Formosa: Audiência pública debate habitação, financiamento e regularização fundiária

Na última terça-feira, (23/abr), em atividade comemorativa a seu “Jubileu de Ouro”, a Câmara Municipal realizou audiência pública “Os Programas Habitacionais da Caixa Econômica Federal como oportunidade e incentivo para implementar moradias para a população de Formosa do Rio Preto”.
A audiência contou com a participação de sindicalistas, associações de pequenos produtores rurais, do gerente da agência da Caixa de Formosa, Joseval Passos, do arquiteto e urbanista Nilton Luís Ferreto Meira, do vice-prefeito, Gerson Bonfantti, secretário de Infraestrutura, Renato Bonfantti, secretário de Assistência Social, Fábio Eça, do presidente da Câmara, Gillian Rocha, vereadores e do gerente regional da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Siqueira, que apresentou os programas de financiamentos imobiliários oferecidos pela Caixa, incluindo o programa do governo federal, Minha Casa, Minha Vida.
Nelson Siqueira apresentou detalhes do programa e ressaltou a importância de uma mobilização dos diversos atores da cidade, incluindo Poderes Executivo e Legislativo, empresários do setor e sociedade civil organizada, para que o programa tenha sucesso e projetos para Formosa do Rio Preto sejam apresentados. Segundo ele, os recursos para o programa serão liberados na medida em que forem apresentados projetos, até que sejam construídas um milhão de casas em todo o país. Por isso, as cidades que apresentarem logo seus projetos sairão na frente.
O presidente da câmara, Gillian Rocha, coordenador do “Jubileu de Ouro”, idealizou a audiência para tratar do assunto, por acreditar que a habitação popular é uma das questões mais sensíveis à população formosense, principalmente para as famílias de baixa renda. “O programa Minha Casa, Minha Vida apresenta condições viáveis para a maioria da população que não possui casa própria. Juros baixos, excelentes prazos e prestações palpáveis. Nos próximos dias procuraremos outros atores para buscar solução que enquadre nossos loteamentos aos critérios da Caixa”, falou.
O arquiteto Nilton Ferreto, no uso da palavra, parabenizou a iniciativa do governo federal pelo programa. “O programa é uma ótima ferramenta para a diminuição do déficit habitacional no país. Através dele pode-se inclusive, acelerar e estimular a regularização fundiária”, disse.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.