Passe Livre não convocará mais protestos em São Paulo

Movimento anunciou hoje que não organizará novos protestos na capital paulista, devido a participação de ativistas que defendem causas não apoiadas pelos integrantes do MPL, com objetivos conservadores, além do vandalismo
Integrantes do Movimento Passe Livre (MPL) anunciaram nesta sexta-feira 21 que não irão mais organizar protestos na cidade de São Paulo. O motivo é a participação de ativistas que defendem causas não compatíveis com o grupo, como o pedido de criminalização do aborto.
Segundo Rafael Siqueira, integrante do Movimento, o MPL não critica a participação de partidos políticos, mas nos últimos atos avaliam que surgiram pessoas com objetivos conservadores, como representantes do neofacismo. Além disso, há o registro de atos de vandalismo, cada vez mais intensos nas manifestações.
“O MPL não vai convocar novas manifestações. Houve uma hostilidade com relação a outros partidos por parte de manifestantes, e esses outros partidos estavam desde o início compondo a luta contra o aumento e pela revogação”, disse Douglas Beloni, do MPL.
O grupo já organizou sete manifestações na cidade desde o dia 6 de junho. Agora, porém, as manifestações tomaram proporções que não dependem mais apenas do Movimento Passe Livre e muitas pessoas devem sair às ruas, por causas diversas, novamente nesta sexta-feira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.