Vereador Eduardo Nogueira rebate Saulo.

Eduardo Nogueira IPTU

Enfurecido com a indicação de inclusão na discussão da área da antiga Fábrica de Sal a possibilidade de construção de uma Universidade Pública Federal ou Estadual, o prefeito Saulo Benevides (PMDB) não poupou esforços e atacou o vereador Eduardo Nogueira.

Em publicação em um jornal local o prefeito do PMDB disse: “Falar é fácil, quero ver ele se mexer para trazer uma faculdade para Ribeirão”.

Da tribuna, durante a sessão da Câmara nesta segunda-feira (28), Eduardo Nogueira defendeu-se:

“Na última quinta-feira fui surpreendido com uma reportagem em um jornal da cidade, onde o prefeito Saulo Benevides me “desafiava” a conseguir a instalação de uma universidade pública na cidade. Tal declaração do prefeito além de me deixar chocado, demonstrou mais uma vez que o viés democrático não passa por sua administração. Ao propor incluir a instalação de uma universidade pública na discussão da área da Fábrica de Sal, apenas segui os parâmetros posto na época da desapropriação: o de uso público e social. Quero dizer ao senhor prefeito, que ao contrário dele, não vou aqui fazer um desafio para que consiga trazer uma universidade para nossa Ribeirão Pires, farei ao contrário, irei a busca dessa unidade de ensino, não para provar quem é o melhor ou o mais competente, e sim, para ampliar o leque de possibilidades de ensino para nossa população. O senhor prefeito fez questão de citar o fato de estar buscando a unidade federal desde 2013. Que bom, espero que tenha êxito, mas que para isso não esteja se utilizando dos mesmos métodos do programa Minha Casa Minha Vida e do Teleférico, exemplos claros, da má gestão e organização desse governo”.

Atualmente o grupo Sal da Terra ocupa a área abandonada pela prefeitura e realiza diversas atividades aos finais de semana conseguindo juntar pessoas para momentos agradáveis em meio ao território salgado. Defendem com fervor que o local público seja transformado em espaço de lazer e cultura. Defender e propor é saudável e natural dentro de um regime democrático. Propor não deve ser visto como delito pelo fato da ideia não ter sido sua. Ademais, não é porque o espaço que é publico e de todos que não tem dono. O espaço é do cidadão que deveria ser mais respeitado e ser melhor informado sobre as razões de se doar o local avaliado em cerca de 20 milhões por 99 anos a empresários endinheirados.

O debate é sempre salutar! Respeitar o pensamento alheio é ato democrático e civilizado! Luís Carlos Nunes

Uma resposta para Vereador Eduardo Nogueira rebate Saulo.

  1. Maria Aparecida Figueira disse:

    Prefiro ma Universidade ali…precisei várias vezes de cursos pra meu filho em lugares em rRibeirão Pires que se dizem gratuitos e estou esperando que meu filho seja chamado hum…vamos ver …3 anos… ninguém entrou em contato.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.