Arquivos de Tag: Paranapiacaba

Ciclistas organizam protesto contra Porto Seco em Paranapiacaba. A concentração será no trevo de Rio Grande da Serra.

Grupos de ciclistas do ABC e da capital paulista estão se articulando para promover um grande protesto contra a construção de um centro logístico (“Porto Seco”) na região de Campo Grande, em Paranapiacaba, no município de Santo André.

A manifestação é mais uma iniciativa do movimento SOS Paranapiacaba em conjunto com a “Bicicletada ABC”, que existe desde 2008.

O evento chamado de “Massa Crítica Extraordinária: SOS Paranapiacaba”, está marcado para acontecer no dia 10 de junho, a partir das 09 horas da manhã, com concentração no trevo de Rio Grande da Serra, de onde partirão rumo a parte alta da vila.

A expectativa dos organizadores do protesto é mobilizar centenas de ciclistas que já frequentam a região da vila andreense e que são contra o “Porto Seco”. Os ciclistas também afirmam que se sentem ameaçados com a possível “invasão” de milhares de caminhões naquele trecho rodoviário.

Segundo uma carta do movimento divulgada: “A rodovia SP 122 é caminho utilizado por mais de 90% dos visitantes. Ali circulam pedestres, atletas, ciclistas, ônibus de linha, veículos particulares de famílias a passeio; mas que, com o Porto Seco, passará a receber veículos pesados, 68 caminhões a cada hora, 24 horas por dia. Dar novos usos inesperados, sem planejamento pela municipalidade, implicará em conflitos e possíveis danos para o tráfego da SP 122, onde caminhões pesados dividirão espaço com pedestres, atletas, ciclistas, famílias em veículos pequenos e ônibus de linha, oferecendo grandes riscos de acidentes fatais. Fato esse já comprovado, quando um empreendimento irregular operou por um período, permitindo que caminhões-cegonha circulassem pela SP 122, o que gerou acidentes com vítimas fatais”.

O primeiro protesto do movimento SOS Paranapiacaba foi realizado do último dia 22 de abril na estação Campo Grande, na entrada da parte baixa da Vila e reuniu centenas de moradores, ambientalistas, pesquisadores, profissionais liberais, estudantes etc. para dar um abraço simbólico na Vila e dizer não a empresa que pretende devastas enorme área na serra do mar para instalar centro logístico na região. Depois do abraço, o movimento SOS Paranapiacaba visitou a área ameaçada de devastação, os campos, córregos, rios, e por fim, terminou o ato lendo a “Carta de Paranapiacaba” em frente ao mercado da vila.

A Massa Crítica: Um carro a menos

Segundo a Wikipedia “a Massa Crítica (do inglês Critical Mass) ou Bicicletada é um evento que ocorre tradicionalmente na última sexta-feira do mês em muitas cidades pelo mundo, onde ciclistas, skatistas, patinadores e outras pessoas com veículos movidos à propulsão humana, ocupam seu espaço nas ruas. Os principais objetivos são divulgar a bicicleta como um meio de transporte, criar condições favoráveis para o uso deste veículo e tornar mais ecológicos e sustentáveis os sistemas de transporte de pessoas, principalmente no meio urbano.

Não existem líderes ou estatutos, o que leva a variações de postura e comportamento de acordo com os participantes de cada localidade ou evento. As Massas Críticas são passeios auto-organizados e independentes – geralmente apenas o local de encontro, o dia e o horário são definidos. Em algumas cidades, o trajeto, o ponto de chegada e as atividades ao longo do percurso são decididos somente quando o evento já está ocorrendo. Claramente existe um caráter de protesto nesses eventos: os participantes demonstram, se reunindo em público, as vantagens de usar a bicicleta como meio de transporte nas cidades e também alertam para as mudanças necessárias no espaço urbano para melhor acomodar os ciclistas.

Muitas Massas Críticas têm se tornado cada vez mais criativas, como a Massa Crítica da cidade de São Paulo: já há alguns anos, é visível e crescente a tendência de utilizar bom humor e ações mais duradouras para conquistar os motoristas em vez de confrontá-los, mostrando que a bicicleta é um meio de transporte viável, rápido, saudável e prazeroso, além de passar a mensagem de que os ciclistas têm direito a seu espaço nas ruas. Essa nova postura tem mais receptividade com os motorizados e se torna mais interessante à mídia não especializada, resultando em uma exposição maior do movimento e principalmente da ideia da bicicleta como meio de transporte. Em setembro de 2006, a Bicicletada paulistana promoveu, junto com outros movimentos e entidades, várias atividades relacionadas ao Dia Mundial Sem Carros, como o Desafio Intermodal e a Vaga Viva. As iniciativas se repetiram no ano seguinte e continuaram acontecendo nos anos subsequentes.

O maior mote da Massa Crítica é “um carro a menos”, usado principalmente para tentar obter um maior respeito dos veículos motorizados que trafegam nas ruas saturadas das grandes cidades.”

10ª Feira de Oratórios e Presépios de Paranapiacaba será nos dias 9 e 10 de dezembro.

Atividade terá feira de artesanatos natalinos no Antigo Mercado e atrações culturais

A Vila de Paranapiacaba recebe nos próximos dias 9 e 10 de dezembro a 10ª edição da Feira de Oratórios e Presépios. Nos dois dias, das 10h às 17h, o público poderá conferir a feira de produtos natalinos no Antigo Mercado, além de série de atrações do Encontro de Culturas Populares em diversos espaços da vila ferroviária de Santo André.

O evento, organizado pelo Coletivo FOPP, composto por artistas e moradores da Vila e do Grande ABCDMR, tem como principal objetivo o intercâmbio e a apresentação e comercialização de seus trabalhos.

Além feira no Antigo Mercado, a programação deste ano terá entre outras atrações, Luiz Carcará – Benditos e Folias, e Leandro Amadeus e Banda. A FOPP é uma ação do projeto Santo André Múltiplos Tons.

Paranapiacaba recebe inscrições para Feira de Artes e Antiguidades.

A Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba está com inscrições abertas para expositores interessados em participar da atividade. Para se inscrever, basta enviar uma mensagem para o endereço eletrônico turismo@santoandre.sp.gov.br, e informar o nome completo, telefone para contato e dados do produto a ser exposto, além de duas fotos do mesmo. As inscrições gratuitas podem ser feitas até 31 de março somente pelo e-mail.

Segundo os organizadores, podem se inscrever antiquaristas, artistas plásticos, artesãos, restauradores de móveis e equipamentos, vendedores de livros e discos de vinil, entre outros produtos. Não podem participar produtos 100% industrializados ou itens de revenda, como cosméticos, bijuterias, peças religiosas, decorativas, utilitários e brinquedos. Para participar da feira o expositor tem de participar de no mínimo algum dos processos de produção da peça.

A Feira de Artes e Antiguidades de Paranapiacaba é realizada sempre no segundo domingo de cada mês, das 10h às 17h, no Clube União Lyra-Serrano, na parte baixa da Vila.

Paranapiacaba vai receber corrida Lobo Run Adventure.

reporter-abc

A Lobo Adventure Run 45K Revezamento consiste em uma prova de trail running em que os atletas passarão por trilhas e estradas de terra da região de PARANAPIACABA/SANTO ANDRÉ, podendo ser disputada nas categorias solo (46 KM), duplas (23KM cada) ou quarteto (11 a 12KM aproximadamente para cada corredor).

O projeto Lobo Adventure visa oferecer aos alunos da assessoria e aos adeptos do Trail Run, treinamento específico (técnico, teórico e prático) para o aperfeiçoamento destes atletas. Para tanto, mensalmente se realizam os treinos de corrida pelas estradas de terra, trilhas e montanhas da região.

A missão do projeto do Lobo Adventure é possibilitar a prática esportiva da corrida em contato aproximado com a natureza, não visando apenas o desenvolvimento esportivo físico e técnico, mas principalmente para despertar a consciência de preservação ambiental, através deste contato.

A Lobo Run Adventure trata-se de parte deste projeto, um evento corporativo oferecido aos alunos, colaboradores, e praticantes da modalidade ligados à Lobo Assessoria Esportiva.

A prova entra em sua terceira edição buscando se fixar no calendário da modalidade com a participação de atletas de referência e também amadores, amantes do trail running.

Descrição técnica:

Data: 03 de Dezembro de 2016,

Horários:

– Largada às 08:00 horas

– Premiação a partir das 13:00

Local da largada:

Bar do Flávio – Estrada do Rio Claro, 1 – Campo Grande/Paranapiacaba – Santo André/SP

Taxa de inscrição:

R$ 95 (primeiro lote)

Percurso: 46,5 KM (solo ou revezamento em duplas ou quarteto) com passagens por estradas de terra, trilhas e single tracks, conforme descrição nas imagens dos trechos.

Distâncias do revezamento:

Trecho 1 – 12 KM

Trecho 2 -11 KM

Trecho 3 – 12 KM

Trecho 4 – 11 KM

Categorias: Solo, duplas e quarteto;

Premiação: Serão premiados os TRÊS primeiros colocados nas categorias SOLO (Masculino e feminino), DUPLAS (Masculino, Feminino e Misto) e QUARTETO (Masculino, Feminino e Misto)

Postos de Controle: No ponto de largada e no final de cada trecho haverão postos de controle de passagem dos atletas e trocas do revezamento, além de hidratação e primeiros socorros.

Postos de Hidratação: Somente nos postos de controle.

16º Festival de Inverno de Paranapiacaba será nos dias 30 e 31/07, e 6 e 7/8 de agosto.

82644d3aca4f75c859b178d381b099c3_LO tradicional Festival de Inverno de Paranapiacaba chega à 16ª edição. Neste ano a ocupação cultural da vila será realizada nos dias 30 e 31 de julho, e 6 e 7 de agosto. A programação contará com atrações musicais da região como Flávio Bala, Gó do Trombone, além de apresentações de Edvaldo Santana e da Orquestra Sinfônica de Santo André, entre outros. Estão previstas ainda exibição de filmes, exposições e a feira de artes e antiguidades. O público terá a oportunidade de conferir também alguns dos espaços locais restaurados. Confira abaixo a programação.

Como nas últimas edições, neste ano uma das preocupações do evento será destacar o patrimônio local. A vila ferroviária de Santo André é considerada patrimônio histórico em nível federal, estadual e municipal. Por conta disso, foi selecionada como uma dos locais para receber recursos do PAC Cidades Históricas para restauros.

O secretário de Gestão de Recursos Naturais de Paranapiacaba, Ricardo Di Giorgio, lembra que, por conta dos restauros, alguns espaços não serão utilizados, como a área próxima à Garagem das Locomotivas e o Galpão das oficinas.

Estrutura – Neste ano os shows acontecerão no Clube União Lyra-Serrano e no palco do Mercado. A programação, nos sábados, será das 11h às 20h, e aos domingos das 11h às 19h. O estacionamento funcionará numa área da rodovia próxima à Vila. De lá, haverá transporte regular de ônibus de ida e volta. Quem preferir poderá ir de ônibus, que sai do Terminal Tersa, ou da estação de Rio Grande da Serra da CPTM. O serviço de alimentação funcionará nos estabelecimentos da vila e com prestadores de serviço. Haverá reforço no esquema de segurança e de atendimento de saúde.