Arquivos de Tag: tarifa

Prefeitura de Ribeirão Pires recebe pedido de reajuste na tarifa de ônibus.

A prefeitura de Ribeirão Pires recebeu na última quinta-feira (18), documentação da empresa Rigras que detém a concessão do transporte público municipal da cidade solicitando a revisão da tarifa do transporte público praticado.

O valor cobrado atualmente na Estância é de R$ 4,00 e o último aumento ocorreu em agosto de 2017 quando o prefeito Kiko Teixeira (PSB) editou um decreto municipal autorizando aumento de 3,80 para R$ 4,00 sob a argumentação de que o reajuste foi forma de garantir o equilíbrio econômico-financeiro para o sistema.

Com a saída do alcaide Kiko para gozo de férias que deverá durar até o próximo dia 31 de janeiro, a decisão sobre um possível aumento na tarifa deverá ocorrer com o seu retorno.

Novo reajuste da energia pode chegar à 43% a partir de novembro.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (24) uma proposta de reajuste de quase 43% sobre o atual valor da bandeira tarifária vermelha patamar 2, a mais cara do sistema, cobrada sempre que as usinas térmicas mais onerosas precisam ser mantidas ativas para suprir a alta demanda de consumo de energia.

A proposta será submetida à consulta pública, podendo sofrer mudanças. Se o reajuste for aprovado, quando a bandeira vermelha patamar 2 for acionada, os consumidores deixarão de pagar os atuais R$ 3,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) e passarão a pagar R$ 5 de taxa extra, já a partir de novembro.

A agência também sugeriu alteração da bandeira tarifária amarela, que poderá ficar 50% mais barata, passando de R$ 2 para R$ 1 de cobrança extra a cada 100 kWh. A bandeira amarela é a primeira da escala de cobrança adicional na conta de luz.

Segundo a Aneel, o objetivo da medida é reajustar os valores que as distribuidoras cobram dos consumidores para custear a compra de energia elétrica – custos que aumentam sempre que as usinas térmicas precisam ser acionadas para suprir o mercado consumidor, devido ao baixo nível de água nos reservatórios das hidrelétricas, que são a principal fonte de abastecimento no setor elétrico brasileiro.

Conta de luz (Arquivo/Agência Brasil)
Conta de luz com indicão de bandeira vermelhaArquivo/Agência Brasil
A bandeira vermelha patamar 2, a mais cara do sistema, foi acionada no início deste mês pela primeira vez desde que a bandeira vermelha foi desmembrada em duas, em janeiro de 2016. No mês passado, estava em vigor a bandeira amarela.

O acionamento da bandeira vermelha 2 foi adotado devido à baixa vazão das usinas hidrelétricas, já que as chuvas em setembro ficaram abaixo da média. Nesta sexta-feira (27), a Aneel divulgará a bandeira tarifária que estará em vigor em novembro.

Vem aí novo reajuste nas contas de energia elétrica.

Foi autorizado nesta segunda-feira (16) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) um novo reajuste nas contas de luz para consumidores do estado de São Paulo. Terão aumento de 24,37% na conta de luz os clientes da Bandeirante Energia S.A., que atende a 1,8 milhão de unidades consumidoras.

Também terão aumento na energia as cerca de 1,6 milhão de unidades consumidoras da Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) – Piratininga, cujo reajuste médio será de 17,28%. Os novos valores passarão a ser cobrados no dia 23 de outubro.

Para o cálculo desse reajuste, a Aneel considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais e atualização dos custos típicos da atividade de distribuição.

Rio Grande da Serra: Moradores estão insatisfeitos com novas regras de ônibus.

Moradores da Vila Niwa, Parque América, Tsuzuki, Recanti das Flores e Vila Conde, em Rio Grande da Serra estão insatisfeitos com as mudanças anunciadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S.A. (EMTU). Os usuários que antes utilizavam do itinerário com destino ao Terminal de Ribeirão Pires, agora terão que se utilizar do ônibus da empresa Talismã com destino ao centro de Rio Grande da Serra, onde deverá ser feito integração com coletivo da Rigras que dará prosseguimento ao itinerário até o terminal Rodoviário de Ribeirão Pires.

Com a mudança os usuários que não possuírem o Cartão Bom, deverão pagar uma passagem a cada embarque, o que segundo informam os moradores, lhes causará prejuízos. O mesmo procedimento acontecerá no sentido contrário.

“Vamos atrás de nossos direitos ninguém pode tirar o direito de ir e vim de um cidadão, ou tirar o direito de escolha ou até mesmo obrigar alguém pegar um transporte indesejável, somos livres para escolher o melhor e ninguém pode obrigar as pessoas a entrar em uma empresa de ônibus por não ter opção”, disse uma moradora de Rio Grande da Serra.

Desde o dia 18, os usuários do Cartão BOM, desembolsam a tarifa integrada ao valor de R$ 4,20. Passageiros que não possuem o cartão deverão pagar passagem de R$ 3,40 em cada ônibus.

Informações da empresa Viação Talismã afirma que a alteração aconteceu pela EMTU, após detecção de irregularidades nos itinerários citados.

Passagem de ônibus em Ribeirão Pires vai subir para R$ 3,80.

sp2014-01-0001

Após negociações na manhã desta segunda-feira (07), entre representantes da prefeitura e a Empresa de ônibus Rigras, ficou acertado o aumento na tarifa da passagem em 8,57% o que eleva os atuais R$ 3,50 para R$ 3,80.

Segundo informou o secretário de Transportes e Trânsito de Ribeirão Pires, a empresa queria o reajuste para R$ 4,35. “Após tratativas e apresentação por parte da Empresa de planilha de custos, chegou-se a um acordo de que o aumento não poderia ultrapassar aquilo que foi acordado em reunião no Consorcio Intermunicipal em janeiro de 2016. Sendo que o valor da passagem passa de R$ 3,50 para R$ 3,80”, justificou o secretário.

Ainda no dia de hoje, houve uma ameaça de paralisação por parte dos funcionários da empresa sob a alegação de atraso nos salários, questão logo resolvida após compromisso assumido entre a empresa e o Sindicato da categoria para regularização no pagamento dos salários.

Em termo de compromisso assinado, entre outras coisas consta que” a prefeitura, através de seu prefeito e do secretário de Transportes e Trânsito em um prazo de 10 a 15 dias se compromete a realizar todo o tramite burocrático para que o aumento seja legalizado, pedindo ainda que a empresa fixe notificações aos usuários avisando sobre o acordo e o breve aumento, onde assim que possível será publicado nos jornais a data real do início das cobranças.

img-20161107-wa0002

Isso na prática, quer dizer que o cidadão comum vai ter que desembolsar mais um dinheirinho de seu bolso já quase vazio. Essa história de passagem a R$ 1,00 aos domingos nada mais era que uma bomba relógio com data marcada pra explodir. Para quem duvidava que isso iria acontecer, aí está! 3,80 é uma questão de pouco dias. Luís Carlos Nunes.

Saulo autoriza aumento da tarifa de ônibus para R$ 4,10 e eleva custos de contratação das empresas.

1111111

O prefeito Saulo Benevides (PMDB), através do decreto nº 6.611 de 11 de abril de 2016 autorizou aumento no valor da tarifa de ônibus em Ribeirão Pires.

13010673_793688484108872_6083337733950850873_n

Segundo a publicação feita pela prefeitura em veículo regional nesta quinta-feira (14), a tarifa fica fixada em R$ 4,10 (quatro reais e dez centavos) concedendo desconto para pagamento em dinheiro de R$ 0,60 (sessenta centavos), sendo que o mesmo desconto não será concedido aos que efetuarem o pagamento através do cartão “Bom Vale-Transporte. Ainda na publicação oficial, a empresa concessionária do serviço de transporte público da cidade terá 90 dias a partir da publicação do presente decreto, para a criação e implantação  de sistema de recarga do “Cartão Bom”.

Na prática o decreto monocrático emitido pelo poder executivo elevará os custos de contratação de mão de obra em empresas sediadas em Ribeirão Pires.

Sabesp anuncia reajuste de 8,45% a partir de 12 de maio.

unnamed

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) anunciou nesta segunda-feira que irá reajustar em 8,4478 por cento as tarifas a partir do dia 12 de maio. O reajuste foi aprovado pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp), disse a Sabesp em fato relevante.