Arquivos de Tag: Saulo Benevides

Kiko faz ataques, elogios e afirma que em 2018 seu governo decola.

O prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB) durante sessão Solene ocorrida na noite desta sexta-feira (16), na Câmara de vereadores fez uma série de elogios aos ex-prefeitos Luiz Carlos Grecco e Clóvis Volpi, presente no evento.

Segundo Kiko, “Ribeirão Pires passou por grandes crise econômica durante a gestão passada, mas o projeto megalomaníaco do teleférico prejudicou muito… Um projeto sem pé e sem cabeça… Ribeirão Pires ficou sem crédito… Mas em 2018 as coisas vão acontecer”, disse.

Abaixo o vídeo com o pronunciamento do prefeito

Ex-prefeito Saulo parabeniza Ribeirão Pires e exalta o seu legado político.

Em um vídeo postado neste domingo (19), em sua página pessoal no Facebook, o ex-prefeito Saulo Benevides parabeniza Ribeirão Pires pela passagem de seus 64 anos e exalta legado deixado por sua passagem no Paço Municipal.

Segundo Saulo, “tive a felicidade de ser vereador por quatro mandato e logo após prefeito onde realizei o sonho de melhorar a qualidade de vida das pessoas contribuindo com recursos dos governos federal e estadual deixando um legado de quase R$ 100 milhões em recursos para obras importantes que ainda estão sendo inauguradas”.

Segue abaixo o vídeo

Saulo Benevides recebe convite para coordenar chapa do PHS nas eleições de outubro.

O ex-prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides foi convidado pelo presidente estadual do PHS, Guilherme Sartori, a ser um dos coordenadores da montagem da lista de candidatos a deputados federal e estadual neste pleito eleitoral de outubro de 2018.

Saulo que ocupou cadeira no parlamento ribeirão-pirense por quatro mandatos (1997 e 2012) foi o principal nome a bancar o nome de seu sobrinho Anderson Benevides nas eleições de 2014 quando pelo partido PSC obtendo 38.163 ficando como primeiro suplente de deputado federal.

Com o convite para coordenar a campanha proporcional, o ex-prefeito de Ribeirão Pires deverá deixar o seu atual partido e junto com seu sobrinho e afilhado político se filiar ao PHS.

Se em 2016, quando tentou se reeleger prefeito de Ribeirão, ficando distante do vencedor Kiko Teixeira (PSB), em 2014 o atual prefeito da Estância ficou atrás do sobrinho de Saulo. Kiko ficou com a segunda suplência obtendo 31.720.

Saulo nega ser candidato. Atualmente o PHS tem tem bancada de sete deputados federais e nenhum eleito por São Paulo. A missão de Saulo é eleger um deputado Federal e dois estaduais.

Saulo Benevides tem suas contas de 2014 e 2015 com parecer desfavorável no TCE.

O ex-prefeito de Ribeirão Pires amarga duas derrotas junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Em 2014, o TCE através de parecer de 35 páginas do conselheiro Antônio Carlos dos Santos apontou diversas falhas nas contas, entre outros pontos, déficit orçamentário de 9,71%. O TCE apurou que o rombo no orçamento daquele ano foi de R$ 22,6 milhões. Além disso, a Corte também apontou não recolhimento do INSS, renúncia de receitas e falta de transparência da gestão Saulo.

Já nas contas referentes ao ano de 2015 conselheiro Antônio Roque Citadini em 10 de outubro de 2017, proferiu voto pela rejeição das contas.

O não recolhimento das contribuições previdenciárias demonstra o inadimplemento das obrigações, desatendendo o princípio da anualidade das contas.

O déficit orçamentário de 32,62% que elevou em 152,43% o resultado financeiro negativo do exercício anterior sem nenhuma política de contingenciamento de gastos e as alterações orçamentárias em 39,56%, infringiram a Lei de Responsabilidade Fiscal.

A regularização dos cargos em comissão do quadro de pessoal deve ser implementada por completo para cumprir integralmente o mandamento constitucional a respeito.

E, os repasses em atraso à Câmara dos Vereadores não obedeceram a regra da Constituição Federal sobre a matéria, fatos que compõem o juízo negativo das contas sob análise.

De outro modo, o Município cumpriu os índices obrigatórios relativos aos gastos com Ensino 30,04%, Fundeb 100%, Magistério 93,97%, Pessoal 52,29% e Saúde 22,72%.

Desta maneira e considerando a manifestação da Assessoria Técnica Jurídica e do Ministério Público de Contas, voto para a emissão de parecer desfavorável às contas em exame.

A Assessoria Técnica Jurídica ATJ), e o Ministério Público de Contas (MPC), o demonstrativo em análise apresenta impropriedades de cunho econômico-financeiro.

Foi verificado que em 09 dos 12 meses referentes ao exercício em exame os repasses mensais realizados pela Prefeitura ao Legislativo Municipal a título de duodécimos não obedeceram ao critério definido em legislação federal. E que a execução orçamentária resultou em déficit de 32,62% ocasionando majoração de 152,43% do resultado financeiro negativo do exercício anterior, o que representa (3) três meses da receita arrecadada pelo município.

Agrava a situação o índice de alteração orçamentária de 39,56% e o aumento da dívida de curto prazo. Contribuindo, também, para o juízo negativo, a ausência de recolhimento dos encargos devidos ao INSS e Regime próprio de Previdência (decisões proferidas nos processos TC-2126/026/15 e TC-209/026/14). Não foram constatados pagamentos a maiores que os fixados aos agentes políticos, contudo, devem ser corrigidos quanto ao entendimento desta Corte, pois, foram fixados em percentual.

Acrescenta o MPC que o não recolhimento dos encargos (razão determinante para a emissão de parecer desfavorável às contas de 2014, autos do TC-514/026/14) implica multa e juros e, no caso de falta de repasse da parcela descontada dos servidores, configura crime de apropriação indébita. Soma-se a isso o fato de a Prefeitura não dispor do Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) desde julho de 2015 com os impedimentos decorrentes, sendo que a não obtenção das receitas em regime de capitalização pelos regimes próprios é potencialmente prejudicial ao equilíbrio financeiro e atuarial das instituições previdenciárias.

Se a condenação às contas for mantida, Saulo deverá ser julgados pela Câmara de vereadores ainda durante a atual, administrada por seu adversário político.

Saúde de Ribeirão Pires será investigada. CEI é instalada.

Foi autorizado na tarde desta quinta-feira (14), pela Câmara de Vereadores de Ribeirão Pires, a abertura da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que tem como objetivo apurar possíveis irregularidades no sistema de saúde nas gestões Clóvis Volpi (sem partido), Saulo Benevides (PMDB) e Kiko Teixeira (PSB).

A CEI será dividida em dois grupos de trabalho e contará com suporte técnico de uma empresa de auditoria com missão de orientar os integrantes na elaboração de relatórios num prazo de 180 dias para os levantamentos que compreende 2011 à 2017.

A presidência da CEI ficou a cardo do vereador Paixão (PPS) que tem como vice, o vereador Rogério do Açougue (PSB) e Amaury Dias como relator. Integram ainda o grupo mais seis vereadores, sendo: Anselmo Martins (PR), Edmar da Aerocar (PV), Humberto D’orto (PTC) Paulo Cesar (PMDB), Rato Teixeira (PTB) e Silvino de Castro (PRB).

Serão objetos de análise e estudo os contratos e convênios celebrados com a Fundação ABC, Santa Casa de Ribeirão Pires, CEMED e São Cristovão. Outro foco na mira dos parlamentares será a compra e aquisição de medicamentos, contratação de pessoal para as diversas unidades de saúde do município.

O presidente da Câmara de vereadores, Rubão Fernandes (PSD), defensor da criação da CEI e autor da proposta no ano de 2015 argumenta que: “Fui o autor da proposta de investigação na legislatura passada, e como atual presidente desta Casa de Leis eu não poderia recuar. Agora em que há autorização para investigar, espero que se faça um bom trabalho. Essa investigação é muito importante para que se possa esclarecer pontos ainda obscuros no setor da saúde”, disse.

Ribeirão Pires: Ministério das Cidades libera R$ 1.763.366,00 para construção de viaduto para transposição de via férrea.

A Controladoria Geral da União, via e-mail encaminhou informação ao Blog Caso de Política que no dia 18 de agosto de 2017 foi liberado R$ 1.763.366,00 para construção de viaduto para transposição de via férrea, obra esta, que ligará o centro de Ribeirão Pires ao centro alto.

O convênio com o governo Federal foi assinado em 13/11/2014 na gestão do ex-prefeito Saulo Benevides, a obra tem previsão de investimento na ordem de R$ 58.445.542,13.

Ribeirão Pires é dividida pela linha férrea e conta com apenas duas travessias nos extremos da área central: ponte da Vila Ema, na altura da entrada do bairro Vila Gomes, e outra, que passa por baixo da linha férrea, localizada na Avenida Kaethe Richers, sentido Rio Grande da Serra. Estima-se que o percurso entre o Centro e o Centro Alto seja realizado em sete minutos.

Segundo o projeto apresentado em coletiva com a imprensa em 06 de setembro “no viaduto também foi projetado uma ligação entre a rua Humberto de Campos, o viaduto e a avenida Rotary, através de um viário com ciclovia costeando o rio Ribeirão Pires.

O início das obras estão atrasadas, sendo que o prazo de execução da obra é de 24 meses, porém o contrato tem vigência até 30/12/2018. O recurso de R$ 55,9 milhões é proveniente do PAC Mobilidade e virá do Orçamento Geral da União (OGU).

O projeto possui extensão aproximada de 2.710 metros. É constituído por alguns elementos como: obras de adequações nas vias e viário novo, ciclovia, muro de contenção, ponte estaiada e viaduto.

Prefeitura abre licitação para monitoramento de radar. Serviço operou irregularmente nos últimos 4 anos.

A prefeitura de Ribeirão Pires abriu processo de Pregão presencial para a contratação de empresa especializada na prestação de serviços de monitoramento e gestão eletrônica de tráfego de veículos, através de sistemas, equipamentos e serviços técnicos no sistema viário da cidade.

Segundo informações do colhidas junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) – autarquia federal, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior todos os radares de Ribeirão Pires estão com a devida aferição vencida.

Como orientação aos condutores de veículos o órgão orienta que “antes de efetuar o pagamento de uma multa de trânsito, é importante o motorista verificar se o radar ou a lombada eletrônica foram aferidos, e caso se encontre irregularidade, basta entrar com recurso no Detran, que anula as multas registradas por equipamentos que não receberam a certificação e que foram aplicadas.

Ribeirão Pires, segundo os registros do Inmetro, possui 24 radares e que nos anos de 2013, 2014, 2015 e 2016 aplicaram multas que geraram receitas aos cofres municipais.

A prefeita de Ribeirão Pires estipula como prazo de encerramento para o recebimento de propostas, o dia 30 de junho às 09:30 horas, quando às 10:00 horas do mesmo dia serão abertos os envelopes.

Abaixo, a identificação dos equipamentos com as datas de aferição vencidas

Ribeirão Pires: Governo Federal libera verba para asfaltamento, Posto de Saúde e Teleférico Cidade Encantada.

O Governo Federal está liberando para Ribeirão Pires parcelas de verbas de convênios para a realização de diversos serviços e execução de obras públicos.

Segundo a Controladoria Geral da União (CGU), entre 13/02/2017 e 23/04/2017 já foram creditados em conta especifica o montante de R$ 306.312,89.

Estão elencadas as liberações para obras:

  • Revitalização da Vila do Doce que tem valor Total de R$780.000,00 com liberação de R$ 140,40 (convênio 787033);
  • Pavimentação da Rua Salvador Rípoli com valor total de R$ 987.600,00 e liberação de R$ 86.113,78 (convênio 785230);
  • Construção de Unidade de Atenção Especializada em Saúde, valor total R$ 2.496.279,28, foram liberados R$ 100.000,00 (convênio 814331);
  • Teleférico Cidade Encantada valor Total de R$ 9.750.000,00, liberação de R$ 12.613,00 (convênio 799320);
  • Pavimentação asfáltica da Avenida Brasil – Total da obra R$ 6.921.600,00, com liberação de R$ 117.445,71 (convênio 800591).

As verbas que liberadas para a execução do atual governo foram solicitadas pelo governo anterior. Conforme informa a CGU, “caso haja restrições cadastrais, as verbas públicas ficaram bloqueadas impedindo a sua utilização.

Teleférico Cidade Encantada

Alvo de muita polêmica na cidade e idealizada pelo ex-prefeito Saulo Benevides, o Teleférico Cidade encantada foi um dos principais projetos. Financiada com recursos Federais e Estaduais é rejeitada amplamente pelo prefeito Kiko, caso não se inicie as obras, o convênio poderá ser cancelado.

Todos os dados foram atualizados em 23/04/2017 no Sistema Integrado de Administração Financeira (SIAFI), – órgão vinculado ao Ministério da Fazenda -, e encontram-se disponíveis para acesso.

Prefeitura de Ribeirão Pires instaura inquérito e investiga roubo na Fordlândia.

A prefeitura de Ribeirão Pires nomeou uma Comissão de Sindicância nesta segunda-feira (24), para apurar arrombamento e furto de materiais nas dependências do Parque temático Fordlândia, localizado no parque municipal Milton Marinho (Camping).

A contar da data da publicação, a comissão investigadora já constituída dispõe de 60 dias para apresentar o relatório final podendo o prazo ser estendido por mais 60 dias.

O parque temático Fordlândia, foi um dos principais projetos do ex-prefeito Saulo Benevides e integra o complexo Teleférico Cidade Encantada que foi alvo de grandes mobilizações favoráveis e contrarias na Estância. Atualmente, as obras encontram-se paralisadas.

Para saber um pouco mais sobre o projeto, assista abaixo e maquete digital.

Ribeirão Pires: TCE emite parecer desfavorável em contas de 2014, Saulo recorre.

O Tribunal de contas do Estado de São Paulo (TCE), emitiu parecer desfavorável nas contas do exercício de 2014, quando o prefeito era Saulo Benevides.

Um déficit financeiro de R$ 46.097.208,33 foi apontado nas contas bem como irregularidades junto ao INSS e ao Imprerp.

Em função das análises, foi determinado a abertura de autos apartados para tratar do pagamento de horas extras a servidores comissionados, a abertura de autos próprios para tratar da dispensa de licitação objetivando o fornecimento de gêneros alimentícios para a merenda escolar entre outras questões.

Foi orientado para que a fiscalização do TCE verifique a efetiva adoção das providências regularizadoras noticiadas pela Municipalidade.

O ex-prefeito Saulo Benevides, através de seus advogados entrou com pedido de reexame nas contas.

Veja o despacho abaixo.

Ribeirão Pires: Lei Sobre Assédio Moral completa 12 anos e ainda não foi regulamentada.

Projeto de Lei de iniciativa do ex-vereador Donizete da Silva Cruz de Freitas, popular Doni, a Lei de Assédio Moral de Ribeirão Pires, após aprovada pelos vereador em 03 de março de 2005, obteve o nº 4.816, tem como objetivo coibir abusos na administração pública municipal proibindo gestos e outras diversas atitudes consideradas como Assédio Moral.

Passados 12 anos a lei ainda não passou pela crucial etapa de regulamentação através de decreto para que a mesma tenha sua efetividade aplicada.

O Decreto regulamentar é uma norma jurídica expedida pelo chefe do Poder Executivo com a intenção de pormenorizar as disposições gerais e abstratas da lei, viabilizando sua aplicação em casos específicos.

Veja abaixo a integra da Lei ou clique aqui


Ribeirão Pires: Candidatos aprovados em concurso da educação pressionam prefeitura por convocação.

Candidatos do concurso realizado no início de 2016 aguardam convocação e reclamam de vagas ocupadas por funcionários sem contratados.

Cerca de 15 professoras que prestaram concurso público realizado pela prefeitura de Ribeirão Pires em 2016 para provimento de vagas nas escolas municipais do município, realizaram na manhã desta quarta-feira (15), no Paço municipal, reunião com a secretária de educação e o secretário de administração para tratar da convocação de aprovados.

Segundo as professoras, a convocação é um direito legal e ao invés de professores contratados, os aprovados deveriam ser empossados.

Segundo o Edital nº 01/2016, o certame disponibilizou 50 vagas para professor A, 100 vagas de professor de Desenvolvimento Infantil (PDI) e 24 para Professores Especialista (B).

A Prefeitura de Ribeirão editou uma retificação ao edital de 11/03/2016 que estende Processo Seletivo até o dia 13 de março de 2017. Com o ato, foram convocados 18 professores A, 11 professores B e ainda serão chamados mais 10 PA’s e 2 PB’s.

Informações do Paço, afirmam que desde o início do ano já foram convocados seis professores A além do que estava previsto no referido concurso de 2016, com previsão de mais dezesseis nos próximos dias. Para Professores de Desenvolvimento Infantil foram convocados 261 (161 a mais).

Para os Professores Especialista (B), o concurso previa 24 vagas sendo: 3 de Artes, 3 de Ciências, 3 de Educação Física, 3 de Geografia, 3 de História, 3 de Inglês, 3 de Matemática e 3 de Português. Para estes, já foram convocados 2 de português, 1 de Artes, 1 de Ciências e 1 de matemática.

A polêmica

Insatisfeitas com a não convocação de seus nomes, professores insatisfeitas com a contratação de professores temporários, admitem a possibilidade de ingressarem na justiça para garantir direitos caso não tenham os seus nomes convocados.

Há um grande ruído de comunicação no que tange a convocação dos aprovados de 2016. É fato constatado de que a Secretaria de Educação fala mal, dirige-se mal e não consegue explicar os fatos. Por outro lado, existe um posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF) acerca dos certames. Segundo o órgão a administração pública é obrigada a convocar todos os candidatos que estejam aprovados dentro do número de vagas previsto no edital respeitando sempre a ordem de classificação e pontuação. Em relação aos candidatos aprovados fora do número de vagas, o que existe é uma mera expectativa de direito. Outro ponto relevante, trata de um possível prazo de expiração do concurso. Se, por ventura, o prazo de concurso expirar (se esgotar) e um desses candidatos aprovados dentro do número de vagas não for convocado, o aprovado poderá tomar posse por meio de um mandado de segurança”, isto ocorre porque desde o momento da aprovação dentro do número de vagas, nasce para este candidato um direito subjetivo (pessoal) em ocupar a vaga que foi prevista no edital. Lamentavelmente em função de um rumoroso ruído de comunicação (e também de compreensão), um velho dito, tido como importante lema da classe trabalhadora, rui…. A nova ordem é “Trabalhadores, apartai-vos!”, onde e visível e escancarado a antropofagia de classe. Sobre as contratações precárias (temporários), caso a administração já tenha preenchido com os aprovados em concurso, é lícita a contratação (desde que não haja cadastro de reserva). Luís Carlos Nunes

Ministério Público investiga esquema com cadáveres em Ribeirão Pires.

O Ministério Público investiga suposto esquema no serviço funerário de Ribeirão Pires onde a Procuradora Municipal de Ribeirão Pires, Maristela Antico Barbosa Ferreira aponta através de Boletim de Ocorrência algumas fraudes em licitações realizadas pelo governo Saulo Benevides que contratou serviços de seis viaturas funerárias da empresa Juquitiba, que ficou responsável pela preparação e sepultamentos falecidos.

A denúncia feita por Maristela aponta que a empresa Juquitiba foi além do serviço contratado uma vez assumiu todo o setor, passando a negociar urnas funerárias e atender pessoas que procuravam pelos serviços, lesando dessa forma os cofres municipais uma vez que tais serviços são de exclusividade do Executivo.

Outra possível fraude se dá com a empresa EDEN que realizava serviços no interior do velório municipal sem haver algum vínculo contratual com a prefeitura. Existem indícios de que Juquitiba e EDEN serem de um mesmo proprietário.

No Paço investigam que alguns corpos estariam sendo enchidos com água para que taxas extras fossem cobradas de familiares dos mortos sob a alegação de que os corpos estavam vazando.

Em junho de 2016, o Jornal repórter ABC, parceiro do deste Blog publicou matéria onde um munícipe denunciava a compra de um caixão e o recebimento de outro de qualidade inferior.

Para ler a matéria, clique aqui ou na imagem abaixo.

Ribeirão Pires: Saulo convoca aprovados em concurso de 2016.

Os aprovados em concurso realizado em março (concurso nº 01/2016), estão sendo convocados via Telegrama pela prefeitura de Ribeirão Pires.

Para Professor A já estão sendo chamados os aprovados que se classificaram entre os números 07 e 56. Para Professor de Desenvolvimento Infantil, os classificados entre os números 12 e 261.

Segundo informações repassadas pelo secretário de comunicação da prefeitura, Thiago Quirino, “também já foram convocados 01 Psicólogo, 02 Assistentes Sociais, 04 Educadores Sociais, 33 Professores, 01 Orientador Educacional, 11 Cuidadores de Abrigo e 04 Agentes Operacional de Cozinha”.

Na soma, contabiliza-se 354 convocações de aprovados no referido certame.

Nossa reportagem em contato com o Sineduc, que ouviu de sua presidente, Perla de Freitas que disse para quem prestou o concurso e foi aprovado e consta entre os números citados e não receber o telegrama antes do dia 19/12, o mesmo deverá entrar em contato com o Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura para a garantia de seu direito.

Leia abaixo a relação completa do aprovado ou clique aqui e faça o download do documento.

Prefeitura de Ribeirão em crise financeira, encontra dificuldades para honrar salários e 13º.

Após uma série de questionamentos feitos por servidores de Ribeirão Pires, temerosos sobre comentários de que a prefeitura poderia dar o calote no pagamento dos salários do mês de dezembro que vencem no próximo dia 31 e sobre o 13º salário que deverá ser pago no próximo dia 20, o Repórter ABC/Caso de Política entrou em contato com o prefeito Saulo Benevides que admitiu as dificuldades.

Segundo o alcaide “a prefeitura aguarda os repasses por parte do governo Federal. Estamos passando por certa dificuldade em função da queda na arrecadação mas estamos priorizando os serviços essenciais e contínuos”, disse.

Fontes nos repassam que com relação ao 13º salário, “a metade dos 50% já está garantida e disponível, mas a dúvida está sobre os salários”.

Entre os servidores, o receio se baseia do fato de que o dia 31 de dezembro (prazo limite para o depósito dos salários) cair num sábado e o próximo dia útil ser 02 de janeiro, data em que a administração municipal deverá estar sob novo comando.

Procurada a direção do Sineduc, a entidade sindical que representa trabalhadores municipais, disse que: “essas questões de salário dos servidores e verbas indenizatórias comprometem a sobrevivência de famílias. Esperamos que tudo se resolva para que a situação não prejudique os trabalhadores e também a economia local”.

Prefeitura de Ribeirão Pires convocará professores aprovados em concurso realizado no início de 2016.

Após alguns desencontros de informações de que a prefeitura não realizaria processo seletivo para reposição de professores para o próximo ano letivo ainda neste mês de dezembro, está reportagem conseguiu contato com o prefeito Saulo Benevides – no final da manhã desta sexta-feira (02) – que afirmou que em função de questões legais estaria convocando os aprovado em concurso público realizado em abril deste ano.

“Estamos convocando aprovados em certame realizado no início deste ano. Serão aproximadamente 200 aprovados para compor o quadro efetivo municipal”, disse Saulo ressaltando que as convocações acontecem nos próximos dias.

As provas deste concurso foram realizadas no dia 24 de abril de 2016 onde 16.500 inscritos disputaram 430 vagas, sendo destas, 24 Professores B nas disciplinas de Artes (3); Ciências (3); Educação Física (3); Geografia (3); História (3); Inglês (3); Matemática (3); Português (3); 50 Professores A (1ª a 4ª Série e Pré-escola) e 100 Professores de Desenvolvimento Infantil.

Segundo a presidente do Sineduc (entidade sindical que representa a categoria, Perla de Freitas, é preciso reconhecer a decisão acertada da prefeitura, mas algumas ponderações precisam ser feitas.

“O Sineduc sempre defendeu o concurso público como forma de não precarização do trabalho docente, mas entendemos que seja necessário a contratação temporária uma vez que nem todos os cargos podem ser ocupados por concursados”, disse Perla de Freitas.

Segundo ainda a sindicalista diversos professores que estão as vésperas do termino do contrato estão procurando o Sineduc para maiores esclarecimentos.

“O sindicato está recebendo o contato de diversos professores em busca de informações de que se haverá ou não processo seletivo ainda este mês. Como entidade que representa os trabalhadores não vamos nos omitir na defesa dos interesses. Essa é a nossa obrigação institucional! Ainda que os aprovados sejam convocados, certamente faltará número de professores para preencher as necessidades das escolas. Estamos entrando em contato com a Secretária de Educação para agendamento de uma reunião onde iremos argumentar sobre a necessidade de realização de um processo seletivo o quanto antes. É preciso que se encontre caminhos para a questão”, concluiu.

Estima-se que atualmente a prefeitura tenha 549 professores contratados, sendo que a expectativa é de que 422 sejam dispensados.

Em crise financeira, Ribeirão Pires corta salário de comissionados.

aerea-ribeirao-pires

A Prefeitura de Ribeirão Pires, preparou a folha de pagamento dos servidores para esta quarta-feira (30/11) sem incluir os salários dos funcionários comissionados. O prefeito Saulo Benevides (PMDB) admitiu que a situação financeira é ruim e que as sucessivas quedas de arrecadação tornaram o pagamento dos comissionados impossível.

Ao responder sobre o não pagamento aos comissionados, Benevides foi direto: “Sim é verdade estamos com dificuldades. Nunca atrasei (pagamento) ao longo desses anos, mas a arrecadação cai todos os dias”. O prefeito não soube precisar quantos são os servidores que ficarão sem pagamento amanhã, mas disse apenas que é um número “pequeno”.

Os comissionados em sua maioria secretários e assessores serão pegos de surpresa nesta quinta-feira, uma vez que o prefeito disse que não chegou fazer um comunicado, já que a decisão foi tomada hoje. Perguntado sobre se há alguma expectativa de pagamento dentro dos próximos dias, Saulo Benevides disse que “vai tentar” fazer os pagamentos, mas isso depende da prefeitura receber repasses dos governos estadual e federal.

“Não tenho o valor exato do rombo das contas, mas com a queda da arrecadação é automático o aumento de dívida. Ninguém paga IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ISS (Imposto Sobre Serviços) e ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), e o FPM (Fundo de Participação dos Municípios ) caiu”, lamentou o prefeito. ABCDMaior

Saulo assina com a CDHU a construção de 98 unidade habitacionais.

imagem2

O prefeito Saulo Benevides (PMDB) publicou na sua página do Facebook que em reunião com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbanos (CDHU).

Segundo o prefeito “após 3 anos trabalhando nesse projeto, assinamos com a CDHU a aprovação da construção de 98 unidades habitacionais na região do Parque Aliança. Em continuidade, nos próximos dias a CDHU nos apresentará o Projeto Executivo da construção das unidades, realizado por equipe própria, para que a prefeitura providencie toda a documentação necessária.

15178250_1024480594346774_6993968649635366059_n

Câmara realiza sessão extraordinária nesta quinta-feira (17). Executivo quer abertura de crédito suplementar.

camararp

A Câmara de Vereadores de Ribeirão Pires realiza amanhã (17), sessão extraordinária, a partir das 10 horas da manhã por convocação do poder executivo. Na pauta de votação o Projeto de Lei 071/16 de autoria do executivo que caso aprovado, autorizo o Paço a alterar o Plano Plurianual 2014/2017 e autoriza a abertura de crédito adicional suplementar. A discussão será única, com votação nominal, dependendo para rejeição do voto da maioria absoluta dos membros da Casa de Leis.

Ribeirão Pires: Saulo autoriza paralisar o fornecimento de equipamentos de teleférico.

paralisacao

Depois de autorizar em Ato Oficial a Construtora responsável pelos serviços de edificação do Teleférico, em nova publicação oficial o prefeito de Ribeirão Pires, desta vez autoriza a empresa multinacional Suíça “Rowema AG”, responsável pelo fornecimento do sistema de cabos de suspensão e tração, cabines e estação terminais para parar o fornecimento.

A autorização foi concedida em 18 de outubro mas passou a se efetivar com publicação online feita nesta quinta-feira, 10 de novembro.

Leo Moura reassume Secretaria de Educação de Ribeirão Pires.

A atual vice prefeita de Ribeirão Pires, Leo Moura reassumiu no final da manhã desta terça-feira (08) o comando da pasta de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia (SEIT) do município. Leo que havia em 15 de janeiro deste ano pedido exoneração do cargo com o intuito de disputar as eleições municipais ao Paço substitui a vaga que vinha sendo ocupada por Dalva Sensato desde 18 janeiro.

Informações obtidas junto a fontes apontam que a experiência política acumulada pela gestora são fundamentais para o cumprimento de ritos administrativos nesse final de mandato do governo Saulo Benevides.

Passagem de ônibus em Ribeirão Pires vai subir para R$ 3,80.

sp2014-01-0001

Após negociações na manhã desta segunda-feira (07), entre representantes da prefeitura e a Empresa de ônibus Rigras, ficou acertado o aumento na tarifa da passagem em 8,57% o que eleva os atuais R$ 3,50 para R$ 3,80.

Segundo informou o secretário de Transportes e Trânsito de Ribeirão Pires, a empresa queria o reajuste para R$ 4,35. “Após tratativas e apresentação por parte da Empresa de planilha de custos, chegou-se a um acordo de que o aumento não poderia ultrapassar aquilo que foi acordado em reunião no Consorcio Intermunicipal em janeiro de 2016. Sendo que o valor da passagem passa de R$ 3,50 para R$ 3,80”, justificou o secretário.

Ainda no dia de hoje, houve uma ameaça de paralisação por parte dos funcionários da empresa sob a alegação de atraso nos salários, questão logo resolvida após compromisso assumido entre a empresa e o Sindicato da categoria para regularização no pagamento dos salários.

Em termo de compromisso assinado, entre outras coisas consta que” a prefeitura, através de seu prefeito e do secretário de Transportes e Trânsito em um prazo de 10 a 15 dias se compromete a realizar todo o tramite burocrático para que o aumento seja legalizado, pedindo ainda que a empresa fixe notificações aos usuários avisando sobre o acordo e o breve aumento, onde assim que possível será publicado nos jornais a data real do início das cobranças.

img-20161107-wa0002

Isso na prática, quer dizer que o cidadão comum vai ter que desembolsar mais um dinheirinho de seu bolso já quase vazio. Essa história de passagem a R$ 1,00 aos domingos nada mais era que uma bomba relógio com data marcada pra explodir. Para quem duvidava que isso iria acontecer, aí está! 3,80 é uma questão de pouco dias. Luís Carlos Nunes.

Em entrevista coletiva, Saulo fala da grandiosidade do Teleférico, fala sobre saúde e Shopping Center.

_dsc2394

Em entrevista coletiva concedida a imprensa na manhã desta quinta-feira (20), o prefeito Saulo Benevides apresentou seus posicionamentos sobre temas latentes em Ribeirão Pires, a exemplo das obras do Teleférico cidade Encantada, construção de um Shopping Center na cidade e sobre a saúde.

Iniciando suas declarações, Saulo não poupou a imprensa que segundo a sua avaliação, propagou informações improcedentes não levando a população o real sentido da construção do Teleférico.

“Não é de hoje que há na cidade o desejo de governantes em tocar essa obra. O ex-prefeito Prisco, lá atrás já demonstrava interesse na obra, e também o ex-prefeito Clóvis Volpi também vislumbrou. Eu tive coragem e corri atrás de recursos para tal e na minha avaliação é o maior projeto que Ribeirão Pires já teve uma vez que a sua conclusão trará novos investimentos e arrecadação com a atração de turistas para a Estância sem ônus para Ribeirão uma vez que os recursos são todos oriundos dos governos Estadual e Federal e a manutenção será feita através de uma Parceira Público Privada (PPP)”, disse o prefeito.

_dsc2398

Farto documentação foi disposto aos jornalistas numa tentativa de esclarecer de que o projeto não sofre embargo ou impedimentos.

Sobre a disposição do prefeito eleito, Kiko Teixeira em não dar continuidade ao projeto, Saulo disse que isso é um erro e cobrou posição estadista do futuro mandatário da cidade.

“Quando assumi a administração municipal dei continuidade em obras de meu antecessor. Paralisar as obras seria um grave erro uma vez que esse ato obrigaria o município a ter que devolver todo o dinheiro já investido com correção. Tenho certeza que passado o calor das eleições e assim que ele (Kiko) assumir pensará melhor e verá que temos razão e assumirá uma nova postura sobre o Teleférico”.

Guerra Fiscal

Sobre a construção de um shopping Center na cidade, o prefeito Saulo Benevides defendeu que o projeto é uma necessidade. Questionado pelo Jornal repórter ABC/Caso de Política sobre os 99 anos de concessão para a empresa que exploraria o empreendimento, Saulo alegou que o tema envolve uma acirrada guerra fiscal entre municípios.

“Quero deixar muito clara que em momento algum, eu pensei em tirar vantagens pessoais com o projeto do Shopping. Hoje muitas cidades do estado e até mesmo do país se utilizam de incentivos para atrair novas empresas e empreendimentos. Existem cidade que não oferecem concessão, elas vão além e oferecem doações de áreas que dispõem inclusive de galpões e edificações. Se analisarmos bem, não é hoje que empresas migram para outras cidades por encontrarem lá vantagens maiores do que onde estão alojadas atualmente. Precisamos ter um olhar realista e pararmos de pensar que as coisas acontecem ao acaso. É preciso trabalhar e agir conforme os interesses da cidade. Eu optei pelo desenvolvimentismo, mas infelizmente fui mal compreendido”, argumentou.

Ainda sobre o shopping Center Saulo disse que se reuniu por diversas vezes com os vereadores o solicitou a aprovação para a concessão uma vez que o projeto do shopping criaria cerca de mil novos empregos.

Sem apresentar números, Saulo reconheceu que deixará dívidas para o próximo governo.

“Existe grande especulação de que deixarei dívida de R$ 150 milhões. ainda não temos o valor total. Mas na verdade essa dívida é fruto de uma crise que está instala no país. Iniciei meu governo com um planejamento e as receitas caíram drasticamente. Aguardo e a disposição o envio dos nomes do governo eleito para fazermos uma transição mas até o momento ainda não recebi”.

Finalizando a coletiva, questionado pelos jornalista sobre os seus planos políticos para o futuro, Saulo disse que não planeja concorrer nas próximas eleições municipais de 2020, mas que se o Kiko não concluir as obras do Teleférico e o shopping Center, voltará e o fará.

Ribeirão Pires: MP abre Ação Civil Pública contra a prefeitura por retirada de equipamento e fechamento do PS Infantil do São Lucas.

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) abriu Ação Civil Pública contra a Santa Casa de Ribeirão Pires, Saulo Mariz Benevides e Gerson Moizeis Constantino alegando, em síntese, que tomou conhecimento de que o Pronto Socorro Infantil do Hospital e Maternidade São Lucas estaria fechado porquanto grande parte dos equipamentos médicos teriam sido retirados pela empresa locadora. A Promotora subscritora entrou em contato com um dos médicos de plantão na referida unidade hospitalar e recebeu a confirmação dos fatos, sendo que houve, inclusive, o acionamento da polícia.

mp

Diante de tais fatos, a Promotoria entrou em contato com a corré Santa Casa, responsável pelo Hospital, na pessoa de seu representante Edinaldo, o qual alegou que os equipamentos haviam sido retirados para manutenção sem comprovar tal circunstância e que em sua opinião tal retirada não representa prejuízo ao regular atendimento da população. Diante disso, em diligência para esclarecimento dos fatos, efetivou-se contato com a empresa Oxi System, por intermédio da gerente financeira, Sra. Andréa Fagian, que explicou que a retirada dos equipamentos ocorreu em decorrência do vencimento do contrato de locação celebrado com a Prefeitura de Ribeirão Pires, sem o recebimento de qualquer pagamento, com prévia notificação da locatária em 28/09/2016, autorizada a retirada pelo corréu Gerson, aos 17/10/2016.

A Promotoria tentou contanto com o referido corréu sem sucesso. Em contato com o corréu Saulo Benevides, este informou, em um primeiro momento, que não estava ciente do ocorrido. Em um segundo contato afirmou que a reposição dos equipamentos seria feita amanhã e que o Hospital estava em pleno funcionamento e que a situação financeira do Município está difícil. Ocorre que a pediatra Joyce Lara Borba Amaral, plantonista nesta data, compareceu à Promotoria e confirmou a impossibilidade de manter o atendimento médico das crianças sem os equipamentos de urgência e emergência, além de apontar inúmeros outros problemas pelos quais vem passando a unidade hospitalar em questão.

Os médicos pediatras responsáveis pelo atendimento no Hospital e Maternidade São Lucas foram categóricos ao afirmar a impossibilidade de atendimento na referida unidade sem os equipamentos retirados nesta data.

Dada à urgência do caso, postula a concessão da tutela de urgência para que seja determinada a reposição de todos os equipamentos médicos retirados do Hospital e Maternidade São Lucas, conforme relação anexada à inicial, no prazo de 24 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 20.000,00 para cada um dos requeridos.

Prefeitura de Ribeirão autoriza formalmente a paralisação das obras do Teleférico.

Em publicação nesta terça-feira (18), a prefeitura de Ribeirão Pires editou “Ato Oficial” que autoriza a “Construtora Cappellano Ltda” a paralisar os serviços de edificação do Teleférico que compreendem a Estação Morro, Estação Ayrton Sena, Estação Parque Milton Marinho de Moraes bem como estava planejado um café, lojas e Torres. A autorização foi concedida desde o último 30 de setembro.

atooficial

Apesar das baixas, Saulo diz que sairá vitorioso das urnas e não abandonará candidatura para apoiar ninguém.

1949_saulo-1 Saulo diz que continua candidato, mesmo com as perdas

O prefeito de Ribeirão Pires e candidato a reeleição, Saulo Benevides (PMDB), sofreu baixas importantes no seu grupo de apoio nos últimos dias. Parte dos candidatos migrou para campanhas dos concorrentes Dedé da Folha (PPS), Kiko Teixeira (PSB) e Luiz Carlos Grecco (PRB).

O prefeito disse lamentar a perca de alguns candidatos ao Legislativo, mas minimizou o fato, mantendo a candidatura e a confiança de sair vitorioso nas urnas no próximo domingo.

“Lamento o ocorrido. Mesmo assim, não desanimo e seguirei firme e forte na minha candidatura. Tenho a certeza de ter feito um bom mandato e isso será reconhecido nas urnas no próximo domingo. Para aqueles que decidirem apoiar o Dedé, o Grecco ou o Kiko, desejo sorte, mas nós vamos ganhar a eleição”, posicionou o prefeito.

Ouvido pela reportagem, o presidente do PSC, Anderson Benevides, exemplificou a debandada.

“Enfrentemos um problema de que nossos candidatos não estão conseguindo reverter o voto para o Saulo e havia muita cobrança para que mudássemos o candidato. Por uma questão familiar estou com o meu tio até o fim, mas precisamos liberar o grupo para seguir outro caminho”, explicou Anderson através de Nota à Imprensa.

Troca de apoios de candidatos é comum a cada disputa eleitoral

Pode até parecer estranho, mas a troca de “time” durante a disputa eleitoral é mais comum do que se pensa. E não é de hoje que isso ocorre.

Uma rápida olhada nos grupos de apoios se vê movimentações em todos os grupos. Antes no grupo de apoio do prefeito Saulo Benevides (PMDB), os secretários Cassiano Filho e Souza do Proerd e os vereadores Arnaldo Sapateiro, Jorginho da Autoescola e Rubão seguiram com o candidato a prefeito Kiko (PSB).

gabriel-ronconAté mesmo o candidato a vice-prefeito na chapa de Kiko, Vereador Gabriel Roncon (PTB), participante da base aliada de Saulo até 2015, trocou de grupo.

Por outro lado, os vereadores José Nelson de Barros, Hércules e Adriano, do PMDB de Saulo, agora seguem com o candidato Dedé da Folha (PPS). Candidatos ligados a Kiko também podem
trocar de apoio ao majoritário, Laurindo e Marquinhos Vilela, ambos do PTB tiveram propagandas com Dedé publicadas nas redes sociais.

Mesmo entre os candidatos majoritários, ou seja, prefeitos é comum a troca de apoios e junções.

4728d308-ce3b-4e1c-86ed-0a952aaf994fEste ano, os pré-candidatos Rosí (PSDB) e Dedé da Folha (PPS) fizeram a junção e Charles D’Orto (PTC) e Luiz Carlos Grecco (PRB) unificaram as chapas.

Em 2004, o hoje candidato a prefeito, Luiz Carlos Grecco (PRB), deixou a candidatura de Cezar de Carvalho (PSDB) que tinha o filho Anderson Grecco, para apoiar o então candidato a prefeito Valdírio Prisco.