Arquivos de Tag: Rogério do Açougue

Silvino de Castro, na corda bamba faz defesa apaixonada de seu posto de líder do governo Kiko.

Dono de uma péssima oratória, pífia capacidade de articulação política e sofrível oratória, o vereador Silvino de Castro (PRB), líder do governo Kiko Teixeira (PSB) na Câmara de Vereadores de Ribeirão Pires, em sessão tranquila onde não houve questões polêmicas ou mesmo projetos de maiores relevâncias, utilizou a Tribuna da Casa de Leis nesta quinta-feira (22) para exaltar o seu cargo e subliminarmente apelar pela manutenção do cargo.

O edil não poupou elogios ao mandatário do Paço. “O governo Kiko é sério e comprometido com a cidade. Muito já foi feito e mais ainda será feito por este governo ao qual represento nesta casa”.

Nos bastidores da política e entre os corredores do legislativo municipal, o edil Silvino é chamado de omisso por alguns de seus colegas governistas.

Em conversa reservada, um vereador disse que “o Silvino já deixou de defender o governo Kiko por diversas vezes e que muita coisa poderia deixar de acontecer e que ele (Silvino) deveria ser mais frequente na Casa e que quando está pouco interage ou discute as propostas apresentadas pelo executivo”.

Corre informações de que três nomes podem ocupar o cargo de liderança: Amaury Dias (PV), Amigão D’orto (PTC) e Rogério Luiz (PSB).

O blog Caso de Política por telefone entrou em contato com o vereador Amaury Dias questionando se o mesmo havia recebido convite do Paço para ocupar o posto.

Em resposta Amaury afirmou que não, e que o líder de fato e direito é o vereador Silvino de Castro.

Questionado que, se caso receber o convite, aceitaria?

“Isso é tudo especulação e não acredito que isso venha a acontecer, mas respondendo nunca pensei no assunto, mas é preciso que se estude bem essa questão. Estou vereador e estou sujeito a cumprir a missão de meu mandato com o objetivo de colaborar sempre que eu for solicitado”, disse.

Nossa reportagem tentou contato com os vereadores Amigão D’orto mas não obteve sucesso. Vale ressaltar que Rogério Luiz ocupa cargo na mesa diretora e caso venha a receber o convite e aceitar, teria que abdicar do posto de primeiro secretário.

Uma fonte bem informada junto ao Paço, nos confidenciou de que Silvino não é mais visto com a mesma segurança de quando acendeu ao posto e que a sua estada pode estar com os dias contados. Nossa fonte ainda disse que o clima fica tenso a medida que o tempo passa, e que o vereador confidenciou para parlamentares mais próximos em tom de ameaça que se acaso for destituído ele pode utilizar a força da agremiação a qual é intimamente ligado contra o governo.

É esperar para ver o desfecho! Luis Carlos Nunes

 

Vereador Rogério do Açougue tem Lei sua autoria sancionada.

Foi sancionada pelo executivo municipal a Lei nº 6.203 de autoria do vereador Rogério do Açougue que institui o “Dia Municipal de Conscientização da Cardiopatia Congênita”, no Município da Estância Turística de Ribeirão Pires.

Segundo o texto legal “o Dia Municipal de Conscientização da Cardiopatia Congênita, no Município da Estância Turística de Ribeirão Pires a ser comemorado anualmente no dia 12 de junho”.

Com a promulgação a data comemorativa instituída por esta Lei constará do calendário oficial de eventos do município.

A data, criada em 2010 pela lei municipal 15.347, foi instituída com o objetivo informar a população sobre a importância de se detectar precocemente essas doenças .

“Esse dia municipal, é justamente para lembrar que as doenças do coração em crianças recém-nascidas, e até antes do nascimento, podem ser detectadas. Descobrindo que têm esse problema, as crianças podem receber o tratamento adequado e ter uma vida longa, relativamente normal”, comentou o parlamentar Rogério.

O que é Cardiopatia Congênita?

A doença cardíaca congênita (cardiopatia congênita) é uma alteração na estrutura do seu coração presente antes mesmo do nascimento. É um termo genérico utilizado para descrever alterações do coração e dos grandes vasos, presentes ao nascimento. Essas alterações ocorrem enquanto o feto está se desenvolvendo no útero e pode afetar cerca de 1 em cada 100 crianças, segundo dados da American Heart Association. É a alteração congênita mais comum e uma das principais causas de óbito relacionados a mal formações congênitas.

Em boa parte dos casos, as crianças recebem alta sem que se perceba a doença. Alguns dias depois essas crianças têm um quadro de cianose muito grave, um arroxeamento completo do corpo, ou um quadro de choque e até mesmo de parada cardíaca, afirma o médico.

Quando os sintomas estão presentes, os mais comuns são extremidades do corpo roxas, transpiração excessiva e cansaço durante as mamadas, respiração acelerada enquanto descansa, pouco apetite associado a baixo ganho de peso e irritação frequente.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, todo anos nascem no Brasil aproximadamente 23 mil crianças com problemas cardíacos a cada 100 bebês nascidos vivos, um é cardiopata.

Kiko amarga fragorosa derrota. Por 17 x 0, vereadores rejeitam Taxa de Lixo.

Em sessão extraordinária realizada na manhã desta segunda-feira (04), os 17 vereadores da Câmara Municipal de Ribeirão Pires rejeitaram Projeto de Lei nº 074/17 de iniciativa do poder executivo que trata da cobrança da Taxa de Lixo, Remoção e Tratamento e Destinação do Lixo Domiciliar na cidade.

Segundo a proposta, seriam taxados estabelecimentos residenciais, comerciais e industriais indiscriminadamente conforme tabela abaixo.

Conforme publicação feita pelo blog Caso de Política em primeira mão (ver matéria clicando aqui), “A intenção do governo Municipal tem mobilizado população, empresários e comerciantes contrários a medida, tanto que se criou em ambiente digital um abaixo assinado contrário a aprovação pelos vereadores.

Nas redes sociais é grande a rejeição da cobrança. Há alegações de que caso a medida seja aceita pelo parlamento municipal“ alugueis sofreram reajuste uma vez que proprietários repassaram os valores aos locadores”. Encontra-se ainda queixas sobre isenções de impostos que foram dados a empresários na cidade”.

Com a decisão que foi acompanhada por plenário lotado, o governo Kiko, sofreu uma derrota histórica. Vereadores acompanhando pressão popular, entenderam a amplitude da rejeição dos diversos segmentos sociais da comuna e emplacou derrota ímpar.

O erro estratégico do Governo. Um tiro no próprio pé!

A taxa de Lixo vem sendo debatido desde o início de 2016 no seio do Consórcio intermunicipal do Grande ABC. Acompanhando tendência de sucesso da proposta em outras 5 cidades da região que foram aprovadas, a prefeitura de Ribeirão Pires se aventurou em apresentar a proposta e deu um tiro no próprio pé.

Com previsão inflacionária de aproximadamente de 3% para o ano de 2017, o executivo municipal poderia solicitar a recomposição desse índice aos valores pagos no IPTU. A arrecadação neste ano fiscal beira a caso dos R$ 30.000.000,00 (Trinta Milhões de reais). Outro ponto relevante a ser questionado, é a concessão de isenção fiscal e redução de impostos na cidade em momento de plena crise econômica com consequente redução na arrecadação.

Acompanhe abaixo o pronunciamento contrário a aprovação da Taxa de Lixo de alguns vereadores.

Amigão D’orto, “a população não pode pagar pela ingerência administrativa”

Uma votação que veio na contramão da realidade porque passa o país e o município. Sei que há perda de receitas, mas a taxa não resolverá o problema. Vejo que o momento não seja criar taxa e a população não pode pagar pela ingerência administrativa.

Presidente Rubão Fernandes, “Deixo aqui muito claro, sou contra essa taxa, não aguentamos mais”…

Rogério do Açougue, “Sou da base aliada do governo… represento todo os munícipes… Nesse projeto meu voto é contrário porque estou a favor da população”

João Lessa, “em 1998 nós já pagávamos essa taxa… Sou contra a taxa de lixo, sou contra qualquer coisa que vai prejudicar a população. A cidade infelizmente é mal administrada e a população não pode pagar por uma péssima administração na cidade”

Anselmo Martins

Autor de uma postagem em sua página social Facebook de uma bem-humorada manifestação carregada de visão social, o vereador Anselmo Martins disse: Fui eleito para defender o povo, sou contra a taxa do LIXO.

“Não aguentamos pagar mais impostos!!!”

#PorumaRibeirãoPiresMelhorJá

#NãoaTaxadeLixo

Em conversa exclusiva com o blog Caso de Política, o edil externou a sua indignação com a proposta ao mesmo tempo em que esclareceu as suas motivações por seu voto contrário ao projeto do Governo, Veja o vídeo exclusivo abaixo.

Vereadores de Ribeirão solicitam vistas e documentação referente ao projeto da CEI da Saúde.

Os vereadores, Rato Teixeira, Danilo da Sopa, Rogério do Açougue, Edmar da Aerocar e Anselmo Martins, protocolaram na manhã desta terça-feira (07), solicitação de vistas e cópias do projeto da CEI da Saúde. Segundo os edis “o objetivo é tomar conhecimento sobre a fase a qual se encontra o processo de criação da Comissão de Investigação.

O requerimento dos parlamentares acontece no mesmo dia em que a prefeitura Municipal de Ribeirão Pires publica um “Ato Oficial” com dois aditamentos a contratos de gestão com a Santa Casa de Ribeirão Pires que somados chegam a cifra de R$ 528.483,46. Ver “print” do documento abaixo.

Aditamento de contrato, tem como objetivo acrescentar informações ou valores superiores a um determinado contrato, quando é necessário corrigir ou esclarecer alguma cláusula específica, ou ainda, complementar com novos dados em falta no contrato original.

Na quinta-feira, a diplomação dos candidatos eleitos em Ribeirão Pires.

Acontecerá nesta quinta-feira (15), a diplomação dos eleitos nas eleições de 2016 onde o prefeito eleito Kiko Teixeira, seu vice, Gabriel Roncon e 17 vereadores receberam os seus respectivos diplomas no Hotel Escola em evento programa a partir da 14 horas.

Gabriel Roncon e Kiko Teixeira, vice e prefeito eleitos respectivamente

O Hotel Escola está situado na rua Diamantino de Oliveira, 220 no Jardim Pastoril. Kiko Teixeira (PSB) será diplomado em momento em que sua candidatura é questionada na Justiça. Kiko foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que o enquadrou na Lei da Ficha Limpa, o que o deixou inelegível pelo prazo de oito anos. Sua posse em 1º de janeiro de 2017 é uma incógnita, sendo que no momento (até que haja julgamento por parte do Tribunal Superior Eleitoral sobre a legalidade de seu registro eleitoral).

Vereadores eleitos

TSE fará cinco sessões plenárias de 13 a 16 de dezembro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizará cinco sessões plenárias esta semana. Além das sessões ordinárias jurisdicionais e administrativas de terça e quinta-feira (13 e 15 de dezembro), a Corte Eleitoral fará sessões extraordinárias jurisdicionais e administrativas na quarta e quinta-feira (14 e 15 dezembro), a partir das 19h, e na sexta-feira (16), a partir das 9h.

Dessa forma, o Plenário do TSE se reunirá na quinta-feira (15) por duas vezes em sessão para o julgamento de processos, às 9h e às 19h.

A sessão de encerramento do ano forense do TSE ocorrerá na segunda-feira (19), às 12h. Já a sessão de abertura do primeiro semestre forense de 2017 está marcada para o dia 1º de fevereiro, quarta-feira, às 19h. para saber mais, clique aqui, aqui, aqui e aqui.

Cidadãos pedem prioridade no julgamento de crimes contra a administração

O julgamento dos crimes contra a administração, como corrupção, lavagem de dinheiro, improbidade administrativa, bem como as ações judiciais que discutam benefícios previdenciários, devem ser as prioridades da Justiça Federal em 2017. É o que pensam as mais de 13,7 mil pessoas que participaram da pesquisa Governança Participativa, realizada pelo Conselho da Justiça Federal (CJF), no período de 15 de agosto a 2 de setembro de 2016, e que abrangeu as 27 unidades da Federação.

O objetivo da enquete era entender a opinião de cidadãos, advogados, magistrados e servidores sobre quais temas deveriam ser convertidos em metas e prioridades para o próximo ano. A opinião dos usuários e operadores da Justiça vai reforçar a permanência das metas já estabelecidas ou apontar para a necessidade de priorização de outros temas.

Leia aqui e leia  a reportagem completa no site do Conselho da Justiça Federal.