Arquivos de Tag: Robson Miguel

Dia do Índio é comemorado em sessão solene da Câmara de Ribeirão Pires.

A Câmara Municipal de Ribeirão Pires realizou nesta sexta-feira (20), Sessão Solene em comemoração ao Dia do Índio, celebrado nacionalmente no dia 19 de abril.

Acompanhe abaixo o Hino Nacional Brasileiro executado belissimamente pelo Cacique Cafuzo Tukumbó Dyeguaká Robson Miguel. Acompanhe a seguir a execução.

Antes da execução do Hino Nacional Brasileiro em Tupi-guarani sob o violão do Cacique Cafuzo Tukumbó Dyeguaká Robson Miguel, acompanhado pelo coral de alunos do curso de Guarani-Tupi-Guarani, o Pajé Xeromoin Awdju Pitotó fez uma saudação aos presentes com melodia tradicional de sua tribo.

Ver abaixo o vídeo

 

O Dr. Paulo Oliver, advoga e ex-presidente da Comissão de Direitos de Propriedade Imaterial e Intelectual Indígena da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), eu seu pronunciamento relatou sobre seus contatos com o povo indígena no estado de Pernambuco e Manaus no estado do Amazonas no período em que estuda o curso de direito.

Acompanhe o vídeo abaixo

A sessão foi presidida pelo vereador Rubão Fernandes (PSD) e teve como orador oficial o vereador Danilo Afonso (PSB). Também participaram da solenidade os vereadores Rogério Luiz (PSB) e Edmar Oldani (PV).

A índia Ysani Aweti Kalapalo, 28 anos, da tribo Xinguana localizada na reservado do Xingú no Mato Grosso esteve presente na cerimônia.

Ativista da causa indígena, Ysani aos 12 anos de idade veio para cidade juntamente com sua família com objetivo de conhecer e estudar cultura branca.

Aos 24 anos, cursava Ciência da Computação em Harvard, nos Estados Unidos, uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior do mundo. Depois de abandonar quatro Cursos Universitários, ela também tem outros sete cursos técnicos: Teatro, Web Designer, Fotografia, Audiovisual, Programação Básica, Mídias Digitais e linguagem e expressão corporal em universidades brasileiras, com direito a bolsas de estudo em todas elas.

Veja abaixo o vídeo e para saber um pouco mais, clique aqui.

João Carlos Martins reúne 8 mil pessoas em abertura do 11º Festival do Chocolate.

O 11º Festival do Chocolate começou em grande estilo. A retomada do tradicional evento da Estância Turística de Ribeirão Pires aconteceu no palco da Vila do Doce, com apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP, sob regência do maestro João Carlos Martins. Cerca de 8 mil pessoas prestigiaram a abertura da festa.

Reunidos ao redor do palco, visitantes e moradores puderam acompanhar o repertório da orquestra que incluiu composições clássicas de Beethoven, Bach e Mozart, além da participação especial do violonista ribeirãopirense Robson Miguel e do ator mirim Davi Campolongo. O maestro João Carlos Martins também emocionou o público ao assumir o piano e relembrar a trajetória como concertista.

Maestro João Carlos Martins durante coletiva de imprensa

“Fico muito feliz de estar novamente nesta cidade, desta vez para presenciar a cultura e a música recebendo a devida atenção por parte dos governantes municipais”, declarou o maestro João Carlos Martins que já esteve na cidade em 2014 para auxiliar moradores na retomada da Escola de Música Municipal Maestro Alfredo Della Ricca.

Segundo o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko, receber a ilustre presença do Maestro João Carlos Martins para abertura do 11º Festival do Chocolate marca um novo começo para o evento. “Hoje é um dia especial. Temos uma atração inédita na cidade, que já se apresentou mais de mil vezes fora do Brasil”, afirmou. “E, para os próximos fins de semana, podemos esperar um Festival lindo, além de ser uma festa com grande valor social graças a arrecadação de alimentos que será encaminhada ao Fundo Social de Solidariedade da cidade”, concluiu Kiko.

Retomada do Festival do Chocolate é elogiado

No destaque: Robson Miguel observado pelo ator mirim Davi Campolongo e por João Carlos Martins

O público presente na abertura comemorou a retomada do Festival do Chocolate e da promoção de arte e cultura na cidade. “Senti muita falta dos shows. Quando vi, pelo Facebook, fiz questão de acompanhar a abertura e pretendo vir em outros artistas também”, afirmou Ana Carolina Marcondes, de 22 anos, moradora de Ribeirão Pires desde 2009.

A programação do 11º Festival do Chocolate, que acontece em dois finais de semanas – 28, 29 e 30 de julho e 4, 5 e 6 de agosto – no Complexo Ayrton Senna (Av. Prefeito Valdírio Prisco, 193 – Jd. Itacolomy), contará com shows das bandas Inimigos da HP; Ultrage a Rigor; palhaço Conforto; Titãs; Rio Negro e Solimões; Ira!; Bob Zoom; e Guilherme e Santiago; além de apresentações de artistas da cidade.

As irmãs Berenice Vaz, 51, e Amarilda Célia Vaz, 54, sentiram falta do evento. “Nós viemos em todas as edições, praticamente todos os dias. Somos moradoras daqui desde que nascemos e o Festival foi um grande marco na história da cidade. Precisava ser retomado”, contou Berenice.

O Festival do Chocolate teve início em 2005, ganhou corpo e atraiu olhares de pessoas de diferentes regiões de São Paulo. O evento foi idealizado pela Prefeitura para divulgar o potencial turístico, trazer novos visitantes e valorizar a cidade entre os próprios moradores, criou nova identidade ao município, que passou a ser reconhecido também por sua hospitalidade e pela riqueza gastronômica. Hoje, é considerado um dos maiores eventos de cultura e gastronomia da região e do Estado e está inserido ao Calendário Turístico do Estado de São Paulo, conforme Lei Nº 13.990 de março de 2010.

O 11º Festival do Chocolate de Ribeirão Pires faz parte da estratégia adotada pelo atual Governo. Este processo, que tem entre os objetivos a recuperação da autoestima da população e a reconstrução da imagem positiva da cidade na região do Grande ABC e para todo o Estado, envolve o resgate de tradições e a valorização dos potenciais e da cultura ribeirãopirense. O evento foi retomado pela atual administração (em 2016 e em 2013, o Festival não foi realizado pela antiga gestão da cidade).