Arquivos de Tag: Polícia Militar

Assassino de Júlia Beatriz é preso pela Polícia.

Foi preso no último dia 24 de maio, Paulo Cesar Alves de Oliveira, vulgo Novo, acusado de em 28 de janeiro de 2018 ter assassinado com diversos golpes de faca, a estudante Júlia Beatriz, com apenas 17 anos.

Desde o trágico assassinato, nas ruas de Ribeirão Pires, uma grande operação foi montada entre as polícias Civil, Militar e a Guarda Civil Municipal (GCM) da Estância para prender o suspeito de ter assassinado covardemente a estudante.

No momento de sua prisão, após ser abordado por Policias Militares na avenida Brigadeiro Luiz Antônio, Bela Vista – São Paulo, o acusado pelo homicídio não portava documentos pessoais de identificação e tentou enganar os policiais passando informações divergentes sobre a sua real identidade. Conduzido ao distrito policial e após pesquisa, verificou-se que o mesmo era procurado da justiça, constando um mandato de prisão datado de 29 de janeiro de 2018 expedido pela 1ª Vara da Ribeirão Pires. O acusado se encontra preso no CDP de Pinheiros a disposição da Justiça.

Relembrando o caso

A estudante foi covardemente assassinada, ela completaria 18 anos em 16 de junho

Sua última aparição que se tinha conhecimento foi em 27 de janeiro, no centro de Ribeirão Pires, portando uma mochila nas costas, encarava Júlia Beatriz, seu namorado e uma outra adolescente. O trio de jovens seguiu para o Terminal Rodoviário para pegar um ônibus com destino a Vila Suíssa, onde mora o namorado de Júlia Beatriz. Ao se aproximarem da residência, Paulo Cesar já os aguardava com uma faca nas mãos e com atitude ameaçadora. Os três correram, sendo Júlia Beatriz alcançada enquanto descia por um escadão onde levou a primeira facada na região da nuca, logo em seguida foram desferidos golpes que perfuraram o seu tórax e costas. Os outros dois jovens conseguiram se salvar e o assassino empreendeu fuga a pé.

Ainda que gravemente ferida, Júlia Beatriz, em seus últimos suspiros de vida, conseguiu chegar e adentrar a casa de sua sogra, onde foi acionado o socorro pela vizinhança, onde equipe dos bombeiros e Samu a encontraram desacordada, realizaram procedimentos de reanimação. Júlia Beatriz não resistiu e veio a óbito.

Júlia Beatriz Nascimento Souza completaria 18 anos em 16 de junho próximo e foi sepultada na manhã do dia 29 de janeiro, as 9h no Cemitério Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires.

Polícia Militar de Rio Grande prende mulher com farta quantidade de drogas nesta terça-feira (03).

A Polícia Militar de Rio Grande da Serra em trabalho incessante na luta contra o tráfico de drogas, prendeu na tarde desta terça-feira (03) uma mulher com grande quantidade de drogas.

Policiais enquanto realizavam patrulhamento de rotina pela avenida Cido Franco, região central da cidade, avistou uma mulher com uma mochila nas costas, a mesma demonstrou nervosismo ao perceber a aproximação da equipe, foi abordada e dentro da mochila foi encontrado 160 pinos de cocaína, 80 trouxinha de maconha grande, 220 trouxinhas de maconha pequena, 1.000 pedras de crack e 40 vidros de lança perfume.

Diante do flagrante delito, os policiais militares deram voz de prisão e conduziram a meliante para a delegacia para abertura de Boletim de Ocorrência.

Rio Grande da Serra: Polícia Militar reforça segurança durante o Réveillon.

Para garantir a segurança e evitar excessos durante o Réveillon, a Polícia Militar (PM) vai reforçar o policiamento em Rio Grande da Serra. Segundo a corporação, há esquemas de segurança montados em locais estratégicos, com policiais a pé, em viaturas e em motocicletas.

A ação policial muito esperada por grande parte da população local ganhou o nome de “Operação Psiu” e espera-se que seja evitado badernas e arruaças a exemplo do que aconteceu na noite de Natal onde na alta madrugada, motoqueiros circulam pelas ruas da cidade em suas máquinas barulhentas causando grande transtorno e irritação aos munícipes.

A previsão do início da “Operação Psiu” é a partir das 15 horas e deve seguir por toda a madrugada. A previsão é de que policiais a pé e em viaturas façam rondas, junto com motociclistas da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) e também policiamento ostensivo da polícia rodoviária.

Rio Grande da Serra: Polícia Militar vai reforçar policiamento na passagem de ano para evitar excesso de barulho.

A Policia Militar de Rio Grande da Serra, após receber inúmeras queixas acerca da baderna e muito barulho na noite de Natal, decidiu reforçar e melhor o policiamento na passagem de ano, nos dias 31 de dezembro para 1º de janeiro de 2018.

Segundo o comando do destacamento militar, a medida será estendida em toda a cidade com atenção especial para o bairro Santa Tereza e arredores onde a população se queixa de excessos nas comemorações natalinas deste ano.

O artigo 42 do Decreto-Lei n° 3.688/41 estabelece prisão de 15 dias a 03 meses ou multa para quem perturbar o sossego sob qualquer meio, seja através de uma festa noturna, uso de instrumentos musicais ou qualquer forma de barulho

Perturbar o sossego alheio é uma infração, no entanto, a grande verdade é que o barulho e a poluição sonora se constituem como infração grave dos deveres de qualquer pessoa, que deve ter consciência que pode fazer ou não qualquer coisa em sua casa, desde que isso não perturbe a tranquilidade de seu vizinho.

É evidente que se torna necessário apelar ao bom senso, mas nem todo mundo é capaz dessa atitude. Segundo o artigo 42 do Decreto-Lei n° 3.688/41 estabelece prisão de 15 dias a 03 meses ou multa para quem perturbar o sossego sob qualquer meio, seja através de uma festa noturna, uso de instrumentos musicais ou qualquer forma de barulho.

A lei foi promulgada para proteger a tranquilidade e o sossego a que todos têm direito e essa questão de excesso de poluição sonora assume proporções intoleráveis quando uma pessoa acaba invadindo o sossego alheio com um churrasco barulhento em sua casa, interrompendo a leitura de um vizinho ou mesmo seu merecido descanso.

É importante lembrar que devemos viver de forma pacífica e ordeira, não nos sendo permitido ampliar nossos pretensos direitos, principalmente quando invadimos o direito alheio.

Não podemos nos esquecer que todos têm o direito de se divertir, de trabalhar, de estudar e descansar, cada um no seu devido lugar. Se alguém pretende fazer uma festa em sua casa, é preciso limitar a sonoridade e a algazarra para que a alegria não seja motivo de insatisfação da vizinhança.

Abordagem nos jardins tem de ser diferente da periferia, diz novo comandante da Rota.

O novo comandante da Rota, a tropa de elite da Polícia Militar de São Paulo, afirmou em entrevista ao portal UOL que seus homens têm de usar abordagens diferentes na região mais rica de São Paulo e na periferia.

É uma outra realidade. São pessoas diferentes que transitam por lá. A forma dele abordar tem que ser diferente“, disse o tenente-coronel Ricardo Augusto Nascimento de Mello Araújo, de 46 anos, que tem sob seu comando cerca de 700 homens da Rota desde o dia 4 de agosto.

A forma dele abordar tem que ser diferente. Se ele [policial] for abordar uma pessoa [na periferia], da mesma forma que ele for abordar uma pessoa aqui nos Jardins [região nobre de São Paulo], ele vai ter dificuldade. Ele não vai ser respeitado“, completou.

Da mesma forma, se eu coloco um [policial] da periferia para lidar, falar com a mesma forma, com a mesma linguagem que uma pessoa da periferia fala aqui no Jardins, ele pode estar sendo grosseiro com uma pessoa do Jardins que está ali, andando“, disse ainda.

Mello Araújo vem de uma família de policiais militares e diz estar na Rota “por idealismo”. Confira aqui a íntegra da entrevista.

Advogada agredida por PM em Formosa do Rio Preto vai à justiça. Tenente Sulivan já é investigado.

Agredida pelo tenente da Polícia Militar (PM) Sulivan no último domingo (20), enquanto acompanhava um cliente no Hospital Municipal de Formosa do Rio Preto, a advogada Verônica Lisboa alega que foi tratada como criminosa enquanto exercia sua atividade profissional.

“Sofri agressões morais e físicas o que ocasionou hematomas na região do pescoço devido a uma gravata e também nos mesmos superiores”

Documentação obtida através de uma fonte, dá conta que a agressão aconteceu quando a advogada Verônica Lisboa foi ao hospital Altino Lemos Santiago para prestar assistência a um filho de uma conhecida que a requisitou, autuado por posse ilegal de arma.

“Logo após o médico iniciar o procedimento de sutura, a senhora Verônica adentrou na sala e se identificou para o policial ali presente como advogada de Cledson, dando-se início um diálogo entre Verônica e o seu cliente. O médico pediu para que aguardasse o término do procedimento pois o Cledson começou a gesticular e assim vindo a atrapalhar o procedimento. A advogada pediu ao cliente que ficasse calado até terminar, mas que ela ficaria esperando o exame de corpo de delito. Em seguida o policial conhecido por Sulivan pediu para que Verônica aguardasse fora da sala e a mesma disse que por direito ia acompanhar o seu cliente. Em seguida Cledson falou que tinha sido agredido pelos policiais na delegacia e conduzido até ali. Verônica solicitou que fosse realizado um exame de corpo de delito. Sulivan pediu para Verônica se retirar novamente da sala ou ele mesmo iria tirar em uso de força. Verônica se negou a sair e em seguida o policial pegou bruscamente no seu pescoço e a puxou para fora, dando voz de prisão ela afirmou que não sairia e que continuaria a acompanhar o cliente, momento em que foi pega com um golpe de gravata e conduzida até a viatura que aguardava na parte exterior no hospital foi finalizado o procedimento no paciente, medicado e liberado o paciente saiu deambulando escoltado pelos policiais”, diz trecho. 

A advogada, vítima de agressão, apresenta diversos hematomas no braço e no pescoço após receber uma gravata (enforcamento)

A advogada realizou exame de corpo de delito que constatou diversos hematomas. Boletim de ocorrência foi aberto em desfavor do tenente Sulivan e a corregedoria da polícia militar já atua no caso.

Outra fonte, nos afirma que imagens de vídeo contendo toda a agressão foi registrado e está sob posse da OAB.

O caso de violência contra a mulher, a advogada Verônica Lisboa, ultrapassou a território baiano. OAB de Barreiras, OAB estadual e Nacional já se manifestaram em repúdio contra o atentado às prerrogativas do exercício da profissão de advogado. Outro manifesto de repúdio, foi externado pelo prefeito de Formosa do Rio Preto, Termosires Neto.

Segundo um jurista consultado “o exercício do advogado deve ser respeitado e a advogada em questão, exerceu em ato ético exercendo a advocacia em caso que inspirava perigo ao detido que se encontrava com lesão constatada e evidente, alegando ter sido vítima de agressão. Existem aqueles que argumentam – sem conhecimento de causa – que Verônica não poderia atuar nesse caso. O fato é que em sendo advogada, num caso de urgência em pleno domingo, será que ela deveria se omitir em atender em pleno domingo?”. 

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) Sub- seção Barreiras, Alessandro Brandão esteve em Formosa do Rio Preto ficou estarrecido pelo que aconteceu com a Advogada Verônica e disse que o Tenente Sulivan tem um histórico de não respeitar a prerrogativa dos advogados e que ele já tinha feito o mesmo ato com outra advogada. O Presidente da Ordem disse que todas as providencias estão sendo tomadas tanto pela OAB Bahia como a OAB Brasil.

Banda da policia militar tocará temas natalinos nesta sexta-feira (02) na Vila do Doce.

banda-da-policia-militar

A Banda formada por policiais militares animará o Palco da Vila do doce nesta sexta-feira (02) a partir das 15 horas. A banda que tem mais de 150 anos faz parte do batalhão artístico da PM (Polícia Militar) e de acordo com o maestro assistente, tenente Jassen, em apresentação recente no mesmo local “o objetivo é valorizar os policiais e aproximar a população da corporação.”

Polícia Militar abre concurso para 2.293 vagas de soldado.

edital-concurso-pmsp

Foi oficialmente aberto o concurso público de edital nº DP-2/321/2016 da PM-SP (Polícia Militar do Estado de São Paulo). Por meio do certame, serão convocados 2.293 profissionais que tenham no mínimo ensino médio completo.

As inscrições para o cargo de Soldado PM de 2ª Classe iniciam no dia 16 de novembro e serão encerradas no dia 15 de dezembro de 2016, por meio do portal: www.vunesp.com.br e com o custo de R$ 50,00.

Além de ter ensino médio, também será exigido do candidato ter idade entre 17 e 30 anos, altura mínima de 155 cm no caso das mulheres e mínimo de 160 cm no caso dos homens. O salário será de R$ 2.992,54.

Os candidatos aprovados e convocados vão ingressar no Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública (Curso de Formação de Soldados – CFSd).

O certame será executado pela Fundação VUNESP e contará com a realização das seguintes etapas: Prova objetiva, Prova dissertativa, Exames de aptidão física, Exames de saúde, Avaliação da conduta social, de reputação e da idoneidade e Análise de documentos.

Estima-se que os primeiros testes do concurso sejam aplicados nos municípios de Araçatuba, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, São Paulo e Sorocaba, no dia 5 de fevereiro de 2017.

O resultado final do certame será válido pelo período de 90 dias, sendo possível ocorrer prorrogação pelo mesmo prazo.

Para ter acesso ao edital completo do Concurso PM-SP – 2016 clique aqui.