analisa o potencial de nomes, a exemplo de sua vice, a professora Marilza, Helenice Arruda, Claurício Bento, o presidente da Câmara, Claudinho Monteiro, Gilvan Mendonça e outros prováveis nomes.

Em 2020, caso o PT confirme o descarte de uma aliança em seu nome, Geladeira estará fadado a desistir de sua candidatura ao Paço restando-lhe uma disputa proporcional em função de sua capacidade eleitoral.

Claudinho da Geladeira pede o apoio de Kiko para disputar eleições de 2020 em Rio Grande

Contabilizando a inevitável queda em seu apoio eleitoral após a sua saída do Partido dos Trabalhadores (PT), o pré-candidato nas eleições municipais de 2020, Claudinho da Geladeira procurou o atual prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB) para tratar da sucessão em Rio Grande da Serra.

Kiko foi foi prefeito por dois mandatos naquela cidade 2005 a 2008 e 2009 à 2012 e ainda exerce liderança políticas na comuna.

Segundo fontes, Geladeira quer que Kiko feche apoio em torno de seu nome e indique um nome a vice.

O prefeito de Ribeirão Pires, conhecido por sua capacidade política, tendo sido vereador, exercido cargos no governo estadual e prefeito por duas cidades não selou acordo.

No meio político e nas rodas de conversa o encontro de Geladeira com Kiko Teixeira é visto com inviável e o ex-petista é tido como pato de praia, que desengonçado, anda com dificuldades e articula verbos incompreensíveis. Os analista afirmam que sua musculatura política está atrofiada cronicamente. Outra forte fala feita é a de que o carisma pessoal, capaz de converter votos em seu favor – sem a legenda petista – é pequena cabendo-lhe o espaço de uma justa disputa no parlamento local.

Por outro lado, o PT ensaia lançar um nome próprio ao Paço. Possíveis nomes são ventilados, e são o do atual vereador pela sigla, Benedito Araújo, de Keyla Dinis e Erick de Paula sendo que outros postulantes correm por fora.

A fala das lideranças políticas de Rio Grande da Serra sobre Geladeira podem ser confirmadas, se feito comparativo entre os pleitos de 2012 e 2016 quando é visto queda eleitoral na casa de 3,51 pontos percentuais.

Em 2012, Geladeira foi derrotado quando obteve 9.454 (37,04%) contra 15.469 (60,60%) de Gabriel Maranhão. Em 2016 Geladeira sofreu nova derrota quando recebeu 8.166 votos (33,51%) contra os 11.080 (45,47%) do eleito, Gabriel Maranhão. Neste último ano, dois outro concorrente estiveram no pleito quando Cleson Alves (PMB) recebeu 2.595 votos (10,65%) e Edvaldo Guerra (até então PMDB) 2.528 votos (10,37%).

A conjuntura política desde o último pleito, em muito se alterou, com o atual prefeito aglutinando apoio de ex-adversários, com novas lideranças surgindo, e no caso de Geladeira as possibilidades de galgar o posto máximo na cidade pode ser comparado a gelo ao sol, que derretido se evaporou. por Luis Carlos Nunes

Vereador Amaury cumpre agenda com o prefeito Kiko e debate novas idéias para Ribeirão Pires

Após ter seu Projeto que regulamenta o “Trabalho Voluntário em Ribeirão Pires, o vereador Amaury Dias (PV) se reuniu com o prefeito Kiko Teixeira para discutir e apresentar soluções a serem implantados na cidade.

“Tivemos uma excelente conversa, definimos pontos importantes e logo virão novidades boas para o bem comum do município. Agradeço imensamente a atenção e o carinho do prefeito Kiko Teixeira e de toda sua equipe em nos receber mais uma vez. É sempre um prazer muito grande poder dialogar e ter espaço para expor novas idéias. Acredito piamente que somente através do diálogo e do entendimento seja possível avançar cada vez mais em busca de uma sociedade cada vez melhor e mais equânime”, disse.

o vereador Amaury Dias que é advogado de formação, ao longo de seu mandato vem a cada dia buscando aperfeiçoamento participando de diversos cursos e atividade, a exemplo do worshop que tratou do conceito de “Cidade Inteligente”, curso de novas lideranças, palestras sobre meio ambiente dentre outros.

“Nos dias atuais, os projetos de voluntariado têm contribuído para o exercício da cidadania, bem como para manutenção e desenvolvimento de iniciativas de diferente natureza, e acima de tudo para que o município conte, de forma gratuita, com valorosa participação nos mais diversos segmentos”.

Na seqüência: ‘A participação em um projeto de voluntariado enriquece os voluntários, através do desenvolvimento de competências e habilidades pessoais e profissionais, da abertura para novas potencialidades, da ampliação do círculo social e do exercício da cidadania, as entidades sociais, a partir do apoio no desenvolvimento de serviços prestados ao público beneficiado, da criação ou fortalecimento de projetos e ações sociais e o conjunto da  sociedade que  através do envolvimento na solução de problemas e na busca de uma melhor qualidade de vida dos envolvidos” concluiu o parlamentar.

Prefeito Kiko Teixeira prepara concurso para 60 vagas na GCM de Ribeirão Pires

Publicação de edital de abertura de concurso público pode ser aberta ainda no primeiro semestre de 2019

Segundo apurado pelo Repórter ABC, o governo do prefeito Kiko Teixeira (PSB) está em fase avançada para a abertura de concurso publico para 60 novos GCM’s na Estância Turística de Ribeirão Pires.

Operadores políticos do Paço dão conta de que a abertura do certame deva acontecer ainda neste primeiro semestre de 2019 com vagas para homens e mulheres.

“O concursos está as vésperas de seu anuncio oficial devendo acontecer ainda neste primeiro semestre. A Segurança Pública tem sido prioridade deste governo em função de atendimento a levantamento feito pela administração sobre as principais prioridade dos munícipes. Kiko pegou uma cidade devastada pela inercia da gestão passada, mas aos poucos a casa está sendo posta em ordem. Para a Guarda, já foram compradas novas viaturas,armamento, coletes balísticos e fardamento o que tem refletido na substancial queda nos índices de criminalidade na cidade. Ainda sobre o incremento para a segurança pública no município, duas novas viaturas serão adquiridas para a corporação, que deverão ser de porte médio para policiamento padrão”, disse nossa fonte.

Conforme ainda argumentou, “prevendo o aumento do efetivo na GCM, Kiko esteve nesta sexta-feira (24), em companhia do secretário Municipal de Segurança Pública, Cel. Navarro, e do Comandante da GCM de Ribeirão, Sandro Torres, o delegado titular da Delegacia de Polícia de Ribeirão, Dr. Wagner, na CBC, onde na pauta de reunião com a alta direção da empresa estava a aquisição de 60 pistola .380 e coletes a prova de balas”, ressaltou.

A reunião teve início por volta das 11hs da manhã e se estendeu até às 15:30hs. Um almoço foi oferecido no refeitório interno da unidade bélica.

Na oportunidade, foi oferecido no stand de tiros, uma cortesia onde o GCM Sandro Torres fez disparos com um Fuzil calibre 556 destinado a grupos de pronto emprego tático e policiamento ostensivo.

Contatado, o Comandante da Guarda Municipal, Sandrão como é popularmente conhecido, falou sobre a experiência.

“É um fuzil muito potente e que dá grande possibilidade de mira. Não tenho total informação sobre as tratativas e não posso afirmar se a GCM terá ou não esse fuzil 655 disponível para o trabalho, o que posso afirmar é que o sonho de qualquer policial poder ter como ferramenta de trabalho uma arma deste porte e qualidade”, falou.

 

Prefeito Kiko envia à Câmara “Projeto de Ajuste Fiscal” para quitação de dívidas de pequenos valores com servidores e fornecedores

O prefeito Kiko Teixeira (PSB), encaminhou nesta quinta-feira (23) para a Câmara de vereadores o Projeto de Lei nº 025/2019, – Requisições de Pequeno Valor (RPV) – que atinge diretamente os servidores públicos e pequenos fornecedores da cidade.

Se trata de uma lei que altera o máximo que a Prefeitura de Ribeirão Pires pode pagar à uma pessoa – servidor, por exemplo – em caso de determinação judicial.

O limite hoje pago pela Prefeitura é de R$ 39.920,00 reais (40 salários mínimos). Valores acima viram precatórios e com isso podem demorar a serem pagos. Caso seja aprovada a nova Propositura, este limite passará para R$ 10 mil reais ou o teto salarial máximo pago pelo INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social).

A medida é mais uma ação de ajuste fiscal empreendido pela Prefeitura a fim de reduzir custos da máquina pública.

Ribeirão Pires vive atualmente com uma enxurrada de ações trabalhista movidas pelo Sindicato dos Professores, Sindicato de Servidores e advogados particulares que requerem valores por desvio de função reenquadramento dentre outras questões.

A medida que estabelece o pagamento limite em caso de ação judicial é estabelecido pelo artigo 1º do primeiro e em seu Parágrafo Único. Neste o Poder Executivo estabelece que, “Se o valor da execução ultrapassar o teto estabelecido no caput, o pagamento far-se-á, sempre, por meio de precatório, sendo facultado à parte exequente a renúncia ao crédito do valor excedente,para que possa optar pelo pagamento do saldo através da Requisição de Pequeno Valor – RPV, preservada neste caso a possibilidade de realização de acordo ou transação pela Procuradoria Geral do Município”.

Ou seja, a Prefeitura só vai efetuar pagamentos imediatos de valores considerados “pequenos”, como diz a Constituição Federal nos incisos 3º e 4º do artigo 100.

Vereador Pastor Silvino Castro leva o deputado Altair Moraes para conversar com Kiko

O vereador Silvino Castro (PRB), nesta segunda-feira (20) acompanhado do por seu colega de partido, o deputado estadual Altair Moraes esteve no Paço Municipal de Ribeirão Pires para juntos conversarem com o prefeito Kiko Teixeira (PSB).

“Conforme venho afirmando por diversas vezes a bancada do PRB na Assembleia Legislativa do Estado está a disposição para formar parceria com o prefeito Kiko e colaborar nas demandas que forem apresentadas em favor da cidade e da população. Os parlamentares do PRB já encaminharam importantes recursos para Ribeirão Pires e quero continuar articulando para ajudar a cidade que passa por momentos difíceis em função da crise econômica”, disse Silvino Castro.

Em sua página do Facebook, Kiko agradeceu a visita dos políticos: “Recebemos nessa segunda-feira, em nosso gabinete, o deputado estadual Altair Moraes. No encontro, o parlamentar, que esteve acompanhado do vereador Pastor Silvino, reforçou seu compromisso com Ribeirão Pires, colocando seu mandato à disposição da cidade. Essa foi oportunidade de conversarmos sobre projetos que estamos realizando pelo desenvolvimento do município. Agradecemos pela visita e pelo apoio às ações de nosso Governo”.

Conforme noticiou o Repórter ABC em 10 de maio (Ver matéria clicando aqui) o PRB local ensaia lançar candidatura ao Paço.

Segundo fontes, o prefeito Kiko tenta estreitar relação com o PRB estadual e nacional com vistas as eleições municipais que se avizinham.

Prefeito Kiko Teixeira anuncia reajuste de 6,28% para o servidores municipais de Ribeirão Pires

O prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB), utilizou a sua página pessoal nas redes sociais para anuncia o reajuste de 6,28 para todos os servidores municipais de Ribeirão Pires.

No vídeo, Kiko ressalta que só não haverá reajuste para os cargos de prefeito, vice e secretários da administração.

“A partir desse mês, todos os servidores municipais terão reajuste de 6,28% em seu salário, com exceção dos cargos de prefeito, vice-prefeito e secretários”, disse.

Outro ponto destacado no pronunciamento do prefeito foi a equiparação do Piso Nacional dos professores.

“O trabalho que realizamos desde 2017 nos assegurou as condições para colocar em prática, desde o primeiro ano de nosso Governo, o plano de valorização dos funcionários da Prefeitura. Nesse ano, realizamos a equiparação dos vencimentos dos professores ao Piso Nacional e aumentamos o Piso Salarial do funcionalismo público, reconhecendo o trabalho de equipes que diariamente se esforçam para promover avanços na cidade. Além dos reajustes de salário anuais, desde 2017 honramos compromissos previdenciários, dobramos o auxílio-alimentação, entre outras mudanças. Seguimos empenhados para garantir, a cada dia, novas conquistas para os profissionais da Prefeitura”.

Acompanhe abaixo o vídeo

Amigão D’orto reforça fiscalização sobre Ribeirão Pires

O vereador Amigão D’orto (PTC) vem reforçando a sua atuação parlamentar e reforçando ações disponíveis em seu mandato para fiscalizar atos do executivo e cobrar por melhorias na cidade.

Desde que iniciou no cargo, faz foram inúmeros os requerimentos de informação e solicitação de serviços.

Na última sessão da Câmara, realizada na quinta-feira, 8 de maio, o parlamentar apresentou 73 documentos divididos entre 61 requerimentos de informação e 12 indicações para execução de serviços públicos.

“Semanalmente, percorremos a cidade para dialogar com a população e recebemos no gabinete, munícipes solicitando nossa intervenção junto ao executivo para que as mais diversas obras e serviços sejam feitas. O número supera as nossas expectativas, mas não deixaremos de ouvir as queixas apresentadas”, disse.

Segundo Amigão, o seu gabinete está sempre à disposição para acolher as mais diversas demandas da população.

“Já orientei a minha equipe de assessores para que acolha as demandas que forem apresentadas. Entendo a política como coisa séria e quando fui eleito fiz juramento de ética e compromisso público. Além destes documentos apresentados que tratam de indicação e solicitação de obras e serviços, eles também requerem informações diversas, a exemplo de esclarecimentos sobre contratos celebrados pela prefeitura com empresas, recolhimento de tributos e impostos, transporte escolar, locação de veículos, valor de contratação de artistas para a Festa do Pilar, dentre outros. Documentos estes que podem ser consultados via site da Câmara ou diretamente no gabinete”, argumentou Amigão D’orto.

O vereador em sua fala final disse ainda que durante sessão legislativa a ser realizada na próxima quinta-feira (16), outros documentos serão apresentados.

“Vamos honrar nosso compromisso assumido com a população. Foram muitos os aprendizados nessa primeira metade de mandato e tenho muita disposição para trabalhar ainda mais”.

Amaury Dias comemora a aprova loção de Projeto que cria o “Programa Emergencial de Auxilio Desemprego” em Ribeirão Pires

Foi aprovado durante a sessão da Câmara de vereadores realizada nesta quinta-feira (25), o Projeto de Lei nº 016/2019 de autoria do Poder Executivo que cria o “Programa Emergencial de Auxilio Desemprego” que beneficiará diretamente 300 pessoas em Ribeirão Pires.

Segundo o vereador Amaury Dias (PTB), o prefeito Kiko Teixeira ao propôs a medida cumpre com a sua real  responsabilidade social enquanto gestor.

“O projeto vai de encontro com a necessidade das pessoas que se encontram desempregadas uma vez que pagará aos selecionados o valor de R$ 748,50 (75% do salário mínimo) em jornada flexível de seis horas diárias. Serão quatro dias de trabalho e 1 dia que será utilizado para qualificação profissionais em diversas atividades”, comemorou Amaury Dias.

Segundo o Projeto aprovado, a prefeitura fornecerá aos trabalhadores, auxílio transporte, cartão alimentação, uniformes e equipamentos de segurança.

Os integrantes do “Programa Emergencial de Auxilio Desemprego” desenvolverão atividades relacionadas à manutenção de prédios e equipamentos públicos, limpeza, capina e roçagem, consertos diversos em praças e canteiros, limpeza, varrição de ruas, limpeza e remoção de entulho, conserto de calçadas e passeios públicos dentre outras atividades.

“Sempre acreditei que o melhor projeto social é aquele que gera oportunidades de desenvolvimento  e emprego. Aliar geração de emprego com qualificação profissional é ato digno de grandes administradores e neste ponto o prefeito Kiko está de parabéns. Ainda que hajam críticas em contrário, este governo está ajudando dentre de suas possibilidades à pessoas, pais e mães de família que atualmente se encontram sem nenhuma oportunidade”, concluiu Amaury Dias.

Abaixo a íntegra do projeto aprovado

Silvino Castro consegue R$ 2 milhões para Kiko investir em asfalto na Quarta Divisão

O vereador Silvino Castro (PRB), conseguiu junto ao ex-deputado Federal Otoniel Lima (PRB) R$ 1.976.000,00 para serem investidos em serviços de asfaltamento e urbanização no bairro da Quarta Divisão.

A confirmação dos recursos aconteceu em reunião entre o vereador Silvino e o Secretário de Obras Taka Yamauchi nesta terça-feira (16).

“Esse recursos foram obtidos através de emenda parlamentar do deputado Otoniel Lima. O deputado também foi o responsável pelos recursos do novo Portal da cidade. Espero desta forma estar contribuindo com a população da Quarta Divisão e também com o governo Kiko Teixeira que já fez muito e fará muito mais pela nossa cidade. Em uma cidade onde os recursos públicos são escassos, me sinto gratificado em poder colaborar com Ribeirão Pires”, ressaltou Silvino Castro.

Na Quarta Divisão serão pavimentadas as ruas: Constantinopla, Elba, Atlântida e Tigre todas localizadas na Vila Bonita.

Sucessão de 2020 aquece os bastidores da política em Ribeirão Pires

O ciclo se repete a cada quatro anos. Sempre que findado um processo de eleições presidenciais e estaduais, o foco dos bastidores da política se voltam, – quase que automaticamente -, para a sucessão municipal.

Em Ribeirão Pires, grupos políticos e pré-candidatos encomendam pesquisas eleitorais para obter o raio-x do momento e as tendências do eleitorado local.

O repórter ABC obteve algumas informações sobre os levantamentos e conversou com lideranças políticas que afirmam que o tabuleiro eleitoral já está se formatando, mas ainda é cedo para afirmações. Os números não serão divulgados uma vez que não temos o número de registro dos levantamentos.

Entre os nomes especulados – e com maior destaque está o atual prefeito da Estância, Kiko Teixeira (PSB) que deverá pleitear a sua reeleição. Também obtiveram destaque o ex-prefeito Clóvis Volpi (PR), Amigão Dorto (PTC) e o atual vice-prefeito Gabriel Roncon.

Dado relevante na pesquisa, é o quase empate técnico entre Volpi e Kiko. Volpi que já governou a cidade por duas ocasiões ainda não confirmou em definitivo a sua candidatura em Ribeirão Pires. Há expectativa de que o mesmo poderá concorrer ao Paço de Mauá onde no pleito de 2016 obteve 37.065 (20,23%) quase passando para o segundo turno eleitoral.

O atual prefeito Kiko Teixeira, que vem desde o principio de seu mandato organizando a administração pública e, saldando compromissos financeiros e regularizando obras paralisadas vem desde o início dessa segunda metade de seu governo prefeitando e realizando serviços públicos, inaugurando equipamentos públicos e mantendo maior contato com a população.

Um analista político respeitado na cidade cravou a seguinte análise sobre Kiko:

“O Kiko não é o Saulo! O Kiko está fazendo a máquina pública retornar a sua normalidade e já está licitando obras que são questionadas pela população. Ainda este ano serão iniciados o asfaltamento muitas ruas, a saúde está visivelmente melhorada. Creio que a medida que se aproxima as eleições o Kiko deve crescer ainda mais e possivelmente se isolar na preferência popular”, disse o analista.

Outro nome que se destaca, colado a Kiko e Volpi é o vereador Amigão D’orto que por estar estreando na política tem baixa rejeição e vem sendo o mais duro opositor ao governo municipal.

No parlamento, o edil vem se destacando pela combatividade e vigor apresentando a bandeira da ética e da renovação na política municipal. Nas atividades de rua, o vereador Amigão D’orto busca a formação de um grupo político.

Nomes de possíveis candidatos como o ex-vereador Renato Foresto (PT) – que já se declarou disposto a disputar vaga na Câmara e o vereador Rubão Fernandes (PSD) foram pouco lembrados.

Porém, vale salientar que um levantamento, além da avaliação direta sobre os possíveis nomes, outros dados são preciosos a exemplo da faixa etária, nível cultural, expectativas da população e outros pontos são determinantes para o bom planejamento e análise de viabilidade eleitoral.

Kiko vai à Brasilia debater programas habitacionais do Governo Federal

O prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB), esteve nesta terça-feira (9), na capital Federal, Brasília, onde em companhia do presidente da Junta Comercial do Estado de São Paulo (JUCESP), Walter Ihoshi conversou com o secretário Nacional de Habitação, Celso Matsuda, no Ministério do Desenvolvimento Regional.

“Seguimos trabalhando e buscando parcerias para viabilizar projetos importantes para Ribeirão Pires, sempre priorizando o bem-estar de nossa gente. Agradecemos ao secretário Matsuda pela recepção e ao amigo Walter pelo apoio a Ribeirão Pires”, disse Kiko Teixeira.

Akira desagrada grupo político de Kiko ao participar de encontro com Amigão D’orto

vereador Akira é visto com desconfiança entre políticos e lideranças ligadas a Kiko Teixeira

As constantes agendas entre o vereador de Rio Grande da Serra, Akira Auriani (PSB) e o vereador de Ribeirão Pires, Amigão D’Orto (PTC) tem desagradado o grupo político do prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB).

Akira, que já declarou sua pré-candidatura a prefeito de Rio Grande em 2020, divulga aos quatro cantos sua aliança política com Kiko, visando angariar seus votos na cidade, porém, suas constantes atividades em parceria com Amigão, que é pré-candidato a prefeito em Ribeirão Pires contra Kiko, tem levantado suspeitas entre o grupo do prefeito.

Há quem diga que Akira está com os pés em duas canoas, ao dar publicidade ao principal opositor de Kiko.

Uma reunião entre Akira, Amigão D’orto e o vereador da capital, Caio Miranda na última sexta-feira (5) reforçou desconfianças anteriores abalou ainda mais a credibilidade do grupo político de Kiko no vereador Akira.

Ribeirão Pires investe na Segurança Pública e mantém queda dos índices de criminalidade

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de Paulo indicam queda nos índices criminais de furto e roubo – geral e de veículos, no primeiro bimestre de 2019, no comparativo com os dois primeiros meses de 2016. No período, houve redução de 44,18% nos registros de roubo de veículos; de 10,52% no índice de furto de veículos; e de 39,71% em casos de furto geral.

Ribeirão Pires foi o único município na região do Grande ABC que registrou queda de 100% nos registros de homicídio, no primeiro bimestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Não foram registrados casos de homicídio nesses dois primeiros meses de 2019.

Novos equipamentos – No mês de aniversário da Estância – celebrado no dia 19 de março – a Prefeitura promoveu a entrega de diversas melhorias no setor de segurança pública.

Na última quarta-feira, dia 27, foi entregue a nova Central de Videomonitoramento, instalada na sede da Secretaria de Segurança Urbana, localizada na Avenida Kaethe Richers – Portal de entrada da cidade.

O local conta, agora, com a integração das forças policiais no acompanhamento das imagens. A Central terá o trabalho integrado da Guarda Civil Municipal, das polícias Civil e Militar, além de efetivo da Secretaria de Transportes e Trânsito do município.

No início do mês de março, a Guarda Civil Municipal recebeu dois novos veículos, modelo Hilux, equipados para uso da ROMU, unidade de policiamento de choque da corporação. A Prefeitura investiu R$ 470 mil para a aquisição e adaptações das novas viaturas.

Além de novos equipamentos, Ribeirão Pires ganhou nova Base da Guarda Civil Municipal – 24 horas, no calçadão entre o Terminal Rodoviário, Estação da CPTM e Atende Fácil.

“Sabemos que a segurança é uma preocupação de toda a comunidade e temos capacitado, estruturado e investido no setor para melhorar a qualidade do serviço, além de promover integrações com as GCMs e polícias de toda a região, aumentando a segurança e diminuindo os índices de criminalidade”, afirma o secretário de Segurança Urbana do município, coronel José Luis Martins Navarro.

“Estou com nojo! Se eu te ver na calçada eu mudo pra outra”, diz Rubão se referindo a Kiko

Uma grande celeuma foi plantada pelo vereador Rubão Fernandes (PSD), durante a sessão ordinária da Câmara de vereadores de Ribeirão Pires ocorrida nesta quinta-feira (28). Na questão, o parlamentar no uso da Tribuna queixou de não ter sido dado a palavra ao mesmo durante a inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF) do Jardim Valentina no último sábado (23).

“Eu apoiei ele (Kiko) sim… se fosse eu que estivesse dando nome para a UBS de Quarta Divisão, hoje o prefeito iria anular… Eu não apoio coisa errada… Foi uma briga pra passar o nome do meu pai… Eu não poderia estar colocando o nome do meu pai… Mas o que eu fico chateado é a falta de respeito do prefeito com a população… è falta de respeito o filho não poder falar da história…

Mais adiante, Rubão Fernandes adubou, “Nas redes sociais tem gente dos Estados Unidos, da Itália do Paraguai disseram: um prefeito disseram que é um absurdo um prefeito desses não deixar você falar…”

“Falta de respeito, falta de caráter… A placa que está lá, podem ver que a placa não é de aço… Uma palhaçada, com todo respeito porque a UBS que ficou muito bom… A obra foi pedida na gestão passada… foi inaugurada porque saiu a verba agora… Prefeito tô indignado com a sua pessoa, te apoie a partir de agora é você lá e eu aqui, se eu estiver andando eu vou mudar de calçada… Eu tô com nojo… Ele não queria vir pra Ribeirão mas o culpado é eu…”

Meândrico, assim como reconheceu o vereador Rubão Fernandes, o mesmo não poderia ter apresentado o projeto de Lei indicando a atual denominação do equipamento público. O ato político assinado pelo ex-prefeito Saulo Benevides, a depender da interpretação legal pode ser enquadrado como ilegal e imoral com possível consequência de anulação da legislação e passível de outras medidas.

Segue abaixo a íntegra do pronunciamento extraído do canal da Câmara Municipal no Youtube e após a íntegra da Lei que nomeia a USF do Jardim Valentina de autoria do parlamentar.

Kiko Teixeira participa de cerimônia de formatura de vigilantes patrimoniais

O prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB), acompanhado por seu vice, Gabriel Roncon (PTB), da primeira Dama Flávia Doto e de secretários de governo participou na manhã desta sexta-feira (15) da cerimônia de formatura dos novos Vigilantes Patrimoniais da cidade. Os novos profissionais aprovados em concurso público participaram de curso de preparação para exercer as atividades de fiscalização e segurança de espaços públicos de Ribeirão Pires.

“Desde 2017, trabalhamos para fortalecer as ações da Secretaria de Segurança, por meio da valorização de nossos Guardas Civis Municipais e da modernização do setor. Somente nesse mês, entregamos novas viaturas à ROMU e nova base 24h da GCM na área central do comércio, ao lado do Terminal Rodoviário, da Estação de Trem e do Posto Atende Fácil. Esses investimentos e as ações integradas entre GCM e forças policiais do Estado estão garantindo a queda dos índices de criminalidade. Seguimos trabalhando por uma cidade mais segura para nossa gente”, disse o prefeito.

Pouco antes, Kiko participou de aula inaugural dos cursos de qualificação gratuitos do Fundo Social de Ribeirão Pires.

“Com grande alegria, recebemos moradores da cidade que estão em busca de conhecimento e novas oportunidades profissionais. Por meio do Fundo Social, foram abertas novas turmas em padaria artesanal; corte e costura – inicial e avançado; manicure e pedicure; informática; e construção civil – pedreiro e assentador de piso e azulejo. Mais de mil moradores se formaram nos cursos profissionalizantes de nossa cidade nos últimos dois anos. Seguimos trabalhando, com o apoio de parceiros, para melhorar a vida das pessoas, transformando desafios em novas chances de crescimento. A edificação dos seres humanos é, sem dúvida, o maior legado que podemos deixar a Ribeirão Pires. Damos as boas-vindas aos alunos e parabenizamos todos os monitores e profissionais do Fundo Social, em especial a minha esposa Flávia, pelo belíssimo trabalho”.

Prefeito Kiko pede a Doria recurso para ações de emergência em Ribeirão Pires

Câmara de ribeirão Pires já autorizou nesta quinta-feira (14) o reajuste no auxílio moradia de R$ 400 para R$ 800

O prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko (PSB), e prefeitos das cidades do Grande ABC e da capital paulista se reuniram na manhã dessa quarta-feira, dia 13, com o governador João Dória para solicitar recursos ao Estado. Durante o encontro, no Palácio dos Bandeirantes, as Prefeituras, por meio do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, apresentaram demandas emergenciais relacionadas ao forte temporal que atingiu a região entre o final deste domingo e essa segunda-feira, dias 10 e 11.

Ribeirão Pires solicitou verba para a construção de muros para a contenção de encostas, obras de drenagem e para equipar profissionais da Defesa Civil Municipal. A cidade pleiteou, ainda, o aumento do auxílio moradia, que é de R$ 400. A Prefeitura enviará à Câmara Municipal projeto de lei para dobrar o valor do programa na cidade.

“A reunião dessa manhã foi produtiva e recebemos o apoio do governador Dória nas ações emergenciais. Nossas cidades, especialmente Ribeirão Pires, onde foi registrado o maior índice pluviométrico, ainda estão se recuperando do impacto da forte chuva. Priorizamos nesse momento a segurança e o bem-estar dos moradores. Os recursos solicitados serão destinados à intervenções necessárias à prevenção de novas ocorrências e ao suporte emergencial das pessoas mais afetadas”, avaliou o prefeito Kiko.

O governador João Dória anunciou após a reunião com os prefeitos a liberação de recursos para a construção do Piscinão do Jaboticabal; para a construção de muros de arrimo; para a construção de galeria no córrego da Mooca; para o desassoreamento de córregos; além da liberação de R$ 20 milhões para o atendimento aos municípios via FUMEFI – Fundo Metropolitano de Financiamento e Investimentos; e de microcrédito, via Banco do Povo, para pequenos comerciantes que sofreram prejuízos em seus estabelecimentos durante as chuvas do início da semana.

Participaram da reunião equipe técnica do Governo do Estado, entre os quais o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido; o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy; e o secretário-chefe da Casa Civil Militar e Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel PM Niakas.

Reunião entre o governador, prefeitos e o Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, será realizada nessa semana para a solicitação de apoio do Governo Federal nas ações.

RIBEIRÃO PIRES TRABALHA NO SUPORTE ÀS FAMÍLIAS E NA LIMPEZA DE VIAS
Entre o final da noite de domingo, dia 10, e essa segunda-feira, dia 11, Ribeirão Pires registrou, em poucas horas, 172 mm de chuva – o maior índice do Estado. O alto volume de água provocou 92 ocorrências em diferentes regiões do município, a mais grave, com vítimas, no bairro São Caetaninho.

Desde a noite do domingo, equipes da Defesa Civil Municipal, Guarda Civil Municipal, assistência social, infraestrutura, trânsito, fiscalização, além do Fundo Social da cidade, estão mobilizadas no atendimento das ocorrências e no apoio às famílias removidas de residências em áreas de risco.

O prefeito de Ribeirão Pires, Kiko, anunciou na manhã dessa quarta-feira que, independente do apoio do Estado, o município enviará ao legislativo Projeto de Lei para ampliar de R$ 400 para R$ 800 o valor do auxílio moradia pago aos moradores dos imóveis interditados.

Após a reunião com o governador João Dória, o chefe do Executivo ribeirão-pirense também comentou as ações solidárias no município, com a participação de moradores e empresas. A CBC, por exemplo, realizará doação de eletrodomésticos – fogão e geladeiras – aos moradores das casas interditadas no bairro São Caetaninho.

Equipes da Secretaria de Serviços Urbanos, com o apoio de Transportes e Trânsito, atuam, desde a madrugada de segunda-feira, em ações de desobstrução e limpeza de vias. Todas os pontos que tiveram trânsito parcialmente ou todo interrompido por queda de árvores ou deslizamento de terra, entre os quais a Avenida Humberto de Campos – na divisa com Mauá – já estão liberadas.

INTERDIÇÕES E SUPORTE:
Bairro São Caetaninho (onde houve deslizamento de terra com vítimas) – Nove imóveis – 22 pessoas. Famílias estão sendo cadastradas no programa de auxílio moradia e optaram por permanecer em casas no bairro.

Jardim Mirante – Quatro imóveis interditados – 15 pessoas. Famílias estão sendo cadastradas no programa de auxílio moradia e abrigadas em casa de amigos ou familiares.

Todas as famílias removidas de suas residências estão recebendo o suporte da Prefeitura e do Fundo Social de Ribeirão Pires – alimentação, kits de higiene, entre outros itens.

Na Avenida Rotary, seis imóveis foram interditados – as famílias foram encaminhadas a casas de familiares e conhecidos por medida de precaução enquanto persistir a chuva.

ÁREAS DE RISCO:
Em Ribeirão Pires, há 21 regiões com pontos classificados como áreas de risco 3 e 4 – que possuem, por suas características geológicas, alto potencial de deslizamento de terra. Entre as regiões que possuem pontos como esses está a Vila Nice, área em que está situada a Rua Alexandrina da Silva Aguiar (onde foi registrado o deslizamento com vítimas).

SERVIÇOS MUNICIPAIS:
Desde o início dessa semana, todos os serviços de saúde da rede municipal estão funcionando normalmente. O transporte público também opera sem alterações.

Apenas na rede municipal de ensino, por questões de segurança, as aulas foram suspensas em duas unidades: Escola Municipal Cícera Benevides dos Santos Silva, no Barro Branco, e E.M. Kátia Regina Carvalho Ribeiro, no Jardim Caçula. A previsão é que nessas duas unidades as aulas sejam retomadas na próxima semana.

DESLIZAMENTO COM VÍTIMAS EM RIBEIRÃO PIRES:
Após o forte temporal do início da semana, o caso mais grave foi registrado no bairro São Caetaninho, na Rua Alexandrina da Silva Aguiar. Deslizamento de terra atingiu imóvel em que estavam seis pessoas.

O caso ocorreu por volta da meia-noite de segunda-feira, dia 11. Seis pessoas estavam na casa atingida. Duas pessoas sobreviveram e foram encaminhadas ao Hospital Nardini, em Mauá (uma mulher de 52 anos e uma menina de 9). Quatro vítimas fatais da ocorrência foram localizadas e retiradas do local entre a madrugada e a manhã de segunda (três homens de 22, 32 e 33 anos; e uma mulher de 35 anos).

A ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil Municipal, com suporte e acompanhamento da Defesa Civil do Estado e do Instituto de Geologia do Estado de São Paulo.

O imóvel atingido pelo deslizamento era uma construção irregular. Em 2017, a Prefeitura realizou notificação à famílias que residiam em casas situadas em um dos lados da Rua Alexandrina da Silva Aguiar. Nessa ação, o imóvel atingido nessa madrugada não existia – sua construção foi posterior.

Vereador Silvino Castro leva Kiko para reunião com Secretário de Esportes do Estado

 

O vereador Silvino Castro (PRB) acompanhado pelo prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB) e o secretário de Esportes Eduardo Yuquio, participou de audiência com o Secretário de Esportes do Governo do Estado, Aildo Rodrigues na manhã desta terça-feira (12).

Silvino que mantém relações com o secretário Aildo Rodrigues muito antes de seu ingresso na política, foi o articulador do encontro onde na oportunidade o prefeito Kiko reforçou solicitação feita àquela secretaria que estava represada desde o início de 2017.

“A reunião que aconteceu na sede da Secretaria na capital de São Paulo foi muito proveitosa. O Secretário se mostrou cordial e prestativo em atendimento as solicitações e a nossa expectativa é que logo a cidade poderá ter novidades para a pasta já no próximo mês”, disse o vereador Silvino Castro.

Segundo informou o vereador, os pedidos são referentes a kit´s de material esportivos diversos”.

O vereador disse ainda que através os diversos atendimentos a munícipes solicitando melhorias para a cidade, já está contatando a bancada dos seis deputados estaduais do PRB para reivindicar emendas e que também em breve estará indo a Brasília conversar com deputados Federais de seu partido para cobrar recursos e projetos para Ribeirão Pires.

Ao final da manhã o vereador ribeirãopirense, acompanhando o prefeito Kiko, acompanhou reunião no Consórcio do Grande ABC onde na oportunidade foram recebidos pelo seu presidente Paulo Serra. A reunião foi para promover o diálogo e conferir os trabalhos e os planos de gestão da entidade para 2019.

Silvino Castro é o vereador que mais trouxe recursos para Ribeirão Pires

O vereador Silvino de Castro (PRB), em entrevista ao Repórter ABC falou sobre a sua experiência a frente da liderança do governo Kiko Teixeira (PSB) na Câmara de Ribeirão Pires.

Segundo informou Silvino, através de emendas parlamentares a qual solicitou a deputados estaduais e Federais de seu partido, Ribeirão Pires recebeu R$ 7.445 milhões para as mais diversas obras a exemplo do Portal Turístico, reformas na avenida Kaethe Richers, ruas de Ouro Fino Paulista, ruas Estância das Rosas, Campinas, Vila Caiçara e Gino Berteli e rua Ernesto Molon no Bosque Santana. Segundo ainda o vereador foram viabilizadas através de seu mandato ações de cunho social como Projeto de Lei nº 024/2013 que beneficiam gestantes com implantação de medidas para a informação de seus direitos, aquisição de itens esportivos, medalhas para premiação, uniformes, 50 peças para tatame e 4 conjuntos para academias ao ar livre.

Outro ponto destacado pelo parlamentar foi o Projeto 033/2014 que determina a proibição de bolsões de estacionamento na Estância. É também de autoria do vereador silvino de Castro os Projetos de Lei que visa melhorar a segurança dos caixas eletrônicos, instituição do dia da Reciclagem de Eletrônicos com o objetivo consciente do descarte de materiais e o Projeto de Prevenção ao Suicídio na cidade.

Confira abaixo a entrevista com o vereador Silvino de Castro

Repórter ABC – Como foi a sua ida para a liderança do governo do prefeito Kiko Teixeira na Câmara de Vereadores?

Silvino de Castro – Recebi o convite do prefeito Kiko da maneira mais inesperada e surpreendente. Estávamos no evento de lançamento das obras na Unidade Básica de Saúde no Parque Aliança e o prefeito fez o convite em público me pegando totalmente de surpresa.

Repórter ABC – Porque por você acha que ele te fez esse convite?

Silvino de Castro – Difícil responder, mas acredito que ele tenha confiado em mim. Talvez em função da minha postura durante questões que estavam sendo levantadas ao início de seu governo de que ele seria afastado. O que posso te afirmar é que muito pouco sabia dele, mas diante toda a polêmica que estava sendo criada eu me mantive na neutralidade e na tribuna da Câmara eu tentava pacificar pedindo calma a população e pedindo para que o Kiko tinha sido eleito prefeito em eleições normais e que atacar o governo não seria bom para a cidade e para a população. Fui eleito vereador apoiando outro candidato mas eu não poderia desejar ou apoiar situação que prejudicasse a cidade. Passei a ir ao Paço e conversar com secretários e com o prefeito. Assumi meu papel de vereador, acho que foi isso.

Repórter ABC – Passada toda essa turbulência, como você avalia o Governo Kiko?

Silvino de Castro – Penso que valeu a pena lutar pela pacificação! Quando este governo assumiu, encontrou muitas dificuldades com contas atrasadas, fornecedores se negando a fornecer, a cidade sem crédito e sem certidões para celebrar convênios. Vejo que já houve avanços e a cidade já está voltando a investir. Ruas já estão sendo pavimentadas, fornecedores já estão recebendo, obras paradas já foram concluídas ou estão em andamento. Sei que falta muito a ser feito, ainda mais com a recente posse dos governos Federal e Estadual que ainda estão imprimindo o seu ritmo administrativo, mas creio que logo vamos, pouco a pouco colocando as coisas em sua devida ordem. Sobre a avaliação que faço sobre o governo é positiva diante todas as dificuldades que foram apresentadas.

Repórter ABC – Mas e as obras paralisadas na cidade?

Silvino de Castro – Esse é mais um desafio que o prefeito deve enfrentar! A burocracia é um grande mal necessário, mas tudo está sendo encaminhado na velocidade possível. Sei que existem quadras esportivas, asfalto a ser feito. Mas é como estou falando, existe uma burocracia e também os governos das outras duas esferas que estão moldando o seu estilo administrativo, a mim como vereador cabe ajudar. O meu partido, o PRB cresceu nos planos estadual e Federal e estou dentro de minhas possibilidades fazendo gestão para ajudar a cidade que hoje já está melhor do que quando foi encontrada por este governo. Entendo as queixas da população mas temos ainda dois anos para governar e emplacar uma boa administração.

Repórter ABC – Vereador, você é o parlamentar que mais trouxe recursos financeiros para Ribeirão Pires, como explicar o feito?

Silvino de Castro – Não existe segredo algum, o que posso dizer é que tenho muito carinho por Ribeirão Pires. Tenho o meu gabinete aberto para a população e oriento a minha assessoria a colher os que nos procuram a ouvir as demandas. Feito isso, procuro as lideranças do meu partido e peço o que é necessário. Meu mandato já conseguiu muita coisa. Conseguimos emendas para asfalto em Ouro Fino, avenida Kaeth Richers, Bosque Santana. Eu não tenho medo de estender o chapéu para os deputados do PRB. Esse é o meu papel! Até setembro de 2018 foram feitos em meu gabinete 3.420 atendimento a munícipes, e foram emitidos 2.115 Ofícios, 1.372 Indicações e 1.135 Requerimentos.

Repórter ABC – Você deixou recentemente a liderança do Governo, como você avalia a sua experiencia?

Silvino de Castro – Não foi nada fácil o exercício de ser Líder do Governo, são muitas as cobranças tanto por parte da população como também dos meus colegas vereadores. Mas acho que valeu muito apena. Ajudamos a a provar importantes Projetos para a cidade. Foram 19 meses de dedicação com total independência. Nunca foi segredo para ninguém que fui eleito majoritariamente pelo seguimento evangélico. Meu voto com o governo sempre foi voto consciente mas eu já votei contra algumas medidas a exemplo o Projeto que pretendia autorizar a venda de bebidas alcoólicas nos postos de gasolina. Votei contra e votarei contra quantas vezes fosse necessário porque tenho princípios.

Repórter ABC – Você foi eleito para exercer o cargo de 1º secretário da Câmara, como pretende atuar no cargo e o que você espera do novo líder Amaury Dias?

Silvino de Castro – Vou continuar o meu trabalho de maneira simples como sempre fiz. Ao lado dos outros integrantes da Mesa Diretora da Câmara, vamos pautar sempre debatendo com os demais vereadores. A mim pouco importa a posição do colega. Lá dentro somos todos vereadores e temos a responsabilidade de administrar a Casa de Leis com independência e respeito ao executivo. Vou continuar meu papel mediador respeitando sempre aquilo o que for decidido pela maioria e assim espero que seja a tônica dentro daquela Casa Legislativo. Sobre o vereador Amaury Dias, quero dizer que tenho imenso respeito por ele. Já tive alguns embates com o mesmo e quero desejar muita sorte a ele porque sei que competência e preparo ele já possui.

Amaury Dias é escolhido o novo líder do governo Kiko

O nome do vereador Amaury Dias (PV),foi confirmado ao final da manhã desta terça-feira (29), como o novo líder do governo Kiko Teixeira (PSB). O anuncio foi feito em reunião que contou coma presença do prefeito e vereadores no Paço Municipal.

Com a eleição da nova mesa diretora da Casa de Leis, Silvino de Castro (PRB), que vinha ocupando a posição de líder foi eleito como 1º Secretário abrindo vacância na liderança.

O nome do vereador Amaury vinha sendo sondado pelo Governo Municipal desde o mês de março de 2017, conforme noticiou o Repórter ABC (ver matéria aqui), mas o parlamentar resistia em aceitar o caso que foi agora confirmado.

Entenda o papel do líder

A atividade exercida por um vereador na função de líder é parte essencial do processo legislativo. Além de nortear a discussão e a votação de propostas, os líderes acumulam uma série de atribuições importantes, principalmente ligadas à articulação política e ao trabalho de unificação do discurso partidário e da base política.

Durante as votações, cabe ao líder expressar a opinião de quem ele representa: o partido, o bloco parlamentar, o governo ou a oposição. Ele também participa do colégio de líderes – órgão que, entre outras atribuições, define a pauta de votações do plenário. O colegiado é formado pelos líderes da Maioria, da Minoria, dos partidos, dos blocos e do governo.

No plenário, cabe ao líder orientar a bancada quanto ao voto; falar por sua bancada no período destinado às comunicações das lideranças; e inscrever integrantes da bancada no horário destinado às comunicações parlamentares. O líder pode solicitar: a votação em bloco de destaques; a dispensa da discussão de matérias que tenham parecer favorável de todas as comissões; o adiamento da discussão e da votação de um projeto. Também é função do líder registrar candidatos para concorrer a cargos da Mesa Diretora.

Comissões

Nas comissões, o líder têm a prerrogativa de encaminhar as votações e pedir a verificação do quorum para validar uma determinada votação, mesmo que não seja integrante da comissão. Também compete aos líder indicar os parlamentares para compor as comissões e, a qualquer tempo, substituí-los. São eles, ainda, que indicam os candidatos a presidente das comissões a que tem direito seu partido/bloco. Os líderes também podem solicitar a criação de uma comissão especial para analisar uma proposta mais complexa.

Kiko Teixeira conquista recursos para Parque Linear em Ribeirão Pires

O prefeito da Estância Turística de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko, assinou nesta sexta-feira, dia 14, junto ao secretário de Turismo do Estado, Junior Aprillanti, convênio para a liberação de R$ 1,8 milhão que será destinado à implantação do Parque Linear Ribeirão Pires. Somando as parcerias celebradas entre Estado, via DADETUR, e Município, Ribeirão Pires já garantiu R$ 11,8 milhões para obras voltadas ao estímulo do turismo.

O Parque Linear compreende a reestruturação e revitalização do entorno do Ribeirão Grande, situado na Avenida Prefeito Valdírio Prisco – do trecho que vai do Completo Ayrton Senna até a altura do Jardim Panorama. Após a assinatura do convênio nessa tarde, a Prefeitura iniciará a etapa de licitação da obra do Parque.

“Com o apoio do Estado, estamos realizando obras estruturais que garantem condições adequadas para o receptivo de visitantes e que também se tornam novos atrativos turísticos. Temos em andamento a implantação do Boulevard Gastronômico e a construção do novo Parque Oriental. Esses projetos estarão integrados ao Templo Luz do Oriente, um novo roteiro de turismo para nossa Estância”, explicou o prefeito Kiko.

“Essas intervenções, inclusive a implantação do Parque Linear, somente são possíveis graças ao trabalho de gestão financeira responsável e da regularização de convênios junto ao DADETUR. As obras e outros projetos em andamento têm por objetivo fortalecer o setor, gerando novas oportunidades de emprego e estimulando o desenvolvimento econômico local”, avaliou o chefe do Executivo.

Boulevard Gastronômico

Em abril desse ano, a Prefeitura assinou convênio de R$ 3 milhões junto ao DADETUR para a implantação da segunda fase do Boulevard Gastronômico, que compreende a revitalização e intervenções na Rua Leonardo Meca e Avenida Fortuna, bem como o calçamento de vias do Centro, complementando as ações que estão sendo executadas na primeira fase do projeto – revitalização das ruas Felipe Sabbag e Stella Bruna Nardelli.

A primeira etapa do Boulevard teve convênio celebrado em 2017, com repasse de R$ 2,8 milhões. Modificações no calçamento e paisagismo fazem parte das intervenções que estão sendo promovidas em toda essa área, entre outros pontos como a Rua Domingos Mejias Morgado, o Paço Municipal e o Jardim Japonês.

Parque Oriental

Em abril de 2018, a Prefeitura também assinou convênio com o Governo do Estado para o repasse de R$ 4,2 milhões ao município, por meio do DADETUR, para a construção do novo Parque Oriental, onde antes estava situado o Parque Municipal Milton Marinho – antigo camping. As obras no local estão em andamento.

Para garantir os recursos ao Parque Oriental, a Prefeitura iniciou em 2017 intenso trabalho de regularização da situação do município. Em razão de série de irregularidades cometidas pelos gestores anteriores em convênios do turismo junto ao Estado, a cidade ficou impedida de celebrar novas parcerias.

Análises de documentações referentes aos convênios e contratos firmados em anos anteriores a 2017 pela Prefeitura foram realizadas. Neste processo, erros foram identificados, como a falta de licenças junto aos órgãos competentes para a construção do Teleférico, além de falhas relacionadas ao convênio do Parque Temático. A essas irregularidades o Estado atribuiu o impedimento de novos repasses de verbas via DADETUR a Ribeirão Pires.

Depois de identificados os problemas, a Prefeitura iniciou trabalho para a regularização da situação, que incluiu a devolução de R$ 416 mil ao Estado – dinheiro repassado por meio de convênio celebrado com o DADETUR em 2014 e que os antigos gestores usaram para comprar parte dos equipamentos do Teleférico – que nunca foram entregues pela empresa ao município.

O trabalho de regularização, somado às ações de responsabilidade fiscal e saneamento de dívidas herdadas (com a consequente recuperação das certidões necessárias à celebração de convênios com o Estado), garantiu ao município a celebração de convênios em 2017 e 2018.

Situado às margens da Represa Billings, na Estância Noblesse, o Parque Oriental, que atualmente não está em funcionamento, tem área de 100 mil m². Deste ponto sairão os passeios de barco (trimarã) até o Templo Luz do Oriente, onde está situada a Torre de Miroku. O Parque Oriental estará ligado, ainda, ao Boulevard Gastronômico – na região Central da cidade.

Rubão perdeu a presidência para ele mesmo

Cabe um análise mais abrangente e menos apaixonada sobre a eleição que culminou com Rato Teixeira (PTB) como futuro presidente da Câmara de Ribeirão Pires a partir de 1º de janeiro de 2019.

É preciso que se rememore que Rubão (PSD) eleito em janeiro de 2017 recebeu total apoio do prefeito Kiko Teixeira. Na oportunidade do pleito, o vereador Paixão (PPS) era tido como o favorito, mas numa virada de mesa momentos antes do escrutínio, Rubão Fernandes (que foi eleito vereador em 2016 em chapa de apoio a Kiko Teixeira – PSB), manobrou e reverteu o “score” e angariou a seu favor 16 votos e tendo apenas o voto contrário de Silvino Castro (PRB). Na oportunidade, Silvino alegava estar pronto para votar no nome do vereador Paixão, mas absteve-se em votar em Rubão.

Rubão fez uma gestão à frente da Casa de Leis muito questionada pelos demais parlamentares que o acusam de centralizador por não dividir responsabilidades quanto ao andamento de ações desenvolvidas na Câmara. Outro ponto também questionado, é o fato do atual presidente “não ter realizado processo licitatório para contratação de serviços e reformas optando por carta convite que é quando se indica empresas que forneceram serviços e equipamentos. Não que seja ação ilegal, mas que o seu discurso de transparência não condizia com as suas práticas”.

Posto esses fatos ocorridos, fica justificada a rejeição a reeleição de Rubão que além ser acusado por falta de democracia interna e falta de transparência cometeu ainda algumas trapalhadas, a exemplo das contas dos ex-prefeitos, Clóvis Volpi e Saulo Benevides.

Há aproximadamente uma semana que antecedeu a eleição de Rato Teixeira como próximo presidente da Câmara Municipal, as negociações e articulações se intensificaram. O segundo colocado nas eleições de 2016 para prefeito, Dedé da Folha, presidente municipal do PPS entrou no páreo e declarou apoio a Rubão com o acordo de ter maior espaço na administrativo na Casa de Leis. Comenta-se que Dedé indicaria o nome do futuro Secretário Geral.

Dedé da Folha horas antes do início previsto para a sessão postou um comunicado, como segue abaixo:

Já com o início da sessão, o clima era de guerra e intensos debates. O vereador Amigão D’orto chegou a apresentar o seu nome como alternativa, o que foi inviabilizado diante a falta de apoio. Ao final o resultado foi de 12 votos para Rato Teixeira, quatro para Rubão e um voto para Amigão D’orto. O nome do vereador Edson Banha (PPS) foi suscitado como um nome capaz de apaziguar e unir a Câmara através de um único nome, mas Rubão Fernandes resistiu em retirar o seu nome.

Nas conversas de bastidores, muitos vereadores argumentavam que Rubão Fernandes foi derrotado por ele mesmo, uma vez que o mesmo foi eleito vereador em 2016 e foi alçado como presidente da Câmara como governista e que as suas atitudes no comando do parlamento municipal foram desrespeitosas para com os demais vereadores. Por outro lado, diversos analistas políticos da Estância afirmavam que a eleição de candidato apoiado pelo Paço já era esperada, pois jamais o executivo deixou de eleger presidentes ao qual declarou apoio.

A opinião dos vereadores que andava rachada com relação à sucessão, não conseguiu viabilizar outro nome. Os vereadores então optaram for rejeitar um modelo administrativo em curso.

Kiko Teixeira inicia a construção do Parque Oriental em Ribeirão Pires

Na manhã de domingo, dia 30/09/18, o prefeito da Estância Turística de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko, lançou oficialmente as obras de construção do Parque Oriental da cidade, onde antes funcionava o “camping” municipal.

O evento contou com a presença do Cônsul-Geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, que cumpriu agenda na cidade em comemoração aos 110 anos da imigração japonesa ao Brasil.

O Parque Oriental integrará novo roteiro turístico da cidade – ligado ao Boulevard Gastronômico na região central e ao Templo Luz do Oriente, onde está situada a Torre de Miroku.

Durante o lançamento da pedra fundamental da obra, Kiko relembrou a trajetória percorrida pela Administração até chegar ao início da construção do Parque.

“Depois de superadas diversas barreiras em 2017, iniciamos esse ano com série de obras e investimentos em todos os setores. Sabemos da preocupação dos moradores sobre a situação do antigo Camping e do desejo de que essa belíssima área de lazer seja reaberta ao público. Estamos trabalhando para garantir que isso seja feito o mais brevemente possível e entregar um novo Parque, muito mais bonito e acolhedor para os visitantes”, declarou o prefeito Kiko.

“Estou muito feliz de testemunhar o início da obra do Parque Oriental, evento que ganha ainda mais importância nos 110 anos da imigração japonesa ao Brasil”, disse o Cônsul-Geral do Japão em São Paulo, ressaltando a importância do turismo para o desenvolvimento da atividade econômica. “Ribeirão Pires está perto de São Paulo, cidade com mais de 12 milhões de habitantes. Esperamos que com os atrativos, Ribeirão Pires reative esse setor.

Situado às margens da Represa Billings, na Estância Noblesse, o Parque, que atualmente não se encontra em funcionamento, tem área de 100 mil m².

O espaço contará com Centro de Convenções, área gastronômica e Centro de Informações, além de áreas para a prática de atividades físicas e de lazer, bem como de contemplação.

Com as obras estruturais e paisagismo, o Parque passará a contar com a temática oriental. Deste ponto sairão os passeios de barco (trimarã) até o Templo Luz do Oriente.

Para garantir os recursos de R$ 4,2 milhões que serão destinados ao Parque Oriental, a Prefeitura iniciou em 2017 intenso trabalho de regularização da situação do município junto ao Dadetur.

Em razão de série de irregularidades cometidas pelos gestores anteriores em convênios do turismo junto ao Estado, a cidade estava impedida de celebrar novas parcerias.

Análises de documentações referentes aos convênios e contratos firmados pela Prefeitura foram realizadas.

Neste processo, erros graves foram identificados, como a falta de licenças junto aos órgãos competentes para a construção do Teleférico, além de falhas relacionadas ao convênio do Parque Temático da gestão anterior.

Por essas irregularidades o Estado atribuiu o impedimento de novos repasses de verbas via Dadetur a Ribeirão Pires.

Depois de identificados os problemas, a Prefeitura iniciou trabalho para a regularização da situação, que incluiu a devolução de R$ 416 mil ao Estado – dinheiro repassado por meio de convênio celebrado com o Dadetur em 2014 e que os antigos gestores usaram para comprar parte dos equipamentos do Teleférico – que nunca foram entregues pela empresa ao município.

A Prefeitura dá andamento a processo para que os envolvidos no caso sejam responsabilizados e os cofres públicos sejam ressarcidos.

O trabalho de regularização, somado às ações de responsabilidade fiscal e saneamento de dívidas herdades (com a consequente recuperação das certidões necessárias à celebração de convênios com o Estado), garantiu ao município a celebração de convênio com o Dadetur em 2017 e 2018.

Por meio das parcerias, estão em andamento, além do Parque Oriental, as obras do Boulevard Gastronômico, fases 1 e 2.

Os três convênios somam R$ 10 milhões em investimentos.