Vício do Cão: 90% dos diagnósticos de câncer de pulmão vêm de fumantes

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, marcado para esta quinta-feira (29/ago), alerta mais uma vez a população para o risco de doenças ligadas aos cigarros, como o câncer de pulmão que tem 90% dos diagnósticos associados ao consumo de derivados de tabaco. De acordo com o Instituto Brasileiro de Câncer (Inca), só em 2010, 21.867 pessoas morreram da enfermidade. Para o diretor-técnico do Instituto de Hematologia e Oncologia da Bahia (Ihoba), Alberto Nogueira, a batalha contra o hábito de fumar pode ser superada pelo fato de a cultura do cigarro ter perdido glamour. “Quem viveu as décadas de 60, 70 e mesmo 80 sabe que as propagandas de cigarro exaltavam o poder. Antes disso, os heróis da Segunda Guerra Mundial entraram em Paris fumando “exemplificou. Pelo fato de haver maior resistência entre adultos, o foco da campanha é o jovem. “Quase ninguém começa a fumar aos 40 anos. O primeiro contato geralmente se dá por volta dos 15”, comenta. O médico diz que além do câncer de pulmão, os de esôfago e faringe, e o enfisema pulmonar, provocam a perda da capacidade de trabalho da pessoa, o que abate vítimas e familiares. O oncologista chama as propagandas de combate ao cigarro de “esclarecedoras” e afirma que elas não discriminam os não-fumantes. “Em um ambiente fechado, você não pode querer que alguém fume. Por isso existem os espaços de fumantes”, argumentou.

Deixe uma resposta